Polícia investiga funcionários da Arena Corinthians por entrada de faixas da Gaviões

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Polícia investiga funcionários da Arena Corinthians por entrada de faixas da Gaviões

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

8.1 mil visualizações 120 comentários Comunicar erro

Polícia investiga funcionários da Arena Corinthians por entrada de faixas da Gaviões

Faixas de protesto seriam armazenadas em sala dentro da Arena Corinthians

Foto: Reprodução - Internet

A Polícia Militar investiga a cooperação de funcionários da Arena Corinthians para a entrada e manutenção das faixas de protesto da Gaviões da Fiel em dias de jogos do Timão no estádio.

Segundo os policiais ouvidos pela coluna, as faixas ficavam em uma sala dentro do estádio, escondidas, e eram retiradas no horário do jogo para que não passassem pelas revistas dos policiais.

A principal torcida organizada do Corinthians começou a levar para as arquibancadas algumas faixas de protestos a partir do dia 11 de fevereiro deste ano, na segunda rodada do campeonato paulista, partida contra o Capivariano.

Desde então, as faixas são estendidas em todos os jogos do Timão.

Os principais alvos dos protestos são a Rede Globo de Televisão, a Federação Paulista de Futebol, a CBF, o deputado estadual Fernando Capez (acusado de envolvimento no caso de desvio de verbas de merenda escolar) e a própria diretoria do Corinthians, o que causa mais estranheza no fato.

Torcedores ouvidos pela reportagem também confirmaram a história. Segundo eles, as faixas chegariam ao estádio no início da tarde, juntamente com os instrumentos da torcida como tambores e baterias. Uma sala da Arena seria usada para a manutenção destes materiais.

Depois, próximo ao horário do jogo, alguns membros da organizada iriam até esta sala e levariam as faixas para a arquibancada.

Procurado pela reportagem, o Corinthians respondeu da seguinte forma:

'Em alguns jogos tivemos algumas faixas de protestos abertas nas arquibancadas que entraram de forma irregular.

A Polícia Militar conseguiu identificar um dos possíveis locais por onde entravam estas faixas e os responsáveis já foram identificados.

No jogo de ontem (dia 30/3 contra a Ponte Preta) as faixas de protestos que foram abertas estavam todas autorizadas pela Polícia Militar e entraram de forma regular, passando pela revista da polícia no portão de acesso.'

Ainda segundo o clube, a sala que era disponibilizada para armazenamento do material da torcida, como mosaicos e instrumentos musicais, não está mais sendo utilizada depois do início das investigações.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?