Os reforços que o Corinthians precisa estão no próprio elenco

Ana Paula Araújo

Engenheira de formação, mas corinthiana de alma. Deixei a profissão para fazer parte dessa família desde 2013.

ver detalhes

Os reforços que o Corinthians precisa estão no próprio elenco

Coluna da Ana Paula Araújo

Opinião de Ana Paula Araújo

6.2 mil visualizações 81 comentários Comunicar erro

Os reforços que o Corinthians precisa estão no próprio elenco

Xavier no jogo contra o Athletico-PR, pelo Campeonato Brasileiro

Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O jogo de desta quarta-feira trouxe um alívio para o Corinthians. Os três prontos sagrados alçaram o alvinegro para fora da zona de rebaixamento. A atuação, por outro lado, ainda é temerosa.

De toda forma, notamos uma certa melhora, principalmente no primeiro tempo.

Dado o fechamento das janelas de transferência ao redor do mundo, podemos encerrar praticamente os reforços e nos contentar com os jogadores que temos à disposição.

Mas, se usados corretamente, alguns "reforços" podem estar dentro do próprio elenco.

Xavier

O garoto Xavier já mostrou a que veio quando estreou ainda sob o comando de Dyego Coelho. Depois sumiu, misteriosamente, e não foi mais colocado dentre os titulares.

Mas nesta quarta-feira, percebemos (de novo) o potencial do jogador e temos nas mãos uma possível joia. Se for bem lapidado, o menino pode dar muitas alegrias à Fiel.

Mapa de calor Xavier

Reprodução 365Scores

Ele completou 26 de 31 passes. 84% é seu aproveitamento. Além de ter recuperado 100% das bolas que tentou.

Walter

Não tem muito o que falar sobre esse goleiro que vocês já não saibam. Nos seus sete anos no Corinthians, se mostrou competente e ético.

A sua atuação contra o Athletico-PR só veio reforçar o quanto podemos contar com ele ao longo da temporada. Walter fez nove defesas, algumas delas - pelo menos quatro - decisivas.

E, para quem não percebeu, foi dos pés dele que partiu o lançamento que deu origem ao gol.

Walter, Xavier e, inesperadamente, Everaldo dividem os méritos pelo tento.

Talvez seja hora de descansar e até blindar Cássio, ídolo incontestável, e dar uma nova oportunidade para Walter.

Camacho

O volante ainda sofre bastante resistência por parte da torcida, mas o vi bem na noite desta quarta-feira.

Participou de duas jogadas de quase gol e deu mais qualidade de passes ao meio-campo. Foi ele, inclusive, que iniciou o lance que (era para Boselli) Fagner desperdiçou.

Cazares

Ainda abaixo fisicamente, o jogador toca na bola com muita qualidade. Ele joga bem de fato! Talvez seja o jogador mais técnico desse elenco. Se trabalharem o seu físico, ele pode se tornar um dos principais atletas dessa equipe.

Entrou apenas 24 minutos, mas tem muito a contribuir com o time.

Mateus Vital

Contra o Athletico-PR foi bem, principalmente na primeira etapa. Ocupou o espaço e conseguiu um aproveitamento de 93% nos passes.

Vital mapa de calor

Reprodução 353Scores

Vital é desses atletas que parece não ter gana. Vejo ele e me lembro de Alexandre Pato. Sabemos que tinha talento, mas parece que faltava vontade.

Se bem trabalhado por Mancini, pode ser um dos bons nomes do Corinthians. Ele precisa melhorar a tomada de decisão e ganhar mais confiança. Se conseguir isso tem muito a render e entregar à equipe.

Desde que chegou, nunca mostrou a que veio, agora é sua chance de voar e provar seu talento.

Otero

Otero é um dos bons reforços que o Corinthians buscou no mercado neste meio de temporada.

Talentoso e que, para mim, disputa vaga dom Mateus Vital, o que pode dar um gás a mais para os dois mostrarem a que vieram.

Léo Natel

Eu gosto do Léo Natel. Já se mostrou bem em algumas outras oportunidades. Na Arena da Baixada não teve destaque, mas acho que pode render. Tem boa jogada individual, chuta bem.

Ocupou bem seu espaço e no jogo passado foi ainda melhor. Quem sabe quando esse time encaixar, ele não será aquela peça-chave no banco.

Tem que melhorar ainda, mas vejo potencial nele.

Mapa de calor Natel

Reprodução 365scores

Luan

Sim, Luan! Ele foi sacado por Mancini é fato, mas não deixa de ser um bom jogador.

Não se encontrou no Corinthians, porém tem talento provado para jogar como titular, basta conseguir entregar o bom futebol de outrora.

Luan é, para mim, ao lado de Cazares, os dois grandes potenciais técnicos desse elenco.

Mas ele tem que se ajudar. Não pode entrar com essa cara de morto que entra todo jogo. Tem que entender que para jogar no Corinthians precisa disputar cada bola, entregar o sangue, e aí sim, pode render como já fez e ainda mais.

Eu ainda acredito no Luan!

Aí você pode chegar e dizer que falta um lateral-direito, um zagueiro e eu concordo! Falta alguém de competência para mandar o dúbio Fagner ao banco. Michel Macedo já teve suas chances e, para mim, não dá.

Precisa de alguém para ocasiões como a que enfrentaremos no próximo jogo, quando não teremos zagueiro no banco contra o bom Flamengo.

Talvez se a diretoria não tivesse desperdiçado contratando a esmo, teríamos peças fundamentais para suprir as carências de cada posição. Mas agora já era.

Acima de tudo, o Corinthians precisa urgentemente trabalhar a parte física dos jogadores. A equipe morre na etapa final em todas a partidas. E muitas delas, já entra morta, é bem verdade.

Ainda em tempo, acredito em Vagner Mancini, e fico muito incomodada quando vejo alguém menosprezando o seu potencial.

Tite quando veio, não era o Tite de agora, certo? Oswaldo de Oliveira, ídolo do Mundial de 2000, serviria para vocês neste momento?

Gente, o mundo gira, evolui. Bons não são mais tão bons, não tão bons se tornam ótimos e assim sucessivamente.

Se a própria torcida não der uma chance para o cara que encara um rojão desse tamanho, poxa, quem vai dar?

Fica aqui meu apoio e respeito ao atual treinador do Corinthians! Boa sorte, Mancini!

Veja mais em: Vagner Mancini, Léo Natel, Fagner, Xavier, Mateus Vital, Walter, Camacho, Otero e Cazares.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna da Ana Paula Araújo

Por Ana Paula Araújo

Engenheira de formação, mas corinthiana de alma. Deixei a profissão para fazer parte dessa família desde 2013.

O que você achou do post da Ana Paula Araújo?