Biro-Biro

Volante

Biro-Biro

Biografia

Quando chegou do Sport Recife ao Corinthians o então presidente Vicente Matheus o apresentou dizendo que tinha contratado “um tal de Lero-Lero”.

Volante de origem, Biro-Biro logo se destacou pela sua raça em campo e pela polivalência já que por diversas vezes atuou como meia e até atacante, tendo a oportunidade de anotar mais de 70 gols pelo Corinthians, muitos deles importantes como o da final do Paulista de 1982.

Mesmo não tendo sido formado no terrão, Biro-Biro logo incorporou o estilo corinthiano de jogar e com isso se tornou uma figura querida por toda a nação alvinegra nos 10 anos que vestiu com muito amor e dedicação a camisa do Corinthians .

Além de sua história como jogador, Biro-Biro também entra pra história do Corinthians por ter feito parte e ser uma peça importante da tão famosa “Democracia Corinthiana” junto com Sócrates, Casagrande, Wladimir e outros.

Um fato curioso é que quando chegou ao Parque São Jorge era época de eleição pro senado e o seu nome foi um prato cheio pros eleitores que o “elegeram” escrevendo o seu nome na cédula, mesmo sem ele ser candidato a nada. Anos depois, em 1988, Biro-Biro foi realmente candidato a vereador na cidade de São Paulo e, claro, foi eleito.

Mesmo após sua saída do Corinthians, Biro-Biro continuou sendo muito querido por todos os corinthianos e ainda hoje é lembrado por todos que o viram jogar por sua raça e total entrega em campo e também pelo seu cabelo loiro encaracolado, tornando-o uma figura única.

Biro-Biro, Lero-Lero... Seja lá qual for o nome! É até hoje um dos jogadores mais queridos e carismáticos da história do Corinthians e pra sempre será lembrado e homenageado.

Relembre de outros ídolos que jogaram no Corinthians

O que você mais lembra do Biro-Biro no Corinthians?

  • 1000 caracteres restantes
veja mais fechar

Mais ídolos

Teleco

Teleco foi um centroavante que atuou e trabalhou toda sua vida no Corinthians. Tendo atuado na década de 30, o paranaense detém até hoje a maior média de gols pelo Timão.