PÓS-JOGO - São Bento 1 x 1 Corinthians - tá nervosa? vai dormir que passa...

Yule Bisetto

Não dou notícia, não sei de bastidores, não faço análise tática. Sou CORINTHIANS de coração e adoro escrever sobre isso. Qualquer coisa além disso, não vai encontrar aqui.

ver detalhes

PÓS-JOGO - São Bento 1 x 1 Corinthians - tá nervosa? vai dormir que passa...

Coluna da Yule Bisetto

Opinião de Yule Bisetto

5.8 mil visualizações 192 comentários Comunicar erro

PÓS-JOGO - São Bento 1 x 1 Corinthians - tá nervosa? vai dormir que passa...

Foto: Agência Corinthians

Fala, Fiel!

Graças a Deus eu já estou em um ponto da minha vida em que é necessário muito, MUITO, MUUUUUUUUITO para me tirar do sério. Eu aprendi a fazer escolhas e, mais ainda, viver com elas.

Ontem, considerando uma série de fatores, eu escolhi não escrever sobre a partida, ir dormir, e escrever quando eu acordasse. E eu explico:

1 - Eu NUNCA escrevo textos depois de um jogo que me deixa nervosa. É sempre melhor esperar a poeira baixar e tentar usar a razão;

2 - Eu prefiro mil vezes não dizer nada do que chegar aqui e chamar jogador de pinguço e barrigudo. A brincadeira tem limite e as pessoas devem ser respeitadas, o que é mais difícil de fazer quando se está com raiva;

3 - Eu ponderei e considerei, sim, que não valia a pena eu ficar até duas da manhã escrevendo um texto que eu poderia escrever hoje. Então fechei o computador e assisti ao final da partida na cama. Quando acabou, eu desliguei e dormi;

4 - É lindo protestar contra o horário do jogo, mas quando se toma uma atitude em relação a isso, tudo o que eu vejo é mimimi;

5 - Nada, NADA, NAAAAADA, diminui o meu amor pelo Corinthians.

Dito isso, passo à análise do futebol que eu (não) vi ontem.

O primeiro tempo foi pavoroso. Com a equipe mais deformada do que o rosto daquelas pessoas que colocam muito botox, o Corinthians sofreu com a falta de entrosamento e com muitos erros bobos.

O São Bento, por sua vez, pareceu adepto da técnica de time pequeno. Tenta um gol na sorte e depois se fecha. O que complica a vida de quem realmente quer jogar bola e deixa o torcedor ainda mais irritado.

Mas o que mais me irritou de tudo, vocês sabem. Eu sinceramente não consigo aceitar ou entender o fato de o Romero ter tantas chances, começar quase todo jogo como titular. Há muitas partidas venho salientado as perdas de posse de bola dele, os passes errados...

Sinceramente, perdoem o fato de eu não ter escrito ontem. Mas já fiquei imaginando o que eu falaria do paraguaio e como seria ele vindo tirar satisfação comigo quando me encontrasse por aí.

Ficou bastante evidente, para mim, que as alterações na equipe, com a entrada de Lucca, Rodriguinho (!) e Luciano e, sobretudo, com a saída do Romero, deram mais dinâmica ao futebol apresentado e criaram a situação que possibilitou fazermos o gol.

No mais, continuo confiante no bom trabalho que o André pode vir a fazer (e que golaço!!!), gosto muito da qualidade do Lucca e, por fim, podemos dizer que estamos bem servidos de zagueiros, não acham?

Tá vendo, antes mesmo de vocês acordarem já tem texto aqui, não precisavam ficar tão chateados!

VAAAAAAAAAAAI, CORINTHIAAAAAAAAAANS!!!!!!

Coluna da Yule Bisetto

Por Yule Bisetto

Não dou notícia, não sei de bastidores, não faço análise tática. Sou CORINTHIANS de coração e adoro escrever sobre isso. Qualquer coisa além disso, não vai encontrar aqui.

O que você achou do post da Yule Bisetto?