Fora de casa, Corinthians vence o São Paulo e segue líder da Liga Futsal

Após a vitória, o Timão se mantém líder da Liga de Futsal com 33 pontos

Após a vitória, o Timão se mantém líder da Liga de Futsal com 33 pontos

Na noite da última segunda-feira (26), o Corinthians entrou em quadra pela 13ª rodada da Liga Futsal. No ginásio Adib Moyses Dib, em São Bernardo do Campo, o Timão enfrentou o Suzano/São Paulo/Penalty e venceu por 4 a 3. Líder do campeonato, o Corinthians agora soma 33 pontos.

O jogo

Na primeira etapa, o time do Corinthians controlou as ações desde o início. Logo aos seis minuto, Índio chuta forte e abre o placar para a equipe alvinegra. O jogo seguiu muito faltoso e a equipe do São Paulo chegou ao empate após a cobrança da sexta falta, aos 12 min. Faltando um minuto para o encerramento do primeiro tempo, foi a vez do Corinthians marcar em tiro livre direto com Jackson.

Já na segunda etapa, o Timão sofreu com a pressão do adversário que chegou ao empate aos 25 min. O jogo ficou travado, com muita marcação, mas o time do Parque São Jorge manteve a concentração e conseguiu ampliar o placar com Simi aos 28 min e Arthur aos 29 min. O adversário ainda conseguiu diminuir aos 36min, porém a vitória já estava garantida.

'A Liga Nacional é algo muito difícil de disputar ainda mais em um clássico onde tudo dificulta. Apesar dos erros fizemos uma boa partida, saímos vitoriosos, nos mantemos na liderança isolada e agora é comemorar a boa fase', disse o jogador Simi .

O Corinthians teve formação inicial composta por Diogo, Leandro, Paulinho, Simi e Arthur. Lukaian, Schumacher, Neguinho, Alex, Rafinha, Jackson, Índio e Douglas entraram no decorrer do jogo.

A equipe adulta de futsal do Sport Club Corinthians Paulista é patrocinada por Colégio Amorim, UNIP-Universidade Paulista e Citizen.

Fonte: Site Oficial do Corinthians

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
veja mais fechar

Mais notícias

Gobbi diz que Corinthians cogitou abandonar Libertadores e revela planos do clube

O Corinthians se incomodou tanto com a punição que recebeu após o caso Oruro que cogitou deixar a Copa Libertadores.