Corinthians tem três grandes motivos para subir trio de promessas

Andrew Sousa

23 anos, acadêmico de Jornalismo na Univali e fiel desde o primeiro de seus dias.

ver detalhes

Corinthians tem três grandes motivos para subir trio de promessas

Coluna do Andrew Sousa

Opinião de Andrew Sousa

14 mil visualizações 110 comentários Comunicar erro

Corinthians tem três grandes motivos para subir trio de promessas

Trio da base alvinegra teria excelentes mentores no Corinthians

Foto: Montagem/Meu Timão

O momento do Corinthians de Vagner Mancini parece favorável de todas as maneiras. Independente do adversário e do estilo de jogo adotado pelo treinador, a equipe alvinegra é competitiva e desponta como um dos melhores times do Brasil no momento.

Só por isso aí já daria para dizer que é momento de subir algumas promessas. Afinal, há um caminho mais fácil para se firmar do que entrando em campo para atuar com um time bom, que cria oportunidades para o jovem se mostrar?

Neste cenário, inclusive, Gabriel Pereira começa a dar seus primeiros passos de destaque pelo lado direito. O garoto vem sendo tratado com muito carinho por Mancini e desponta como uma espécie de 12º jogador. A adaptação de um garoto ao profissional, porém, não se resume a entrar ou não em campo.

Há uma enorme importância também no dia a dia do CT Joaquim Grava. Raul Gustavo, por exemplo, já bebe desta água. Ainda sem estrear pelo time principal, o experiente defensor treina com Gil, um dos grandes nomes da história recente do Timão. Em entrevista recente, ele mesmo falou que faz trabalhos específicos com o experiente defensor, que o dá conselhos todos os dias.

O Corinthians também pensou nisso ao contratar Fábio Santos, tratado publicamente como um mentor importante para Lucas Piton. E o lateral esquerdo é um dos três motivos listados no título desta coluna.

Com a cirurgia de Lucas Piton, o Timão pensa em manter o próprio Raul Gustavo como opção para a lateral, onde já atuou no início da carreira. Mas para mim, é hora de subir Reginaldo.

Contratado junto ao ABC, ele tomou conta da posição no time Sub-20 e daria salto importante vivendo o dia a dia de treinos com Fábio Santos, mesmo sem entrar em campo até o fim da temporada. E esse não é o único exemplo.

Outros dois nomes da base alvinegra poderiam evoluir com mentores de peso na equipe profissional.

Na lateral-direita, onde Michel Macedo é constantemente questionado pela torcida, há espaço para inclusão de um garoto. Com a lesão de Daniel Marcos, minha opção seria Igor Formiga. Muito promissor, o jogador de 21 anos está no Sub-23 alvinegro onde, com todo respeito, não deve evoluir... Ao lado de Fagner, porém, a coisa muda de figura.

Por fim, o grande nome do Sub-20 no momento: Cauê. Centroavante alto, mas veloz e com capacidade técnica, o camisa 9 surge como melhor possibilidade para a reserva de Jô na próxima temporada. E mais do que ficar no banco do ídolo, o garoto com certeza aprenderia muito com o Filho de Itaquera.

O sucesso de garotos não tem ligação apenas com o técnico ou a estrutura em que se desenvolvem, mas também com quem está com eles no dia a dia de trabalho. Dicas de Gil, Fábio Santos, Fagner, Gabriel e e Jô podem fazer a diferença técnica, tática e anímica.

Que o Corinthians aproveite o momento e desfrute da excelente geração que tem no Parque São Jorge. Usar bem a experiência de quem já fez história pode ser decisivo na hora de escrever novos capítulos de sucesso.

Veja mais em: Base do Corinthians, Corinthians Sub-20, Corinthians Sub-23, Fagner, Fábio Santos e .

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Andrew Sousa

Por Andrew Sousa

23 anos, formado em Jornalismo na Univali e fiel desde o primeiro de seus dias.

O que você achou do post do Andrew Sousa?

x