A situação de Carille no mercado hoje, dia da demissão de Mancini no Corinthians

Lucas Faraldo

Escrevendo sobre o Corinthians desde 2014

ver detalhes

A situação de Carille no mercado hoje, dia da demissão de Mancini no Corinthians

Coluna do Lucas Faraldo Knopf

Informação de Lucas Faraldo

88 mil visualizações 315 comentários Comunicar erro

A situação de Carille no mercado hoje, dia da demissão de Mancini no Corinthians

Fábio Carille foi tricampeão paulista e campeão brasileiro pelo Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Antes de o Corinthians demitir Vagner Mancini e iniciar a busca por um novo técnico no mercado da bola, já eram inúmeras as mensagens dos torcedores comentando a situação contratual de Fábio Carille no Al-Ittihad. Percebi nas lives do canal do Meu Timão no YouTube, nos comentários dos posts aqui do site e também no próprios posts do Fórum.

Afinal, é verdade que Carille está livre? Mais ou menos.

Carille está livre para assinar com qualquer clube desde 1º de maio, quando se esgotou o prazo do Al-Ittihad para exercer prioridade de renovação. Isso é diferente de estar livre no mercado, porque seu contrato com o clube saudita segue vigente até o fim de junho.

Trazendo o tema para o contexto do Corinthians: até lá, o Timão estará na oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Antes, na primeira semana de junho, já estão também agendados os jogos mata-mata contra o Atlético-GO pela terceira fase da Copa do Brasil.

Carille aceitaria voltar ao Brasil em 2021?

De acordo com pessoas próximas, sim. Hoje, porém, há outras prioridades: terminar seu contrato com o Al-Ittihad e esgotar suas possibilidades no mundo árabe.

As três opções cogitadas por Carille para seu segundo semestre de 2021 são, hoje, data da demissão de Mancini no Corinthians, em ordem de prioridade:

  1. Seguir no Al-Ittihad;
  2. Treinar outra equipe no mundo árabe;
  3. Voltar ao Brasil.

Sobre a número 1: o Al-Ittihad sinaliza gostar do trabalho de Carille, apesar de ainda não ter renovado;

Sobre a número 2: na Árábia Saudita, aceitaria treinar os outros grandes (Nassr - do Mano Menezes, Hilal - do interino Rogério Micale, Shabab ou Ahly); nos Emirados Árabes e no Catar, onde há constante dança de técnicos, Carille é bem visto;

Sobre a número 3: o Corinthians seria um dos destinos possíveis, principalmente depois da saída de seu desafeto Andrés Sanchez da presidência do clube.

'Thank you, Carille!'

Tem circulado nas redes sociais postagens de páginas de torcedores do Al-Ittihad agradecendo Carille pelos serviços prestados e "informando" sobre o término do vínculo entre clube e treinador.

Procurado pela coluna, Carille, por meio de sua assessoria de imprensa, negou o fim antecipado do vínculo. O técnico tem mais três jogos na atual temporada e segue na disputa pelo título do campeonato saudita. Atualmente o Al-Ittihad é o quarto colocado e o time com menos derrotas na competição.

Veja mais em: Fábio Carille, Vagner Mancini, Mercado da bola, Andrés Sanchez e Duílio Monteiro Alves.

Coluna do Lucas Faraldo Knopf

Por Lucas Faraldo Knopf

Jornalista pela ECA-USP e ex-Esporte Interativo, Jovem Pan e Lance!. Hoje trabalha no Meu Timão. Autor do livro 'Impedimento - Machismo, racismo, homofobia e elitização como opressões no futebol'.

O que você achou do post do Lucas Faraldo?

x