Comentário de REINALDO em "Comentário de Felipe no Meu Timão"

Se desprezar a história do clube, você está certo. Se não pensar que o Corinthians já teve equipes de remo que foram referência, veja o escudo, que já teve times de basquete de alto nível (veja o nome do ginásio central). Se desprezar o ginásio não existe clube. Não tenho preconceito contra quem frequenta a sauna, mesmo porque ela é paga. E temos que abrir a mente e pensar que o Corinthians é maior que o futebol, é o maior fenômeno sociológico que o esporte já criou. O Corinthians tem que ter grandes times de basquete, volei, hand e atletas olímpicos. A final do futsal derruba seu argumento de que o Corinthians é só futsal. E não existe clube, dos tradicionais, que não tenha sede social. É muito fácil para quem não vive o dia-a-dia do clube querer que ele acabe. O prejuízo do clube está nos esquemas de corrupção da diretoria, que em nenhum momento você criticou.

em Notícia > Comentário de Felipe no Meu Timão

Em resposta ao comentário:

Ok.
Acredito que quando o Corinthians foi fundado no Bom Retiro em 1910, embaixo da lamparina, o intuito era montar um time de futebol.
Cada real arrecadado pelo futebol deve ficar no futebol. O Corinthians não é sauna, nem sede social. Alias, 35 milhões de Corinthianos são Corinthianos pelo Futebol. O clube social foi uma estrategia no passado para associar torcedores e render dinheiro num passado amador muito distante. Se o Corintians futebol quiser continuar crescendo deve se modernizar. São 120 mil sócios torcedores que pagam mensalidade e não dão um real de prejuízo, contra 14 mil associados do clube (apenas 2 mil com mesalidade em dia) A sede social - clube de bairro amador - só dá prejuízo.

Responda o comentário do REINALDO

  • 1000 caracteres restantes

Réplicas desse comentário

  • Foto do perfil de Felipe

    Felipe 83 comentários

    1.

    Viver do Corinthians e não pelo Corinthians. O sócio da sede social vive as custas do dinheiro do futebol. Fato.
    Isso está errado. Um clube bairrista amador não pode administrar uma nação de 35 milhões de Corinthianos e decidir os rumos de um orçamento de 100 milhões de reais anuais.
    Os tempos de clube social amador acabaram, fica a memória. Faça um museu e honre a vontade e história daquele pessoal do bom retiro que criou um clube de bola.Futebol.
    Modernizar já, para continuar crescendo sempre. Uma nova era é necessária para o Corinthians se manter grande.
    Minha opinião.