Comentário de ANTONIO em "Corinthians consagra 'marcação..."