Desgaste entre a diretoria e torcida do Corinthians pode se tornar entrave na vaquinha

Ana Paula Araújo

Engenheira de formação, mas corinthiana de alma. Deixei a profissão para fazer parte dessa família desde 2013.

ver detalhes

Desgaste entre a diretoria e torcida do Corinthians pode se tornar entrave na vaquinha

Coluna da Ana Paula Araújo

Opinião de Ana Paula Araújo

2.1 mil visualizações 40 comentários Comunicar erro

Desgaste entre a diretoria e torcida do Corinthians pode se tornar entrave na vaquinha

A torcida organiza, Gaviões da Fiel, é a idealizadora da vaquinha que visa quitar as dívidas da Neo Química Arena

Foto: Danilo Fernandes/ Meu Timão

O assunto que dominou as discussões dos torcedores do Corinthians na última semana foi, certamente, a possibilidade de uma vaquinha para quitar as dívidas da Neo Química Arena.

Entre enquetes e longos textos, muitos foristas e fieis em todas as plataformas virtuais levantaram questões extremamente importantes. Mais que se posicionar a favor ou contra, é preciso ponderar que ainda existem pontas soltas que devem ser esclarecidas antes de uma possível participação em massa da torcida.

A própria Gaviões da Fiel — idealizadora do projeto — coloca alguns dos questionamentos levantados como fatores preponderantes para que a ideia saia do papel. Numa nota divulgada na última quarta-feira, a torcida organizada se posicionou de forma mais clara sobre o assunto. Leia o texto completo aqui.

Os pontos congruentes entre os torcedores comuns e os Gaviões foram:

  • - Ter o valor real da dívida da Neo Química Arena oficializado;
  • - Ter uma empresa independente para auditar e fiscalizar todo o processo;
  • - Que o dinheiro seja direcionado para uma conta específica com a Caixa;
  • - Ter uma página online de transparência dedicada para que todos os torcedores possam acompanhar o status do projeto/ação.

Entretanto, a torcida do Fórum do Meu Timão foi além e teve muita gente sugerindo uma contrapartida como condição para ajudar.

Reprodução/Fórum Meu Timão

Reprodução/Fórum Meu Timão

Ao meu ver, nada mas justo. Como bem pontuou o Gerson, não é uma ajuda, é uma parceria.

Se a torcida pode fazer parte da solução de um problema que ela não criou, então que ela tenha o direito de escolher quem causará (ou não) os entraves futuros do clube.

Todo mundo conhece alguém que tem um amigo, mas que se lembra dele só quando precisa. Então, o torcedor do Corinthians merece ser mais que isso. Ele é muito mais que isso!

A torcida corinthiana é fidelíssima, mas não é burra.

Entendo que muitos idealizam uma situação mais romântica em que a massa corinthiana se mobilizará e, em tempo recorde, arrecadará o montante necessário para resolver essa pendência do clube, mas não acredito que vá acontecer dessa forma.

Eu, enquanto torcedora, até gostaria muito que fosse assim. Seria lindo ter a Fiel exaltada mais uma vez. A história percorrer mundo afora e, no futuro, contar aos meus netos que contribuí para a sanar as dívidas do estádio do Corinthians. Seria uma belíssima página dentre tantas outras que a torcida do Timão escreveu. Contudo, quando noto a realidade em que o clube se encontra e quando percebo que a relação torcida/diretoria nunca esteve tão distante, coloco os pés no chão.

O torcedor cansou de ser engando, ironizado e passado para trás. A Fiel precisa de respostas. Ela quer e deve ter esses esclarecimentos para, somente aí, tomar partido do problema.

Sim ou não se torna irrelevante se, antes de tudo, não se debater pendências que perduram há mais de dez anos.

Eu quero ajudar, vou ajudar e acredito que muita gente também vai, mas antes, precisamos de respostas.

Veja mais em: Diretoria do Corinthians, Torcidas organizadas, Torcida do Corinthians e Neo Química Arena.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna da Ana Paula Araújo

Por Ana Paula Araújo

Engenheira de formação, mas corinthiana de alma. Deixei a profissão para fazer parte dessa família desde 2013.

O que você achou do post da Ana Paula Araújo?

x