Corinthians x Grêmio

Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians enfrenta agora o Grêmio

Acompanhe ao vivo
Fiel precisa abraçar quarta-feira 'especial' na Arena Corinthians

Andrew Sousa

21 anos, acadêmico de Jornalismo na Univali e fiel desde o primeiro de seus dias.

ver detalhes

Fiel precisa abraçar quarta-feira 'especial' na Arena Corinthians

Fiel precisa abraçar quarta-feira 'especial' na Arena Corinthians

Arena Corinthians será palco de 'jornada dupla', com jogo no gramado e nos telões

Foto: Bruno Teixeira Rolo/Divulgação

Em uma rápida pesquisa no Google Maps, cheguei ao número de 653 km. Essa é a exata distância que separa minha casa, em Santa Catarina, da Arena Corinthians. As mais de oito horas de viagem obviamente dificultam a minha presença no estádio para apoiar a equipe. A cada jogo importante, confesso me castigar por não ter ido gritar pelo Timão. Para essa quarta-feira, no entanto, minha lamentação vira um convite: vá a Itaquera.

Sim, sei que o time de Fábio Carille não vai jogar no estádio. Dessa vez são as mulheres, comandadas por Arthur Elias. É um momento histórico para elas e para o clube, afinal, jogarão na Casa do Povo pela primeira vez. Queria muito estar lá, e não apenas para apoiar a equipe durante os 90 minutos. Nessa quarta, comparecer às arquibancadas da Arena tem um significado muito maior. Vou tentar explicar o porquê.

Primeiro e mais óbvio: a importância de valorizar nosso futebol feminino. Colocar um bom público para a partida entre Corinthians e São Francisco-BA, às 17h30, pode ser o início de mais e mais jogos das meninas onde elas merecem. Precisamos mostrar para o clube que a modalidade tem futuro, pelo menos no que depender da Fiel Torcida. Aqui também vale destacar a brilhante campanha #CaleOPreconceito, que busca patrocinadores e, claro, diminuir o preconceito no esporte.

Segundo: provar, novamente, a efetividade de preços acessíveis para lotar a Arena. Nesta quarta-feira, os ingressos variam entre R$ 10 e R$ 20 - apenas dois setores foram disponibilizados até o momento. Obrigar o clube a abrir outros setores seria histórico e, assim como no treino aberto, mostraria quão importante é praticar preços mais baixos. Todo alvinegro quer ir à Casa do Povo, só depende da diretoria possibilitar que isso aconteça.

Terceiro: abraçar novas formas de ganhar dinheiro com nosso estádio. Além da partida do time feminino, quem comparecer à Arena vai poder passar por uma experiência diferente. Dos telões, os torcedores presentes assistirão ao jogo entre Corinthians e Vitória, às 19h30, pelas oitavas de final da Copa do Brasil - o jogo é no Barradão, em Salvador. Você já imaginou o estádio inteiro cantando para apoiar o Timão há quilômetros de distância? Outra cena histórica! Mais do que isso, acenaríamos positivamente para que mais ações do tipo fossem realizadas em Itaquera, gerando ainda mais receita com a Arena e aproximando o torcedor. O clube precisa saber que queremos ações deste tipo.

Estão na mesa alguns dos motivos que me fazem lamentar de forma mais intensa a minha ausência em outra festa na Arena Corinthians. Nesta quarta-feira, quem comparecer ao estádio vai apoiar bem mais do que 11 jogadores correndo atrás da bola. Um bom público pode significar a evolução do clube em diversos aspectos. Quem não quer comparecer à Casa do Povo por um preço mais acessível e em eventos diferenciados? Confesso que já estou até começando a calcular o preço da viagem.

Vá à Arena e faça história!

Veja mais em: Arena Corinthians, Torcida do Corinthians, Futebol feminino e Copa do Brasil.

Coluna do Andrew Sousa

Por Andrew Sousa

21 anos, acadêmico de Jornalismo na Univali e fiel desde o primeiro de seus dias.

O que você achou do post do Andrew Sousa?

  • 1000 caracteres restantes