Comentário de Adeildo em "Um ano após estranha despedida, Mano..."