Venha fazer parte da KTO
x
Luxemburgo deixa o Corinthians com um trabalho que estava fadado ao fracasso
Victor Godoy

Estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero e no Meu Timão desde 2022. Corinthiano e, consequentemente, fã de futebol desde pequeno. Vivendo um sonho ao trabalhar com os dois ao mesmo tempo.

ver detalhes

Luxemburgo deixa o Corinthians com um trabalho que estava fadado ao fracasso

Coluna do Victor Godoy

Opinião de Victor Godoy

5.6 mil visualizações 41 comentários Comunicar erro

Luxemburgo deixa o Corinthians com um trabalho que estava fadado ao fracasso

O trabalho de Luxemburgo nunca deu indicativos de que poderia dar certo no Corinthians

Foto: Jhony Inácio/Meu Timão

Acabou. Não deu certo. Também não tinha muito caminho para dar. Chegou ao fim a passagem de Luxemburgo no Corinthians em um trabalho que não havia condições de ser bem sucedido. Estava fadado ao fracasso.

Lembro que quando surgiram as especulações sobre o treinador discuti com uns amigos que era um trabalho que as chances de dar certo eram muito baixas, tanto por parte do Luxemburgo quanto do Corinthians.

O técnico de 71 anos não tem um trabalho consistente há anos, que justificasse essa aposta e esse voto de confiança. A maior parte era medíocre ou com sensações de que poderia mais. O perfil “paizão” do técnico não sustenta mais um trabalho no mais alto nível.

Não seria o Corinthians - principalmente o de 2023 - que forneceria condições para que o casamento desse certo. Com uma crise que já dura de janeiro a setembro, apostar em um treinador que não convence era acrescentar apenas uma camada a mais no bolo do fracasso, assim como foi Cuca.

Logo, era um trabalho com prazo de validade. Cedo ou tarde acabaria, ficando a dúvida se o fim seria trágico ou minimamente agradável.

Começou o trabalho e minha tese foi se comprovando jogo após jogo. O Corinthians com um desempenho bastante aquém em campo e nas coletivas cada fala de Luxemburgo era um corte novo nas redes sociais em tom de chacota. A impressão era que o último jogo do treinador era sempre o próximo. Pois bem, o adiamento acabou.

Bato bastante na tecla de que o principal problema do Corinthians é a falta de visão a longo prazo. Quanto mais me aprofundo nas engrenagens do clube, mais percebo que é verdade. Não será em ano de eleição que surgirá uma solução, mas que ao menos a atual diretoria deixe uma base boa ao novo presidente. Quanto ao Luxemburgo, seu nome merece ser lembrado no Parque São Jorge pelos sucessos de 1998 e 2001, não pelo fracasso de 2023.

Pra não dizer que não falei das flores

Para não falar apenas dos pontos negativos, o treinador tem um grande mérito em dar chance aos jogadores mais jovens. É o único acerto dessa terceira passagem. Sem ele, certamente Wesley, Moscardo e Murillo não teriam acumulado minutos.

Fora os que já encantam no profissional, outros também já deram seu primeiro passo no time principal e a tendência é que sigam no plantel em busca de espaço. Essa transição de gerações, iniciada por Luxemburgo, pode ser crucial para os próximos anos do Corinthians. Se der certo, seu nome precisa ser lembrado.

Veja mais em: Vanderlei Luxemburgo, Técnicos do Corinthians, Diretoria do Corinthians, Duílio Monteiro Alves e Base do Corinthians.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Avalie esta coluna
Coluna do Victor Godoy

Por Victor Godoy

Estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero e no Meu Timão desde 2022. Corinthiano e, consequentemente, fã de futebol desde pequeno. Vivendo um sonho ao trabalhar com os dois ao mesmo tempo.

O que você achou do post do Victor Godoy?

  • Comentários mais curtidos

    Foto do perfil de Joaobatistadearaujo Araujo

    Ranking: 3175º

    Joaobatistadearaujo 692 comentários

    @joaobatistadearaujo- em

    O luxa não estava a mil.maravilha mas esta cambada que só pessa em vender jogadores que time que aguenta, estes velhos ainda, que joga um jogo e descansa dois, aí não e culpa tk

  • Foto do perfil de João

    Ranking: 393º

    João 3869 comentários

    @joao-de-oliveira-dut em

    Luxa não foi bem, mas o time é diretoria não ajuda.
    Fora ReT.

  • Publicidade

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Diogo Silva

    Diogo 5 comentários

    41º. @diogo.silva55 em

    Concordo com 90 por cento do texto. Creio que as bobagens que ele falava nas coletivas era mais pra tirar o foco da má performance do time dele.

  • Foto do perfil de Marcelo

    Ranking: 2265º

    Marcelo 959 comentários

    40º. @marcelo.gutierrez1 em

    Concordo com o trabalho do Luxa não foi bom, mas a culpa não é só dele.

    Essa nossa Diretoria incompetente, falta de planejamento, troca de técnico como se troca de roupa, tudo isso contribuiu para que o Corinthians esteja nessa posição incomôda.

    De fato, Luxa não é mais o mesmo, e acho que ele deve se aposentar, ou, buscar atualizar-se, pois quem vive do passado é museu

  • Foto do perfil de Gustavo

    Ranking: 1901º

    Gustavo 1116 comentários

    39º. @rockgustavo em

    Me deixa triste que o nosso Corinthians, responsabilidade de toda diretoria, manchar a história de um profissional como o Luxemburgo assim.

    Nunca fui a favor de cogitar trazer ele, mas trouxeram e ele conseguiu render ainda com o que tinha e a diretoria ainda troca ele no meio do trabalho.

    É muito amadorismo mesmo!

  • Foto do perfil de adelson

    Ranking: 104º

    Adelson 8903 comentários

    38º. @adelson78 em

    Não foi perfeito é fato! Mas levou o time a duas semi- finais! Uma ainda com possibilidade de chegar a decisão. Algo improvável quando assumiu!

    Ele tem seus méritos e Vai Corinthians!

  • Foto do perfil de Conrado

    Ranking: 1546º

    Conrado 1340 comentários

    37º. @conras em

    Pra mim o menos culpado é o Luxemburgo
    Mas se veio pra ser técnico tinha que ao menos ter reconhecido as cobranças em seus erros, mas não preferia ser chamado de caduco na internet
    E ele só subiu os moleque da base por necessidade, ele não tinha pretensão de usar se fosse em condições de um time minimamente equilibrado