Mancini provou que a solução para o problema do Corinthians na temporada era caseira

Julia Raya

Estagiária do Meu Timão e estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo-SP. Tem 17 anos e é corinthiana há 18. Sempre viveu com o Corinthians e agora trabalha com ele também.

ver detalhes

Mancini provou que a solução para o maior problema do Corinthians na temporada era caseira

Coluna da Julia Raya

Opinião de Julia Raya

18 mil visualizações 116 comentários Comunicar erro

Mancini provou que a solução para o maior problema do Corinthians na temporada era caseira

Mancini conseguiu arrumar o Corinthians dentro de campo e tornou o time competitivo

Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

A temporada de 2020 vai chegando ao fim e o Corinthians já cumpriu sua primeira e principal meta: fugir do rebaixamento. Com a ajuda de Vagner Mancini, o Timão se mantém na Série A para 2021 e o saldo positivo já é muito maior que o esperado - mesmo que a vaga na Pré-Libertadores não aconteça.

Em campo, o grande problema do Corinthians na temporada foram os pontas. Em poucos meses de trabalho, Mancini conseguiu provar que a solução estava dentro do próprio clube.

Tiago Nunes foi quem pediu a volta de Gustavo Mosquito, mas pouco conseguiu extrair do jogador, que logo foi esquecido no banco - foram apenas cinco jogos em campo com o treinador e nenhum gol marcado. Parecia que nenhum nome da posição no elenco tinha condições de "assumir essa responsabilidade" e que a solução deveria estar no mercado. Mas a chegada de Mancini foi essencial para a mudança de cenário.

Jonathan Cafu foi o único nome contratado para a posição desde a chegada do treinador, mas não foi ele a solução para os problemas do Timão - inclusive, deixo aqui a coluna do Andrew, analisando um pouco a questionável chegada do atleta. Na verdade, Mancini viu em Mosquito o nome para assumir a ponta direita do time, e vem extraindo do jogador seu máximo. Isso é perceptível.

Se antes Mosquito era questionado, hoje é tratado como titular absoluto por grande parte da torcida, e com razão. Mosquito é a peça que parecia faltar no elenco, mas que estava lá, só não era bem utilizada. Ele é o jogador tão pedido com a qualidade de ir para a linha de fundo e fazer um "rebuliço" na área adversária.

Diferente de muitos atletas da posição (principalmente os que estão no Corinthians), Mosquito é um ponta inteligente, com ótima visão de jogo e um bom posicionamento em campo, além de ser veloz. Vemos ele extremamente entrosado com Fagner, dominando o lado direito do ataque corinthiano. A dupla fica ainda melhor quando se junta ao meia Cazares, infelizmente agora lesionado.

Se com Tiago Nunes e Coelho o camisa 19 não teve espaço, com Mancini o cenário é oposto. Dos 20 jogos do time com o treinador, Mosquito entrou em campo em 12, sendo titular em oito delas. Engatado com uma boa sequência recente, Gustavo tem dois gols e três assistências, que consagram suas ótimas atuações individuais - vale lembrar que ele foi um dos únicos que "se salvou" na atuação apática do Corinthians na derrota contra o Palmeiras por 4 a 0.

Vejam bem: não estou dizendo Mosquito é o melhor ponta do Brasil, não acho que ele seja a solução para qualquer time que precise de um atleta para a posição. Mas sim que ele foi a solução para o cenário corinthiano, principalmente em um momento em que nada parecia ser a solução. Ah, mas e 2021? Os planos da equipe para a temporada são outros, mas ele pode seguir como solução também.

Imaginando uma disputa por Libertadores, o Corinthians precisa sim reforçar seu elenco, mas também não pode fazer loucuras. Sabemos disso. O cenário financeiro não permite. Pensando nisso, Mosquito pode ajudar a direcionar o investimento corinthiano.

A questão é que, tendo Mosquito, que para mim é titular absoluto neste elenco, a busca passa a ser por um ponta, e não mais dois, como parecia ser antes da chegada de Mancini. E mais: tendo já um ponta direita, o Corinthians tem a necessidade de um ponta que jogue pela esquerda. Isso já afunila a busca no mercado e possibilita que o clube contrate um atleta especificamente para atuar nesse lado do campo, direcionando melhor onde gastar o pouco dinheiro que deve ser gasto.

Mosquito ainda tem margem de evolução, claramente. E exatamente por isso tem tudo para ser um dos principais nomes do Corinthians na temporada de 2021.

E mais: Mosquito ou Vitinho? Veja o debate sobre o Corinthians de 2021

Veja mais em: Gustavo Silva e Vagner Mancini.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna da Julia Raya

Por Julia Raya

Estagiária do Meu Timão e estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo-SP. Tem 17 anos e é corinthiana há 18. Sempre viveu com o Corinthians e agora trabalha com ele também.

O que você achou do post da Julia Raya?

x