Corinthians x Visão Celeste

Pela Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Corinthians vai vencendo o Visão Celeste

Acompanhe ao vivo
O maior artilheiro do Corinthians em cada ano

Pergunte ao almanaque

Celso Dario Unzelte, jornalista e pesquisador, é comentarista das televisões por assinatura ESPN/ESPN Brasil, do programa Cartão Verde (TV Cultura) e professor de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero

ver detalhes

O maior artilheiro do Corinthians em cada ano

O maior artilheiro do Corinthians em cada ano

Neco foi o principal goleador corinthiano em 9 temporadas

Foto: Reprodução do Arquivo Celso Unzelte

4.0 mil visualizações 31 comentários Comunicar erro

O Anderson Santos pede para a gente publicar uma lista com o maior artilheiro do Timão em cada ano, de 1910 até 2016.

Faça como ele! Nós, aqui, vamos continuar respondendo as dúvidas dos internautas do site Meu Timão sobre história, estatísticas ou qualquer outro tipo de curiosidade ligada ao clube, como essa.

A base para as respostas será sempre o Almanaque do Timão, trabalho que desenvolvo há mais de 20 anos sobre todos os jogos, jogadores e técnicos do nosso time desde 1910. Ele virou livro em 2000, foi reeditado em 2005 e agora existe na forma do APLICATIVO ALMANAQUE DO TIMÃO, para smartphones e tablets, que pode ser baixado (de graça!!!) via Apple Store ou Google Play. Nos dias (e noites) de jogos, esse aplicativo oficial do Corinthians continua sendo atualizado on line.

O APLICATIVO ALMANAQUE DO TIMÃO também traz o GAME DO TIMÃO, uma plataforma de questões de múltipla escolha em que acertos e velocidade de resposta somarão pontos para um ranking geral de usuários cadastrados. Os mais bem ranqueados receberão prêmios periódicos (semanais, mensais, semestrais e anual), como réplicas de camisas antigas, camisas oficiais, camisetas, relógios, bijuterias, bonés e livros, além de visitas acompanhadas ao Memorial do Clube, no Parque São Jorge, e até ingressos de cortesia para jogos na Arena Corinthians.

CELSO UNZELTE

Olá, Celso. Mais uma vez parabéns pelo seu trabalho, que já acompanho há muitos anos (tenho os Almanaques impressos e agora estou sempre no app. Como você, também sou aficionado por estatísticas).

Será que você poderia publicar uma lista com o maior artilheiro do Timão a cada temporada? Gostaria muito de saber qual foi nosso jogador mais vezes "chuteira de ouro" (eu acho que foi o Teleco).

Um abraço e Vai, Corinthians!!

Anderson Santos

[email protected]

Teleco foi mesmo muitas vezes o maior artilheiro do Corinthians na temporada. Mais precisamente durante sete anos seguidos, sempre com uma excelente média de gols por partida (em quatro oportunidades, superior a um), como mostra o quadro abaixo.

Ano

Gols

Jogos

Média

1935

17

22

0.77

1936

46

26

1,76

1937

28

31

0,90

1938

22

30

0,73

1939

34

29

1,17

1940

43

42

1,02

1941

50

38

1,31

A história corintiana, no entanto, registra o nome de um outro jogador que foi “chuteira de ouro” ainda mais vezes que Teleco: Manoel Nunes, o Neco. Ele foi o principal goleador corintiano em nove anos:

Ano

Gols

Jogos

Média

1914

12

15

0,80

1917

23

18

1,28

1918

18

17

1,05

1919

19

23

0,82

1920

20

27

1,07

1921

29

27

1,07

1922

16*

17

0,94

1923

20

21

0,95

1925

10**

18

0,55

*Junto com Tatu.

**Junto com Gambarotta.

Os outros grandes goleadores por temporada ao longo dos mais de 106 anos de história do Timão foram:

Marcelinho, 5 vezes, dentro de um período de 6 anos:

Ano

Gols

Jogos

Média

1994

33

70

0,47

1995

27

61

0,44

1996

31

58

0,53

1998

32

58

0,55

1999

32

72

0,44

Sócrates, 4 vezes em 5 anos:

Ano

Gols

Jogos

Média

1979

26

54

0,48

1980

30

49

0,61

1981

28

42

0,66

1983

38

55

0,69

Flávio, também 4 vezes em 5 anos:

Ano

Gols

Jogos

Média

1964

32

45

0,71

1965

55

55

1,00

1967

33

43

0,77

1968

24

39

0,61

Baltazar, o “Cabecinha de Ouro”, outro que foi 4 vezes o principal artilheiro da equipe em 5 temporadas:

Ano

Gols

Jogos

Média

1948

23

40

0,57

1949

33

40

0,82

1951

41

43

0,95

1952

48

38

1,26

Os corintianos com mais gols marcados em uma temporada são:

Flávio

Ano

Gols

Jogos

Média

1965

55

55

1,00

Paulo

Ano

Gols

Jogos

Média

1956

53

64

0,83

Teleco

Ano

Gols

Jogos

Média

1941

50

38

1,31

Baltazar

Ano

Gols

Jogos

Média

1952

48

38

1,26

As melhores médias, todas acima de um gol marcado por partida, pertencem a:

Teleco

Ano

Gols

Jogos

Média

1936

46

26

1,76

Gambinha

Ano

Gols

Jogos

Média

1929

23

17

1,35

Teleco, novamente

Ano

Gols

Jogos

Média

1941

50

38

1,31

Neco

Ano

Gols

Jogos

Média

1917

23

18

1,28

Baltazar

Ano

Gols

Jogos

Média

1952

48

38

1,26

As piores médias (todas abaixo de 0,25, menos de um quarto de gol por jogo) pertencem a:

Ano

Gols

Jogos

Média

2004

10

53

0,18

Vaguinho, em duas oportunidades:

Ano

Gols

Jogos

Média

1974

15

65

0,23

1975

16

68

0,23

Paulinho

Ano

Gols

Jogos

Média

2012

13

56

0,23

Abaixo, você confere um quadro geral com o total de gols, jogos e média do principal artilheiro corintiano em cada temporada. De Romero, em 2016, até Luiz Fabbi e Jorge Campbell, em 1910.

Artilheiros do Corinthians em cada ano

Ano

Artilheiro

Gols

Jogos

Média de gols por jogo

2016

Romero

15

56

0,26

2015

Vágner Love e

16

50

0,32

Jadson

16

59

0,27

2014

Guerrero

16

46

0,35

2013

Guerrero

18

46

0,40

2012

Paulinho

13

56

0,23

2011

Liedson

23

44

0,52

2010

Bruno César

15

34

0,44

2009

Ronaldo

23

38

0,60

2008

Dentinho

24

58

0,41

2007

Finazzi

13

30

0,43

2006

Nilmar

24

33

0,73

2005

Tevez

31

54

0,57

2004

10

53

0,18

2003

Liedson

22

38

0,58

2002

Deivid

32

68

0,47

2001

Luizão

22

27

0,81

2000

Luizão

28

43

0,65

1999

Marcelinho

32

72

0,44

1998

Marcelinho

32

58

0,55

1997

Mirandinha

28

66

0,42

1996

Marcelinho

31

58

0,53

1995

Marcelinho

27

61

0,44

1994

Marcelinho

33

70

0,47

1993

Viola

28

46

0,61

1992

Neto

20

57

0,35

1991

Neto

20

43

0,46

1990

Neto

20

54

0,37

1989

Cláudio Adão

13

32

0,40

1988

Edmar

14

23

0,61

1987

Edmar

23

53

0,43

1986

Lima

18

43

0,41

1985

Casagrande

15

48

0,31

1984

Lima

18

31

0,58

1983

Sócrates

38

55

0,69

1982

Casagrande

40

66

0,60

1981

Sócrates

28

42

0,66

1980

Sócrates

30

49

0,61

1979

Sócrates

26

54

0,48

1978

Rui Rei

16

42

0,38

1977

Geraldão

36

72

0,50

1976

Geraldão

19

59

0,32

1975

Vaguinho

16

68

0,23

1974

Vaguinho

15

65

0,23

1973

Rivellino

12

47

0,25

1972

Vaguinho

16

53

0,30

1971

Mirandinha

31

57

0,54

1970

Ivair

14

55

0,25

1969

Benê

29

61

0,47

1968

Flávio

24

39

0,61

1967

Flávio

33

43

0,77

1966

Tales

29

41

0,70

1965

Flávio

55

55

1,00

1964

Flávio

32

45

0,71

1963

Silva

24

42

0,57

1962

Silva

43

46

0,93

1961

Rafael

21

60

0,35

1960

Joaquinzinho

23

53

0,43

1959

Zague

37

58

0,63

1958

Zague

34

60

0,56

1957

Zague

24

46

0,52

1956

Paulo

53

64

0,83

1955

Paulo

26

39

0,66

1954

Cláudio

31

55

0,56

1953

Cláudio

31

50

0,62

1952

Baltazar

48

38

1,26

1951

Baltazar

41

43

0,95

1950

Luizinho

26

44

0,59

1949

Baltazar

33

40

0,82

1948

Baltazar

23

40

0,57

1947

Servílio

36

34

1,06

1946

Servílio

27

40

0,67

1945

Servílio

32

34

0,94

1944

Hércules

21

27

0,77

1943

Hércules

31

31

1,00

1942

Milani

27

28

0,96

1941

Teleco

50

38

1,31

1940

Teleco

43

42

1,02

1939

Teleco

34

29

1,17

1938

Teleco

22

30

0,73

1937

Teleco

28

31

0,90

1936

Teleco

46

26

1,76

1935

Teleco

17

22

0.77

1934

Mamede

17

27

0,63

1933

Zuza

17

18

0,94

1932

Guimarães

9

16

0,56

1931

Gambinha

12

11

1,09

1930

De Maria

25

28

0,89

1929

Gambinha

23

17

1,35

1928

De Maria

24

30

0,80

1927

De Maria

20

22

0,90

1926

Apparício III

11

16

0,69

1925

Neco e

10

18

0,55

Gambarotta

10

22

0,45

1924

Tatu

9

19

0,47

1923

Neco

20

21

0,95

1922

Neco e

16

17

0,94

Tatu

16

19

0,84

1921

Neco

29

27

1,07

1920

Neco

20

27

1,07

1919

Neco

19

23

0,82

1918

Neco

18

17

1,05

1917

Neco

23

18

1,28

1916

Apparício I e

10

22

0,45

Amílcar

10

23

0,43

1915

Apparício I

6

9

0,66

1914

Neco

12

15

0,80

1913

Peres

4

12

0,33

1912

Rodrigues

1

1

1,0

1911

César Nunes

1

2

0,50

1910

Luiz Fabbi e Jorge Campbell

1

3

0,33

Game do Timão

Coluna do Celso Dario Unzelte

Por Celso Dario Unzelte

Celso Dario Unzelte, jornalista e pesquisador, é comentarista das televisões por assinatura ESPN/ESPN Brasil, do programa Cartão Verde (TV Cultura) e professor de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero

O que você achou do post do Celso Unzelte?

  • 1000 caracteres restantes