Os maiores artilheiros do Corinthians desde 2000

Pergunte ao almanaque

Celso Dario Unzelte, jornalista e pesquisador, é comentarista das televisões por assinatura ESPN/ESPN Brasil, do programa Cartão Verde (TV Cultura) e professor de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero

ver detalhes

Os maiores artilheiros do Corinthians desde 2000

5.9 mil visualizações 128 comentários Comunicar erro

Os maiores artilheiros do Corinthians desde 2000

Gil é o maior artilheiro do Corinthians desde 2000

Foto: Reprodução/Arquivo Celso Unzelte

Este foi o tema escolhido para a estreia da coluna “Pergunte ao Almanaque”, em que daqui pra frente eu vou responder as dúvidas dos internautas do site Meu Timão sobre história, estatísticas ou qualquer outro tipo de curiosidade ligada ao Corinthians.

A base para as respostas será sempre o Almanaque do Timão, trabalho que desenvolvo há mais de 20 anos sobre todos os jogos, jogadores e técnicos do nosso time desde 1910. Ele virou livro em 2000, foi reeditado em 2005 e agora existe na forma do aplicativo Almanaque do Timão, para smatphones e tablets, que pode ser baixado (de graça!!!) tanto pela Apple Store quanto pela Google Play. Nos dias (e noites) de jogos, esse aplicativo oficial do Corinthians é atualizado on line, por mim e pelo meu filho Daniel, de 11 anos, que também é corinthiano, claro!

Para quem ainda não me conhece: filho de pai que é corinthiano há mais de 80 anos, nasci, também corinthiano, em 27 de fevereiro de 1968, apenas oito dias antes do Corinthians fazer 2 a 0 no Santos e quebrar um tabu de mais de dez anos sem vitórias sobre o time de Pelé em jogos válidos pelo Campeonato Paulista (porque por outras competições o Timão continuou vencendo este rival).

Em 1977, aos 9 anos de idade, fui campeão paulista pela primeira vez, feito que repeti em 1979, aos 11. Fui bicampeão estadual em 1982/83, aos 14 e 15 anos, e campeão novamente em 1988, aos 20. Aos 22, em 1990, ganhei meu primeiro título brasileiro, aí já trabalhando como jornalista para a revista Ação (substituta de Placar) na tarde do inesquecível gol de Tupãzinho em cima do São Paulo.

Fui, ainda, como todo corinthiano, várias outras vezes campeão estadual, brasileiro e da Copa do Brasil, além de bi mundial aos 31 e aos 44 anos, idade em que ganhei também minha primeira Libertadores. Atuo principalmente como jornalista, nos programas Cartão Verde, da TV Cultura, e Bate-Bola, da ESPN. Escrevi vários livros sobre o Corinthians e colaborei com a elaboração do Memorial do clube. Agora, passo a colaborar também neste espaço no Meu Timão e agradeço as centenas de mensagens recebidas antes mesmo da publicação desta coluna.

Pra falar a verdade, quem escolheu este primeiro tema não fui eu. Foi o Marcelo Ferreira (@marcelo.ferreira.ros), através da mensagem que aparece aí embaixo. E é justamente essa a minha intenção: espero que daqui para a frente todos vocês façam como o Marcelo Ferreira fez.

CELSO UNZELTE

Celso, qual o maior artilheiro dos anos 2000? No teu Almanaque encontrei Guerrero com 54 gols, Liedson com 50, Luizão com 76 e Edílson com 55. Tem mais alguém com mais de 50 gols?

Marcelo, a gente não pode esquecer que alguns desses jogadores que você cita, como o Luizão e o Edílson, chegaram ao Corinthians ANTES de 2000 (o Luizão em 1999, o Edílson em 1997), e que esses números que você colocou também incluem os gols marcados por eles nos anos que antecederam a virada do século.

Então, pra responder melhor a sua pergunta, eu elaborei um ranking dos 30 maiores artilheiros do Corinthians de 2000 para cá, considerando somente os jogos disputados a partir de 5 de janeiro de 2000, data em que o Timão estreou no I Campeonato Mundial de Clubes da Fifa vencendo o Raja Casablanca, do Marrocos, por 2 a 0, no Morumbi.

Em primeiro lugar aparece o Gil, aquele atacante que atuou entre 2000 e 2005 e atualmente está no Juventus da Mooca, com 57 gols marcados, seguido por Dentinho (55), Guerrero (54) e Luizão (52). Luizão, porém, tem a melhor média de todos: 0,71 gol por jogo, contra 0,58 de Tevez e 0,51 de Nilmar.

A seguir, você tem a lista com os 30 maiores artilheiros do Timão de 2000 até a vitória por 1 a 0 sobre o Ituano, em 26 de março deste ano.

Jogador Período Gols Jogos Média
1º Gil (atacante) 2000 a 2005 57 114 0,50 gol por jogo
2º Dentinho (atacante) 2007 a 2011 55 187 0,29
3º Guerrero (atacante) 2012 a 2015 54 130 0,41
4º Luizão (atacante) 1999 a 2002* 52 73 0,71
5º Liedson (atacante) 2003 e 2011/2012 50 111 0,45
6º Tevez (atacante) 2005/2006 46 78 0,58
7º Ricardinho (meio-campista) 1998 a 2002 e 2006 45 176 0,25
8º Chicão (zagueiro) 2008 a 2012 42 247 0,17
9º Marcelinho Carioca (meia-atacante) 1994 a 1997, 1998 a 2001, 2006 e 2010* 39 88 0,44
10º Elias (meio-campista) 2008 a 2010 e desde 2014 38 235 0,16
11º Deivid (atacante) 2001 a 2003 37 99 0,37
12º Rogério (lateral-direito) 2000 a 2004 36 228 0,15
13º Ronaldo “Fenômeno” (atacante) 2009 a 2011 35 69 0,50
14º Paulinho (meio-campista) 2010 a 2013 34 167 0,20
15º Danilo (meio-campista) Desde 2010 32 327 0,10
16º Nilmar (atacante) 2005 a 2007 31 60 0,51
17º Jorge Henrique (meio-campista) 2009 a 2013 30 216 0,14
18º Émerson Sheik (atacante) 2011 a 2014 e 2015 26 157 0,16
19º Romarinho (atacante) 2012 a 2014 25 141 0,18
20º André Santos (lateral-esquerdo) 2008/2009 24 98 0,24
21º Jadson (meio-campista) 2014/2015 24 103 0,23
22º Luciano (atacante) Desde 2014 23 75 0,30
23º Roger (meio-campista) 2005/2007 23 106 0,21
24º Herrera (atacante) 2008 22 59 0,37
25º Douglas (meio-campista) 2008/2009 e 2012/2014 21 178 0,12
26º Ewerthon (atacante) 1998/2001* 20 55 0,36
27º Marcelo Mattos (volante) 2005 a 2007 e 2009/2010 20 159 0,12
28º Rosinei (meio-campista) 2004 a 2007 20 161 0,12
29º Renato Abreu (meio-campista) 2001 a 2005 19 177 0,10
30º Jô (atacante) 2003 a 2005 18 115 0,15

*Números somente a partir do ano 2000.

Game do Timão

Coluna do Celso Dario Unzelte

Por Celso Dario Unzelte

Celso Dario Unzelte, jornalista e pesquisador, é comentarista das televisões por assinatura ESPN/ESPN Brasil, do programa Cartão Verde (TV Cultura) e professor de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero

O que você achou do post do Celso Unzelte?