Temporada do basquete demonstra que há muita vida para o Corinthians fora do futebol

Rafael Bianco

Rafael Bianco é estudante de jornalismo na Cásper Líbero e apaixonado pelo Corinthians. Com paixão herdada pela família, acompanha o dia a dia do clube em busca de informações e números do Timão.

ver detalhes

Temporada do basquete demonstra que há muita vida para o Corinthians fora do futebol

Coluna do Rafael Bianco

Opinião de Rafael Bianco

5.1 mil visualizações 58 comentários Comunicar erro

Temporada do basquete demonstra que há muita vida para o Corinthians fora do futebol

O basquete do Corinthians fez uma grande temporada em 2018/19

Foto: Beto Miller/Ag. Corinthians

Prestes a enfrentar mais uma decisão no futebol, o Corinthians teve a sua equipe de basquete eliminada do Novo Basquete Brasil neste sábado, enfrentando o Flamengo nas quartas de final. Há de se destacar, no entanto, a excelente campanha feita pelo time alvinegro na competição.

Ao reviver o time que brilhou no século passado e chegou a abrigar os melhores craques do basquete nacional, como Oscar Schmidt, poucos acreditavam que o Corinthians poderia voltar a fazer sucesso com a bola ao cesto. A história, no entanto, vem se construindo de maneira muito positiva.

Já na sua primeira temporada, o Timão se sagrou campeão da Liga Ouro e conseguiu o acesso para o NBB, que era o grande objetivo inicial. A campanha na competição foi ainda surpreendente, terminando na sétima colocação, como a melhor de uma equipe vinda da Liga Ouro.

No decorrer da competição, o Corinthians foi aos playoffs, venceu a equipe do Brasília nas oitavas de final, e deu um show a parte junto com a torcida nos jogos disputados no Ginásio Wlamir Marques.

Infelizmente, o caminho foi interrompido ao enfrentar um time já muito estabelecido e que se encontra em outro patamar na competição, figurando como favorita desde o início. Mesmo assim, o Corinthians não deixou barato e teve grandes atuações diante do Flamengo, deixando as vitórias escaparem nos detalhes.

Isso tudo, ainda, sem um dos seus principais jogadores, já que o armador Fischer ficou fora do time ainda no início da temporada por conta de uma lesão no joelho.

Ao bater de frente com as equipes tradicionais do basquete, no entanto, o Corinthians demonstrou que é possível brilhar em outros esportes que não apenas o futebol. E espero que o projeto continue, assim como muitos outros, como o vôlei e a natação, que também vêm apresentando resultados interessantes.

Veja mais em: Basquete.

Coluna do Rafael Bianco

Por Rafael Bianco

Rafael Bianco é estudante de jornalismo na Cásper Líbero e apaixonado pelo Corinthians. Com paixão herdada pela família, acompanha o dia-a-dia do clube em busca de informações e números do Timão.

O que você achou do post do Rafael Bianco?