Sim, o Corinthians pode fazer loucuras para reforçar o elenco

Vitor Chicarolli

Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi, tem 22 anos e trabalhou no Diário Lance!. Atualmente, acompanho diariamente o Corinthians pelo Meu Timão.

ver detalhes

Sim, o Corinthians pode fazer loucuras para reforçar o elenco

Coluna do Vitor Chicarolli

Opinião de Vitor Chicarolli

275 mil visualizações 438 comentários Comunicar erro

Sim, o Corinthians pode fazer loucuras para reforçar o elenco

Corinthians precisa reformular seu planejamento para ter um time competitivo

Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians

A frase “o Corinthians não fará loucuras" sempre vem à tona quando o clube tenta uma grande contratação. Consigo citar alguns exemplos, mas vou aproveitar este espaço para falar sobre Guilherme Arana.

Em alta, o lateral-esquerdo anotou um gol e foi um dos destaques do Atlético-MG neste sábado, contra o Timão. Pouco depois do apito final na Neo Química Arena, ficou sabendo de sua convocação para a Seleção Brasileira, que disputa as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Ou seja, passa por um excelente momento na carreira.

Então, vamos lá... Para quem não se lembra, Arana quase voltou ao Corinthians na temporada passada, quando ainda defendia o Sevilla, da Espanha. Durante a complicada negociação, dirigentes alvinegros bateram na tecla de que não fariam loucuras para repatriar o garoto. E isso custou caro!

O defensor só não retornou ao CT Joaquim Grava por entraves na forma de pagamento. Segundo o clube e o próprio Arana, tudo estava acertado, mas detalhes impediram um final feliz.

"As malas já estavam todas prontas na temporada passada, só que o Sevilla não aceitou a forma de pagamento do Corinthians", disse Arana, em entrevista ao SBT, na semana passada.

Até entendo, desembolsar pouco mais de R$ 30 milhões para trazer um atleta lançado pelo próprio Corinthians e que até pouco tempo estava no clube é algo complicado. Mas, pelo nível do eventual reforço, valeria a pena arriscar.

Arana chegaria não só para ser titular absoluto do Timão, como para ser o melhor de sua posição no país - algo que está acontecendo neste exato momento. Além de lateral, inclusive, consegue ser uma ótima opção para o lado esquerdo do ataque e até mesmo para o setor de criação de sua equipe (características que faltam para o time paulista).

Sendo assim, um bom planejamento poderia ter feito a diferença para o Corinthians neste ano. A diretoria não gastou cerca de R$ 30 milhões para repatriar a cria de sua base, mas bancou R$ 3,6 milhões para trazer Sidcley, que pouco jogou e já nem integra mais o elenco de Vagner Mancini.

Ainda pensando no lado esquerdo corinthiano, nomes como Léo Natel, Everaldo, Jonathan Cafú, Matheus Davó e Otero também chegaram ao Parque São Jorge.

E, para quem não tem dinheiro, qual foi o preço dessa brincadeira contando salários e transferências? Não sei ao certo, mas garanto que foi uma quantia considerável e que poderia ter sido aplicada na negociação por Guilherme Arana, facilitando a busca por "uma forma de pagamento ideal". Faltou esforço.

O Corinthians não deve se endividar neste momento, mas precisa de convicção para ao menos deixar o time competitivo. É necessário pensar e colocar no papel o que de fato podemos chamar de "reforço" para o Timão. É preciso se arriscar!

Falei muito do atual camisa 13 do Atlético-MG, mas nessa temporada também tivemos a novela pelo atacante Michael, que possivelmente seria titular sem grandes dificuldades nesse time de Mancini.

Um bom investimento pode evitar pequenas frustrações no futuro. As recentes contratações comprovam que o Corinthians pode sim fazer algumas loucuras.

Uma imagem que escancara a falta de planejamento do Corinthians

Uma imagem que escancara a falta de planejamento do Corinthians

Reprodução/TV

Veja mais em: Elenco do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, Andrés Sanchez, Diretoria do Corinthians e Mercado da bola.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião do Meu Timão.

Coluna do Vitor Chicarolli

Por Vitor Chicarolli

Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi, tem 23 anos e trabalhou no Diário Lance!. Fala de Corinthians diariamente no Meu Timão.

O que você achou do post do Vitor Chicarolli?

x