O que o Grêmio tem a ver com Sóbis e Corinthians? Mais do que você imagina

Rafael Sobis está na mira do Corinthians

Rafael Sobis está na mira do Corinthians

O Corinthians negocia com o Fluminense para ter Rafael Sóbis, mas esbarra no jogo duro está marcando a possível transação. A nova carta na manga dos dirigentes é o Grêmio, que estaria interessado em Rodriguinho. O meia está nos planos dos cariocas e, por isso, pode ser usado como 'arma de convencimento'.

O assunto foi tratado por dirigentes de Corinthians e Fluminense na noite da última segunda, quando as partes retomaram as conversas, paralisadas no fim de semana por conta da novela Elias, que acabou com final feliz no Parque São Jorge . A ideia dos cartolas alvinegros é uma troca por empréstimo de um ano entre Sóbis e Rodriguinho, nos moldes do que já foi feito com Pato e Jadson.

O problema é que o Fluminense não está muito disposto a aceitar as condições. Sóbis tem contrato até o meio do ano que vem, ganha cerca de R$ 350 mil mensais e é um peso nas contas do clube, que tem duas parcelas de 570 mil euros da transferência do atacante a quitar com o Al-Jazira, dos Emirados, seu ex-clube.

Por isso, o clube e a Unimed, que também investiu em Sóbis no passado, gostariam que o Corinthians adquirisse parte dos direitos econômicos do atacante como compensação financeira. Os paulistas vislumbram a possibilidade de tê-lo de forma definitiva, e de graça, no meio do ano que vem. Por isso, não querem gastar dinheiro no momento.

É aí que entra Rodriguinho. O meia está encostado no Corinthians de Mano Menezes, custa caro (cerca de R$ 140 mil por mês) e está disponível para empréstimo. O Fluminense quer, mas o clube do Parque São Jorge só deve fazer negócio se houver uma troca com Sóbis.

Na última segunda, Ronaldo Ximenes, diretor de futebol do Corinthians, revelou a jornalistas que o Grêmio manifestou interesse em Rodriguinho. Se o 'namoro' virar uma proposta oficial, o clube do Parque São Jorge tem uma carta na manga para pressionar o Fluminense. Caso Sóbis não seja liberado, o meia pode ir para Porto Alegre.

O problema é que, até o momento, o Grêmio nega participação na negociação. Procurado pela reportagem, Rui Costa, diretor de futebol do clube gaúcho, negou a especulação. No ano passado, Rodriguinho foi, de fato, alvo dos cartolas tricolores, mas o alto valor cobrado pelo América-MG foi proibitivo - o Corinthians pagou R$ 4 milhões pelo meia.

Hoje, o clube tem bastante gente para a função de organizador de jogo. Zé Roberto, Maxi Rodriguez e Alan Ruiz ocupam exatamente aquela faixa do campo. Além deles, Dudu e Luan também compõem a armação à sua maneira, atuando mais pelos lados. 

*Colaboraram Marinho Saldanha e Rodrigo Paradella, em Porto Alegre e no Rio de Janeiro

Fonte: UOL

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
veja mais fechar

Mais notícias

Elias não estourou na Europa, mas movimenta muito dinheiro desde 2010

Elias não foi o sucesso que se poderia esperar em sua passagem na Europa, mas nunca deixou de ser objeto de desejo de clubes, torcidas e cartolas.