Corinthians fatura o Grand Slam Paulista neste Século

Victor Farinelli

Victor Farinelli é um jornalista brasileiro e corinthiano residente no Chile, colabora como correspondente de meios brasileiros como Opera Mundi, Carta Capital, Revista Fórum e Carta Maior.

ver detalhes

Corinthians fatura o Grand Slam Paulista neste Século

Coluna do Victor Farinelli

Opinião de Victor Farinelli

4.5 mil visualizações 32 comentários Comunicar erro

Corinthians fatura o Grand Slam Paulista neste Século

Corinthians conquistou o Paulistão neste domingo em cima do Palmeiras

Foto: Rodrigo Gazzanel /Agência Corinthians

Talvez você esteja confuso com está afirmação no título, mas é muito simples, e começa com uma pergunta: você se lembra de todos os títulos paulistas do Coringão neste século?

Sei que a grande maioria lembra, mas vamos repassar porque sempre é ótimo recordar coisa boa. E deixemos um pouco de lado o primeiro, em 2001, contra o Botafogo de Ribeirão Preto, por duas razões: a verdadeira decisão daquele ano foi a semifinal contra o Santos, com o épico gol do Ricardinho no último minuto, e ademais ele não interfere nesta minha proposta.

O título que veio depois já conta: em 2003, fomos campeões no nosso salão de festas mais tradicional. O Morumbi, com mando de campo tricolor, foi onde faturamos nosso 25º caneco estadual.

Porém, a 26ª só chegaria no final daquela década, e em casa. Quer dizer, na velha casa, o Estádio Municipal do Pacaembu, superando o Santos. O título seguinte seria sobre o mesmo rival, mas na casa deles, na Vila Belmiro, em 2013.

Depois, voltamos a ser campeões em casa, mas já na casa nova, em Itaquera, sobre a velha conhecida Ponte Preta. Alguns até suspeitavam que a Arena Corinthians meio que dava azar, e aquela conquista serviu também pra afastar de uma vez por todas qualquer superstição a respeito do nosso estádio.

Finalmente, chegamos ao título número 29, novamente na casa de um rival. Aliás, do rival – infelizmente, e apesar de alguns infiltrados, sem presença da nossa torcida no estádio, coisa que não havia acontecido em anos anteriores, antes do lançamento dessa aberração da torcida única.

Com o título na Barra Funda, o Corinthians conseguiu algo inédito, ao menos neste século: COMPLETOU O CHAMADO GRAND SLAM. Chamado por quem? Poderão dizer alguns antis, e sim, foi chamado por mim mesmo, que acabei de ter esta ideia, mas ela faz todo o sentido: o Coringão é o primeiro clube a conquistar ao menos um título paulista na sua casa (e nas duas casas que teve) e em cada uma das casas dos seus maiores rivais.

A ideia não é forçada, já que é o mesmo conceito usado no tênis (onde o Grand Slam é o conjunto dos principais torneios do esporte, por serem os principais complexos tenísticos do mundo) ou no rugby (no Torneio das 6 Nações, por exemplo, “fazer o Grand Slam” significa vencer os principais rivais em casa e fora).

Fomos campeões em casa em 2009 (no Pacaembu) e em 2017 (em Itaquera). Sem contar que em 2001 ganhamos no Morumbi, numa época em que o estádio tricolor era tão nossa casa que a gente realmente mandava alguns jogos lá.

Fomos campeões no Morumbi em cima do São Paulo, em 2003. Fomos campeões na Vila Belmiro em cima dos Santos, em 2013. Fomos campeões na Barra Funda em cima do Palmeiras, neste domingo.

É como um Grand Slam Paulista. Levantar a taça nos estádios dos rivais mais importantes do Estado, e no(s) seu(s) próprio(s), evidentemente. Nenhum outro clube realizou semelhante façanha, ao menos neste Século XXI – até porque, o único além do Corinthians a ter mais de um título paulista é o Santos, que ganhou a maioria dos seus troféus decidindo na Baixada ou no Pacaembu, sempre como mandante.

Quem sabe os nossos grandes historiadores corinthianos, como Celso Unzelte e Plínio Labriola, possam verificar inclusive se isso abrange também o século passado – quando celebramos títulos em outros estádios importantes do Estado de São Paulo, como o Santa Cruz, de Ribeirão Preto, em 1995, e o Brinco de Ouro, de Campinas, em 1988. Talvez essa marca jamais tenha sido alcançada, o que a tornaria ainda mais saborosa.

De qualquer forma, o que interessa é que agora podemos azucrinar os rivais com mais esta informação: ganhamos de todos eles, na casa e na cara deles. Grand Slam Paulista, neste século, só o Corinthians tem!

Veja mais em: Dérbi e Campeonato Paulista.

Coluna do Victor Farinelli

Por Victor Farinelli

Victor Farinelli é um jornalista brasileiro e corinthiano residente no Chile, colabora como correspondente de meios brasileiros como Opera Mundi, Carta Capital, Revista Fórum e Carta Maior.

O que você achou do post do Victor Farinelli?