Você está vendo um Corinthians que faz história

Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria, Bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito aos irmãos

ver detalhes

Você está vendo um Corinthians que faz história

7.4 mil visualizações 53 comentários Comunicar erro

Você está vendo um Corinthians que faz história

Rodriguinho comemora uma obra de arte. Time fez 3 gols e apenas 2 faltas contra o Sport

Foto: Danilo Augusto Jr. Agência Corinthians.

Amigos e amigas fieis:

Quem presencia a história nem sempre compreende a dimensão do fenômeno.

Corremos esse risco com o Corinthians de Carille.

Formado ao acaso, graças à falta de dinheiro nos cofres do clube, o Timão 2017 vem fazendo história.

Não caiamos no discurso de quem não gosta de nós.

Esse Corinthians é espetacular, fenomenal.

Não nos esqueçamos que em meio à obediência tática e marcação implacável, somos, em todos os jogos, brindados com lindos gols, canetas, chapéus, triangulações e raça (muita raça).

Cássio tem jogado muito e lembra aos que pediam o bom Walter (nunca estive entre eles) que é e sempre será o Monstro de Yokohama (a gratidão é uma virtude).

Fagner honra como poucos a camisa que foi do Super Zé. Nenhum atacante se cria com ele. O cara não perde dividida nenhuma, apoia com inteligência e cruza na medida, calando quem diz que o corinthiano só está na seleção por sei “peixinho de Tite”.

Nossos zagueiros, bem protegidos, se destacam na defesa e ainda fazem gols.

E Arana? O que dizer desse bólido que aparece do nada, voando pela esquerda, anotando golaços, assistências, rolinhos e bonés?

Gabriel nasceu para jogar no Timão. Maycon une marcação e chegada.

Magic Jadson devolveu o cérebro ausente na equipe do ano passado.

Rodriguinho joga o que nunca jogou. Cadencia, passa, dribla e finaliza de direita e de esquerda, marcando lindos gols.

Romero passou a exibir dotes até então ocultos. Agora, alia raça com habilidade. Incrível!

Jô tem sido O CARA, dentro e fora do campo. Sem mais.

E temos o xodó Pedrinho, único atleta do futebol brasileiro que não joga futebol. Joga bola.

No banco, o Mestre Carille. Humilde, competente, honesto. Consegue extrair 110% do potencial de cada jogador.

Incute no elenco a importância de se ter concentração e foco do início ao fim de cada partida.

Consegue fazer com que a equipe mantenha o mesmo nível de atuação, independentemente dos nomes que estão em campo.

Estamos presenciando a história.

Contra o Sport, vimos algo inédito na história do futebol.

O Corinthians fez mais gols do que faltas.

Nosso time faz tudo isso em tempos de muita competitividade e tecnologia, em que os clubes têm todas as informações sobre o oponente.

O Corinthians faz história em plena pós-modernidade.

Coluna do Roberto Gomes Zanin

Por Roberto Gomes Zanin

Jornalista, diretor da RZ Assessoria de imprensa, bicampeão do mundo. Não sou ligado a nenhuma corrente política do clube. Quero apenas o melhor para o Timão. Discorde à vontade, mas com o respeito.

O que você achou do post do Roberto Zanin?