Depois de semana mais conturbada no ano, Corinthians vence e recupera moral para a Sul-Americana

Rafael Bianco

Rafael Bianco é estudante de jornalismo na Cásper Líbero e apaixonado pelo Corinthians. Com paixão herdada pela família, acompanha o dia a dia do clube em busca de informações e números do Timão.

ver detalhes

Depois de semana mais conturbada no ano, Corinthians vence e recupera moral para a Sul-Americana

Coluna do Rafael Bianco

Opinião de Rafael Bianco

1.7 mil visualizações 73 comentários Comunicar erro

Depois de semana mais conturbada no ano, Corinthians vence e recupera moral para a Sul-Americana

Love marcou um dos gols da vitória que faz o Corinthians respirar na temporada

Foto: Danilo Fernandes/Meu Timão

A semana do Corinthians foi realmente bem complicada. Começando com a derrota para o Fluminense no último domingo, que botou fim à série invicta de 14 jogos, tudo piorou depois do revés para o Independiente del Valle, na Sul-Americana. Sem atitude ofensiva nos dois confrontos, todo o trabalho de Fábio Carille em 2019 foi posto à prova.

Mas a resposta do time não poderia ser melhor.

Com uma escalação bastante questionada, o Corinthians entrou em campo diante do Bahia com quatro mudanças. Júnior Urso estava suspenso e não podia atuar, enquanto Danilo Avelar ficou de fora por conta de um cansaço físico. As saídas de Gabriel e Mateus Vital do time, por sua vez, foram opções de Fábio Carille.

O técnico até explicou mais tarde que o volante só não atuou neste sábado porque ele está suspenso do próximo duelo na Sul-Americana, e por isso a ideia era já preparar Ralf para o confronto. Já Mateus Vital, que vinha sendo um dos principais jogadores da equipe, simplesmente não apareceu. Sem resposta.

Em campo, um surpreendente começo com duas bolas na trave do Corinthians. E de dois jogadores relativamente criticados: Clayson e Sornoza. O erro do atacante, por sinal, é praticamente imperdoável, mas ele acabou consertando tudo no decorrer da partida.

Quem decidiu aparecer de ver foi o árbitro do jogo. Extremamente confuso nas decisões, Dewson Fernando Freitas da Silva foi chamado pelo VAR em quatro oportunidades e assinalou dois pênaltis. Na minha opinião, o do Corinthians foi correto, mas até agora não encontrei falta no lance do Bahia.

Assistindo ao jogo parecia até que ele estava corrigindo a outra penalidade não marcada, ainda no primeiro tempo. Aquela sim do Ralf é um pouco mais clara e pode ser interpretada como pênalti.

E a vitória do Corinthians só apareceu por conta da genialidade de Pedrinho. Extremamente preso no lado direito do campo, o atacante não consegue apresentar o mesmo futebol da Seleção Brasileira quando joga pelo Timão. Mesmo assim, a sua qualidade é evidente quando pega na bola.

Sem dificuldades, encontrou um grande lançamento para Clayson no ataque, e o atacante ainda foi muito feliz em dar um toquinho para tirar do goleiro pela primeira vez e apenas completar na sequência.

No final, uma vitória importante, contra uma equipe super qualificada que é o Bahia. Vale ressaltar que uma derrota ou até mesmo empate colocariam a equipe baiana na frente do Corinthians na tabela do Brasileirão.

E o resultado volta a dar moral e confiança para a equipe de Fábio Carille, que vai em busca de um milagre na próxima quarta-feira pela Sul-Americana.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana.

Coluna do Rafael Bianco

Por Rafael Bianco

Rafael Bianco é estudante de jornalismo na Cásper Líbero e apaixonado pelo Corinthians. Com paixão herdada pela família, acompanha o dia-a-dia do clube em busca de informações e números do Timão.

O que você achou do post do Rafael Bianco?