Fechamento da janela e pressão do atleta deixam Teo Gutierrez muito perto do Timão

Marco Bello

Setorista do Corinthians desde 2009 pela Rádio Transamérica, Marco Bello acompanha o dia a dia do clube

ver detalhes

Fechamento da janela e pressão do atleta deixam Teo Gutierrez muito perto do Timão

Coluna do Marco Bello

Opinião de Marco Bello

62 mil visualizações 271 comentários Comunicar erro

Fechamento da janela e pressão do atleta deixam Teo Gutierrez muito perto do Timão

Teo está pressionando os dirigentes do River a negociá-lo com o Corinthians

Foto: Divulgação

O grande desejo da diretoria do Corinthians desde a saída do peruano Paolo Guerrero é a contratação do centroavante colombiano Teo Gutierrez. O jogador de 30 anos de idade tem passagens pelo Junior Barranquilla da Colombia, Racing da Argentina, Cruz Azul do México e River Plate, entre outros. É também titular da seleção colombiana.

Mas por que a negociação se arrasta há quase dois meses? Como sempre, porque há muitos envolvidos, e todos querem levar uma parte do bolo. Vamos aqui tentar detalhar os principais personagens desta novela.

Os direitos econômicos de Teo Gutierrez, na Argentina ainda chamados de passe, são divididos: 50% pertencem ao River Plate e 50% a um grupo investidor, liderado pelo empresário Efraín Pachon.

Ao empresário, interessa que o clube que contrate Teo não compre apenas os 50% do River, ou ele não ganhará dinheiro algum na transação. Por isso, desde o começo ele tenta negociar o jogador com o Sporting de Portugal, que se mostrou interessado em comprar 100%, ou seja, a parte do River e a parte do grupo investidor. O problema é que o Sporting ofereceu 3 milhões de euros por tudo. Destes, 1,5 milhão iriam para o River Plate. A equipe argentina recusou.

O Corinthians desde o começo ofereceu pouco mais de 2 milhões de dólares pelos 50% River. O clube brasileiro não ofereceu nada ao grupo investidor. A oferta do timão gerou duas reações: Efrain Pachon, que não receberia nada, descartou. O River Plate achou muito pouco, pois queria inicialmente 3 milhões de dólares pelos 50% a que tem direito.

O jogador quer atuar no Corinthians. Já deixou isso claro quando assinou uma procuração para que o advogado Alberto Fochi Moreno o representasse e já inclusive acertou salários com a diretoria do Timão.

Teo é um jogador problemático fora das quatro linhas. Quando atuava no Cruz Azul do México, passou por uma situação muito parecida com esta que vive hoje. Deixou claro que queria sair, deu entrevistas dizendo ser torcedor do River, fez corpo mole na equipe mexicana, até o ponto em que o Cruz Azul se viu obrigado a vendê-lo por um preço abaixo do mercado para o time de Buenos Aires. Agora, insatisfeito no River, Teo repete o gesto.

Criou problemas com o técnico Marcelo Gallardo, que inclusive já disse que o atacante não vestirá mais a camisa da equipe. Teo está afastado do grupo e não voltou à Argentina após a Copa América. O atleta ainda tem um ano de contrato com o clube, que paga cerca de 100 mil dólares em salários.

O Sporting já desistiu de Teo, após ver sua proposta recusada. O Corinthians não aumentará a oferta. Ao River, restam duas alternativas: aceitar a oferta do Timão, ou manter no elenco, afastado, um atleta caro e insatisfeito.

O Corinthians aposta nisso e no fechamento da janela de transferências no próximo dia 21 de julho, e está com a faca e o queijo na mão para contratar o jogador.

Coluna do Marco Bello

Por Marco Bello

Marco Bello é jornalista, apresentador e repórter da Rede Transamérica de Rádio, setorista do Corinthians desde 2009

O que você achou do post do Marco Bello?