Comentário de M. em "Corinthians e Odebrecht usam laudo para..."

Dificilmente acontecerá, mas deixe eu explicar algo antes.

O terreno era originalmente da COHAB, depois foi feita uma troca com a prefeitura por outro terreno. A concessão nada mais é do que um direito de uso por um determinado período. O direito de uso terreno da Arena Corinthians foi cedido ao clube por um período de 90 anos, em 1988. Em 2001, o MP já havia entrado com uma Ação Civil Pública para anular a concessão? Ela acabou em acordo: o Corinthians se obrigou a aplicar R$ 12 milhões em contrapartidas sociais na região para manter o acordo. Pela lei, o terreno deverá ser devolvido em 2078, com tudo o que tiver sido construído, contudo, o mais provável é que renovem a concessão por mais anos, senão será uma batalha judicial, política, etc, muito grande, também existe a possibilidade do Corinthians comprar está área futuramente da prefeitura, etc.

Os terrenos na marginal da SEP e SPFC também são concessões, o prazo do SPFC parece que está acabando e estava tentando renovar, mas a prefeitura queria de volta, em alguns casos podem pedir até antes do fim da concessão, pois pretendia construir no lugar, não sei em que pé esta a situação agora. Mas a cada mudança de prefeito, a situação muda e existe a pressão política, etc

em Notícia > Corinthians e Odebrecht usam laudo para contestar decisão que cobra...

Em resposta ao comentário:

Deixa ver se eu entendi o Corinthians não é dono do terreno e caso pague a construção da arena, ainda sim pode perder lá? Não entendi?

Responda o comentário do M.

  • 1000 caracteres restantes

Réplicas desse comentário