Comentário de Eduardo em "Em vídeo, vice corinthiano explica motivo..."

Concordo contigo xará, no quesito ideológico e legal, mas no caso do André Negão me parece que há duas situações a serem consideradas: a primeira delas, na questão da condução coercitiva (contexto da operação Lava Jato), está em fase inquisitorial, ou seja, ele seria levado para ser ouvido na PF acerca da SUPOSTA propina recebida por ele, a qual TERIA sido paga pela Odebrecht; tudo isso tem que ser (bem) melhor esclarecido, de fato; o problema é que na casa do André Negão, foram encontradas duas armas de fogo em situação irregular, o que segundo o estatuto do desarmamento, configura como crime; por este motivo, ele foi preso em flagrante e foi liberado pela PF após pagar fiança. Nesta última situação, o delito já foi comprovado e o André Negão vai responder perante a justiça em liberdade, conforme prevê a lei. Enquanto isso, nosso Corinthians está nas páginas policiais de novo, infelizmente!

em Notícia > Em vídeo, vice corinthiano explica motivo de prisão

Em resposta ao comentário:

Engraçado como a gente é, todos nós queremos justiça, que a Lei seja feita, mas pouquíssimos aqui nesse se esquecem que esta no Código Penal: Todos são inocentes, até que se prove o contrário...mas é mais fácil pré julgar...sei não...

Responda o comentário do Eduardo

  • 1000 caracteres restantes

Réplicas desse comentário

  • Foto do perfil de Eduardo

    Eduardo 3900 comentários

    1.

    Mano, sobre a questão das armas, não sei dizer o porque. Estavam com ele, mas posso te dizer que muita gente não entregou as armas para o governo e mantém elas guardadas em casa irregularmente, sorte desses, que ainda não precisaram usar, porém o dia que precisar usar, mesmo que seja para legitima defesa, terão que responder pelo uso indevido delas. Saudações.