Derrota do rival no Mundial não pode nos fazer esquecer dos nossos problemas

Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria, Bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito aos irmãos

ver detalhes

Derrota do rival no Mundial não pode nos fazer esquecer dos nossos problemas

3.6 mil visualizações 47 comentários Comunicar erro

Derrota do rival no Mundial não pode nos fazer esquecer dos nossos problemas

Fernando Torres observa bimundial do Timão. Temos que voltar para disputar o Tri. Chega de secar os outros

Foto: Reprodução/TV

Sem exagero, a SEP perdeu o título para o europeu mais fraco da história dos mundiais da Fifa.

Ridículo dizer, como alguns, que esse Chelsea era melhor que o de 2012.

Depois de estar grogue, nas cordas, pedindo para tomar mais um gol, o time da Pompéia ganhou um presente do desequilibrado Thiago Silva, mas nem assim perdeu a virgindade.

Apesar de ser um zagueiro de ótimo nível técnico, ele já jogou vôlei dentro da área na seleção por mais de uma vez, inclusive em decisões. E sábado não foi diferente.

A seleção só estará livre de outro apagão mental desses se o cara jogar com os braços amarrados.

Em tempo: Ulisses Costa, Veloso, Edmundo, Elia Júnior. Vocês fizeram a transmissão mais ridícula da história da TV brasileira. Ok, surfando na moda do que fazem alguns canais no YouTube, podiam até torcer. Mas não distorcer.

Agora vamos falar sobre nós.

Nossa diretoria precisa servir o Corinthians com profissionalismo e transparência.

Primeira coisa a fazer. Convocar uma coletiva e esclarecer:

  1. Qual o problema do William? Ele tem alguma contusão mal curada, sofreu excesso de carga física (seria ótimo o preparador físico e o médico do clube estarem presentes)? Não joga os 90 minutos por opção do treinador?
  2. Sem citar nomes, dizer como está a busca pelo novo técnico? Foram tentados alguns nomes? As pedidas salariais são inviáveis para o clube, mesmo com ajuda de um patrocinador?
  3. A história da contratação de um centroavante foi cortina de fumaça? Vai ser contratado? Quando? Ou vamos de Jô mesmo?

Isso aí seria o imediato. O Corinthians parece TV aberta. Só tem novela. Tudo vira novela. Tudo vira um parto.

E nem vou falar de saneamento de dívidas, categorias de base, dívida com a Caixa, sócio-torcedor ter direito a votar, etc.

Resumindo. Somos gigantes demais para ter que ficar só secando os outros.

A frase: “Não vivemos de títulos, vivemos de Corinthians”, é verdadeira porque a Fiel é uma só.

Mas isso não quer dizer que basta ver o time jogar e o resto que se dane.

Exigimos que o Corinthians esteja lá em cima.

Veja mais em: Mundial de Clubes.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Roberto Gomes Zanin

Por Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria de imprensa, bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito.

O que você achou do post do Roberto Zanin?

x