Os garotos desse fórum acham que administrar é fácil! Leiam até o fim por favor!

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Lucas #558 @lcortez em 11/05/2015 às 21:53

Gostaria que antes de negativar leia até o fim por favor...

Acabei de ler um tópico absurdo! Dizendo que deveríamos vender todos os jogadores caros, e investir na base...

Concordo totalmente, porém não é assim qie se administra.

Tenho uma empresa com 87 funcionários.

Devido a crise vou ter qie enxugar, infelizmente a minha empresa, e mandar pessoas embora, para eu poder reestruturar.

Eu não vou mandar os meus funcionários mais caros embora, sabe porque?

Porque eles são experientes, nos momentos de crise, são esses qie carregam o piano.

Aqueles que são mais novos, qie tem vontade porém não tem tanta experiência terei que tirar, sabe porque?

Porque na minha empresa, eu nunca investi em um plano de carreira, para que num momento de crise, mesmo eu tendo um funcionário novo, de idade, já tenha experiência suficiente para enfrentar os contra tempos do dia dia...

Ou Seja, eu administrei mal a minha empresa e dependo dos mais experientes e caros, por não ter enxergado a base da minha empresa.

A mesma coisa o Corinthians, nunca se foi investido na base.

Diferente do Santos qie desde de 2000 investe e muito forte nas suas promessas... Desde infraestrutura estrutura e até salários.

Ou ninguém se lembra que o neymar com 15 anos já ganhava 80 mil mês!

Aqui se fizessem isso a galera ia dizer que é um absurdo pagar isso num garoto de 15 anos...

Enfim... Nosso time precisa estruturar, investir na base... Mas é um caminho muito longo... Não é do dia pra noite...

Para quem leu até agora... Muito obrigado!

2.537 visualizações e 101 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Freddy Krueger "mito" #3 @kruege em 11/05/2015 às 22:33

Essa explicação ficou bem clara..dificilmente quem ler, ficara sem entender. E não tem nem como negativar um tópico desses.

Cleidson De Almeida E Sousa #43 @cleidson em 12/05/2015 às 09:39

E essa atitude tem que partir do presidente e NÃO do treinador, nós torcedores cobramos o Tite que use a base.

Apoio a base, e sei que essa é a solução, como sempre digo jogador de base vai embora e a gente traz os refugos da Europa.

Presidente quando contrata o treinador, tem que falar para trabalhar aqui se vai usar a base quero 40% do time formado da base, MAS, isso não acontece, esse é um, exemplo simples.

Vamos ver alguns nomes, Yago, Sam, Cassini, Matheus vargas, Gabriel Vasconcelos, Tocantins, São craques? Não, não são, mas não são melhores ou pelo menos iguais a dracena, petros, lucianio, Romero, e se não pouca coisa a abaixo.

Porem não adianta avaliar jogador de base em time reserva, tem que colocar ele no meio do que temos de melhor, para que tenha a confiança de ser mais um, e não aquele que tem que resolver...

Uma última observação, tivemos em um jogo com os times reservas a estreia lá na zaga, e ele foi mal e foi duramente criticado pela torcida, o que é lamentável afinal esta com time reserva e improvisado na lateral, e hoje vejo muitos pedirem o Cassini e reclamar da não inscrição dele, erradamente, pois uma vez no BID está apto a jogar, mas enfim, muitos pedem ele, e tenho certeza, se jogar mal, os mesmos que pedem vão criticar duramente, não sabem esperar e apoiar, querem tudo para ontem...

Últimas respostas

Thiago G #19 @thiago000 em 12/05/2015 às 17:03

Eu não tenho muito tempo pra acessar entro várias vezes ao longo do dia mais, comento algo digo algo e saio pra trabalhar to sempre correndo pra lá e pra ca, mais uma boa dica são os encontros que o SEBRAE promove o FIESP eles tão sempre alinhados a isso a inovação empreendedora porem é muito difícil quando tudo no pais depende de vontade politica, tem que agradar aos sindicatos e etc ai a coisa não deslancha mais se forem mandando mensagem aqui vou respondendo conforme for sobrando tempo e mais uma vez espero muito sucesso na empreitada e não desanime pois são nas grandes crises que surgem as grandes oportunidades

Abração meu amigo

Lucas #558 @lcortez em 12/05/2015 às 16:51

" "

Que história hein meu amigo... Simplesmente sensacional...

Deveríamos criar um grupo no whats para conversarmos mais... Eu você e o Valter o qie acha?

Abraços

Publicidade

Thiago G #19 @thiago000 em 12/05/2015 às 16:59

Sim como coloquei no caso especifico quem sou eu pra dizer algo sobre sua empresa ningeum conhece melhor que você mesmo, mais vejo que no Brasil isso esta se tornando um problema muito sério e estamos perdendo grandes talentos pra empresas estrangeiras, ai depois reclamamos de falta de mão de obra qualificada especializada etc, e é uuma reclamação recorrente de grandes empresarios em algumas reunioes da FIESP que participei principalmente na capacitação desses jovens.

E fico muito feliz que tenha observado isso tão rapidamente com ctza sua empresa partirá para algo muito mais condizente com o que pregam como futuro coorporativo

Lucas #558 @lcortez em 12/05/2015 às 16:42

" "

Isso aí Tiago.. Eu invejo a administracão do Google por exemplo...

Porém no meu caso... Quis dizer que sou refém dos mais velhos porque nunca enxerguei os mais novos!

Hoje tenho que pagar por isso, porém quando começar a esquentar o mercado novamente, meu primeiro objetivo vai ser investir nos jovens...

Todas as qualidades que você mencionou dos garotos são verdadeiras!

Valter Dias Ribeiro #371 @valterdias em 12/05/2015 às 16:54

Me add aqui pelo site. Aí te passo meu celular.

Lucas #558 @lcortez em 12/05/2015 às 16:52

" "

Valter acabei de falar para o Valter para criarmos um grupo no whats para conversarmos... A conversa está interessante demais! Hahaha

Valter Dias Ribeiro #371 @valterdias em 12/05/2015 às 16:53

Opa, qualquer dia a gente marca.

Sem problemas parceiro.

Lucas #558 @lcortez em 12/05/2015 às 16:43

" "

Valter... Sensacional meu amigo...

Espero um dia poder tomar um cerveja com você...

Comigo aconteceram as mesmas coisas, a diferença é que fui para irlanda ao invés de Londres hahhahaha

Lucas Cortez #558 @lcortez em 12/05/2015 às 16:52

Valter acabei de falar para o Valter para criarmos um grupo no whats para conversarmos... A conversa está interessante demais! Hahaha

Valter #371 @valterdias em 12/05/2015 às 13:44

" "

Thiago,

Eu não acredito tanto assim nesse negócio de oportunidade. Eu acredito na caipirinha feita só de limão. Meu limão foi de 4mil reais porque meu carro estava só 30% pago.

Lá em Londres, ralei pra caramba, fazia curso de manhã e durante a tarde/noite trabalhei limpando privada, cozinha de restaurante, atendente de bar, repositor de mercado no meio de um monte de africano ilegal. Cara, foi muita coisa! Até naqueles hotéis aristocratas que você tem que amarrar o guardanapo no pescoço do cidadão eu trabalhei e sempre sem achar que a sociedade me devesse alguma coisa.

Quanto aos aposentados e burocracia que você cita eu não vejo desta forma. Eu prefiro enxergar como gratidão pois haviam funcionários de 25/30 anos lá, pois a empresa precisa inclusive demití-los também porque na época da crise cambial eles dependiam quase que 90% de materiais importados para produzir de repente os preços começaram a ficar impraticáveis.

Saindo do meu caso, vi em um noticiário sobre o garoto filho de uma catadora de lixo que passou no vestibular para medicina em uma universidade federal. Isso só me leva a crer que buscar uma oportunidade depende única e exclusivamente de força de vontade, persistência, capacidade de suportar a pressão e não da oportunidade dada.

Lucas Cortez #558 @lcortez em 12/05/2015 às 16:51

Que história hein meu amigo... Simplesmente sensacional...

Deveríamos criar um grupo no whats para conversarmos mais... Eu você e o Valter o qie acha?

Abraços

thiago #19 @thiago000 em 12/05/2015 às 14:09

" "

Sim meu caro valter você tem razão no velho ditado 90% transpiração e 10% inspiração e etc.

Porem, como você mesmo disse nas palavras do diniz, custos são como unhas deve se cortar sempre e no ambiente coorporativo principalmente o arcaico brasileiro se mantem funcionários idosos podem até colocar que seja por gratidão ou etc mais não sejamos ingenuos todos sabemos que é pra cortar custos com demissões é melhor esperar a aposentaria e poupar um pouco eu já vi grandes empresas brasileiras genuinamentes brasileiras defendendo esse tipo de pratica não vou cita aqui pois não vem ao caso mais diria uma grande rede de magazines cliente nossa defendia com unhas e dentes essa pratica até apos um estudo demosntrarmos o quanto perdiam nas constantes trocas de funcionários novos por falta de incentivo e promoções e bons premios melhores e por manter os velhos gerentes de regiao que não se atualizavam muitos pasme não sabia se quer usar uma planilha de excel.

E como eu disse também o seu caso é de um vencedor e eu me identifico muito com isso pois meu caso é bem semelhante, sai do interior de sp, me mudei a sp, tive um convite da empresa que trabalhava depois de 5 anos pra morar fora do pais e ajudar a implantar a empresa na Europa em 2 paises e apos isso retornei ao Brasil e numa crise fui um desses mandados embora já com ceta experiencia porem novo, mais as portas se abriram lá fora por ter meu trablho de implantação reconhecido e recebi um contato querendo que eu ajudasse na implantação de uma marca francesa no Brasil então fiz o caminho inverso fui pra lá morar e implantei aqui terminado esse trabalho tirei um tempo pra estudar e fiz concato com o Google camp, onde fui aceito e passei 6 meses por lá vendo a forma de trabalho e o organograma da empresa, voltando ao Brasil já com algum dinheiro pude abrir minha primeira empresa de publicidade e logo abriria a segunda de desenvolvimento também muito ligada a publicidade até passar a prestar consultoria a uma multinacional francesa a mesma da implantação no Brasil, e assim como você não tinha nem o do carro morava de aluguel em sp o que ganhava ia pra isso, mal tinha pra comer não passei fome não graças a deus mais não podia comer tudo que tinha vontade por exemplo ma cervejinha as vezes um chocolate coisas superfulas assim mais que fazem falta.

Porem temos que ter em mente sempre que estamos no Brasil e no Brasil falta de oportunidade não tem relação com esforço pois já passaram por mim muitas pessoas tão esforçadas quanto eu e quanto você, porem não conseguiam produzir por saber que o salário é pouco que a mae tá em casa de cama e ele é a única fonte de renda pra manter a mae doente a esposa e o filho, ou então um rapaz chamado Bruno que eu pude graças a deus ajudar que tinha 19 anos recem saido a espm um gênio em computação grafica porem no Brasil não tem valor o trabalho dele não tem empresa e ele sem os pais e com um irmão com sindrome de down morou com a avó já velha enfim mais desses casos consguimos ajudar um ou outro não todos e desses eu te garanto não falta força de vontade falta sim uma estrutura para que possam desenvolver seu trabalho aqui, só pra terminar de contar o caso caso tenha ficado curioso com o desfecho da história hoje o Bruno o menino desenvolvedor trabalha em paris no grupo cassino no setor dele e se não fosse a pouca ajuda financeira que eu pude dar a ele provavelmente estaria trablhando de ofice boy por ai com um talento absurdo desperdiçado ai imagine quantos desses perdemos todos os dias?

Lucas Cortez #558 @lcortez em 12/05/2015 às 16:43

Valter... Sensacional meu amigo...

Espero um dia poder tomar um cerveja com você...

Comigo aconteceram as mesmas coisas, a diferença é que fui para irlanda ao invés de Londres hahhahaha

Valter #371 @valterdias em 12/05/2015 às 13:15

" "

Quando eu tinha 19 anos, no meio da crise cambial, a empresa me demitiu e manteve os mais experientes, principalmente os que estavam perto de se aposentar.

Cara, na hora eu fiquei meio perdido, mas aí vieram umas coisas na minha cabeça. Comecei a ver quais eram meus pontos fracos, o que eu poderia fazer. Foi aí que vendi meu carro e me mudei para Londres para fazer um intercâmbio, daí de intercâmbio passou para pós-graduação e de pós passou para doutorado.

Hoje tenho todos os 'velhinhos' no meu Facebook e vejo que continuaram lá, se aposentaram fazendo a mesma coisa e eu fiz muita coisa, viajei, aprendi muito, voltei, entrei em empresas com o salário 3,4 vezes maior, juntei dinheiro, saí, abri empresa e vejo agora o quanto aquela demissão foi correta com os mais antigos para carregar o piano na crise e comigo para que eu não me acomodasse e caísse na vala comum.

Por isso que não recrimino empresa que tem esse pensamento de manter quem está acima na cadeia, o jovem tem muito tempo pela frente para aprender. As oportunidades estão aí, basta querer procurar. Não nasci em berço de ouro, estudei em escola do estado e fico indignado com esse negócio de 'dar oportunidade', na minha época tinha valor quem criava a oportunidade.

Lucas Cortez #558 @lcortez em 12/05/2015 às 16:42

Isso aí Tiago.. Eu invejo a administracão do Google por exemplo...

Porém no meu caso... Quis dizer que sou refém dos mais velhos porque nunca enxerguei os mais novos!

Hoje tenho que pagar por isso, porém quando começar a esquentar o mercado novamente, meu primeiro objetivo vai ser investir nos jovens...

Todas as qualidades que você mencionou dos garotos são verdadeiras!

thiago #19 @thiago000 em 12/05/2015 às 12:47

" "

Exatamente eu disse de forma mais simples o que você colocou, gestão moderna é assim, estão sempre reciclando e valorizando seus funcionários.

Pego o exemplo do Google aonde tive a oportunidade de estudar por 6 meses não é um trabalho é um estilo de vida onde funcionários não tem preocupação alguma a não ser seus projetos mais isso no Brasil é uma realidade bem distante.

é mais comum uma mentalidade como a do amigo, vamos cortar os jovens pois não tem experiencia, não se contrata novos funcionaris porque não tem experiencia e quem tem a tal 'experiencia' da as cartas e faz de certa forma refem suas empresas levado propostas de empresas concorentes ao tempo todo querendo aumento de salário diminuição de carga horaria, mais ferias, aumento de bonus e por ai vai.

No Brasil gerir pessoas é um desafio descomunal e como disse no comentário cada um sabe aonde aperta o seu calo então citei o meu exemplo mais entendo que o dele também seja certo pra ele, agora os 'tubaroes' que você mencionou investem basicamente em marcado estrangeiro tem suas empresas e economias concentradas fora do pais eu quero ver eles s desenvolver dessa forma se enviar um tostão pra fora do pais, como o pequeno e medi empresario no pais.

Thiago G #19 @thiago000 em 12/05/2015 às 14:09

Sim meu caro valter você tem razão no velho ditado 90% transpiração e 10% inspiração e etc.

Porem, como você mesmo disse nas palavras do diniz, custos são como unhas deve se cortar sempre e no ambiente coorporativo principalmente o arcaico brasileiro se mantem funcionários idosos podem até colocar que seja por gratidão ou etc mais não sejamos ingenuos todos sabemos que é pra cortar custos com demissões é melhor esperar a aposentaria e poupar um pouco eu já vi grandes empresas brasileiras genuinamentes brasileiras defendendo esse tipo de pratica não vou cita aqui pois não vem ao caso mais diria uma grande rede de magazines cliente nossa defendia com unhas e dentes essa pratica até apos um estudo demosntrarmos o quanto perdiam nas constantes trocas de funcionários novos por falta de incentivo e promoções e bons premios melhores e por manter os velhos gerentes de regiao que não se atualizavam muitos pasme não sabia se quer usar uma planilha de excel.

E como eu disse também o seu caso é de um vencedor e eu me identifico muito com isso pois meu caso é bem semelhante, sai do interior de sp, me mudei a sp, tive um convite da empresa que trabalhava depois de 5 anos pra morar fora do pais e ajudar a implantar a empresa na Europa em 2 paises e apos isso retornei ao Brasil e numa crise fui um desses mandados embora já com ceta experiencia porem novo, mais as portas se abriram lá fora por ter meu trablho de implantação reconhecido e recebi um contato querendo que eu ajudasse na implantação de uma marca francesa no Brasil então fiz o caminho inverso fui pra lá morar e implantei aqui terminado esse trabalho tirei um tempo pra estudar e fiz concato com o Google camp, onde fui aceito e passei 6 meses por lá vendo a forma de trabalho e o organograma da empresa, voltando ao Brasil já com algum dinheiro pude abrir minha primeira empresa de publicidade e logo abriria a segunda de desenvolvimento também muito ligada a publicidade até passar a prestar consultoria a uma multinacional francesa a mesma da implantação no Brasil, e assim como você não tinha nem o do carro morava de aluguel em sp o que ganhava ia pra isso, mal tinha pra comer não passei fome não graças a deus mais não podia comer tudo que tinha vontade por exemplo ma cervejinha as vezes um chocolate coisas superfulas assim mais que fazem falta.

Porem temos que ter em mente sempre que estamos no Brasil e no Brasil falta de oportunidade não tem relação com esforço pois já passaram por mim muitas pessoas tão esforçadas quanto eu e quanto você, porem não conseguiam produzir por saber que o salário é pouco que a mae tá em casa de cama e ele é a única fonte de renda pra manter a mae doente a esposa e o filho, ou então um rapaz chamado Bruno que eu pude graças a deus ajudar que tinha 19 anos recem saido a espm um gênio em computação grafica porem no Brasil não tem valor o trabalho dele não tem empresa e ele sem os pais e com um irmão com sindrome de down morou com a avó já velha enfim mais desses casos consguimos ajudar um ou outro não todos e desses eu te garanto não falta força de vontade falta sim uma estrutura para que possam desenvolver seu trabalho aqui, só pra terminar de contar o caso caso tenha ficado curioso com o desfecho da história hoje o Bruno o menino desenvolvedor trabalha em paris no grupo cassino no setor dele e se não fosse a pouca ajuda financeira que eu pude dar a ele provavelmente estaria trablhando de ofice boy por ai com um talento absurdo desperdiçado ai imagine quantos desses perdemos todos os dias?

Valter #371 @valterdias em 12/05/2015 às 13:44

" "

Thiago,

Eu não acredito tanto assim nesse negócio de oportunidade. Eu acredito na caipirinha feita só de limão. Meu limão foi de 4mil reais porque meu carro estava só 30% pago.

Lá em Londres, ralei pra caramba, fazia curso de manhã e durante a tarde/noite trabalhei limpando privada, cozinha de restaurante, atendente de bar, repositor de mercado no meio de um monte de africano ilegal. Cara, foi muita coisa! Até naqueles hotéis aristocratas que você tem que amarrar o guardanapo no pescoço do cidadão eu trabalhei e sempre sem achar que a sociedade me devesse alguma coisa.

Quanto aos aposentados e burocracia que você cita eu não vejo desta forma. Eu prefiro enxergar como gratidão pois haviam funcionários de 25/30 anos lá, pois a empresa precisa inclusive demití-los também porque na época da crise cambial eles dependiam quase que 90% de materiais importados para produzir de repente os preços começaram a ficar impraticáveis.

Saindo do meu caso, vi em um noticiário sobre o garoto filho de uma catadora de lixo que passou no vestibular para medicina em uma universidade federal. Isso só me leva a crer que buscar uma oportunidade depende única e exclusivamente de força de vontade, persistência, capacidade de suportar a pressão e não da oportunidade dada.

Valter Dias Ribeiro #371 @valterdias em 12/05/2015 às 13:44

Thiago,

Eu não acredito tanto assim nesse negócio de oportunidade. Eu acredito na caipirinha feita só de limão. Meu limão foi de 4mil reais porque meu carro estava só 30% pago.

Lá em Londres, ralei pra caramba, fazia curso de manhã e durante a tarde/noite trabalhei limpando privada, cozinha de restaurante, atendente de bar, repositor de mercado no meio de um monte de africano ilegal. Cara, foi muita coisa! Até naqueles hotéis aristocratas que você tem que amarrar o guardanapo no pescoço do cidadão eu trabalhei e sempre sem achar que a sociedade me devesse alguma coisa.

Quanto aos aposentados e burocracia que você cita eu não vejo desta forma. Eu prefiro enxergar como gratidão pois haviam funcionários de 25/30 anos lá, pois a empresa precisa inclusive demití-los também porque na época da crise cambial eles dependiam quase que 90% de materiais importados para produzir de repente os preços começaram a ficar impraticáveis.

Saindo do meu caso, vi em um noticiário sobre o garoto filho de uma catadora de lixo que passou no vestibular para medicina em uma universidade federal. Isso só me leva a crer que buscar uma oportunidade depende única e exclusivamente de força de vontade, persistência, capacidade de suportar a pressão e não da oportunidade dada.

thiago #19 @thiago000 em 12/05/2015 às 13:32

" "

Exatamente valter, podemos dizer que você fez de um limao uma limonada mais me diga quantos casos igual o seu você conhece? E vamos supor que você não tivesse o carro pra vender pra conseguir comprar as passagens?

Não se pode esquecer que falamos de Brasil, e muitos como você não podem deixar suas famílias por ser arrimo de família ou por não ter condições mesmo pra sair e tem qualidade para mudar a forma da empresa pensar, esse modelo que você diz dos velinhos mais experientes são mais importantes esta acabando Brasil claro como atrasadissimo que é será o último a implementar isso.

Porem em empresas estrangeiras principalmente de tecnologia que tem costume de antecipar tendencias em gerenciamento e relações humanas já tratam todos de forma igual o garoto gênio que chega hoje com base pra construir algo que pode mudar o mudo amanha não é cerceado pelos 'objetivos' da empresa.

Investidores não compram mais empresas compram ideias, e a estrutura organizacional de uma empresa deixa de previlegiar os 'velhinhos' em detrimento da rotatividade como você bem disse no comentário anterior ninguém é refem de ninguém, a empresa não fica refem do funcionario como o funcionario não fica refem da empresa ambos só ficam juntos de comum acordo, enquanto no Brasil isso não acontece por burocracia a empresa prefere manter seu funcionario próximo de aposentar do que manda-lo embora e ter que cumprir com inúmeros encargos a eles inerente, assim como o funcionario insatisfeito muitas vezes se mantem por mais tempo do que deseja para poder receber seus benefícios como 'desempregado', por tanto o que temos hoje no Brasil em todos os setores é uma grande mentira muita maquiagem e burocracia como desculpa a tudo.

E justamente por isso empresas de tecnologia pouco se interessam pelo pais, leis arcaicas, sistema inocuo, e previlegando o sindicato sempre, e justamente é o setor que mais ganha dinheiro no mundo o mais promissor e o de tecnologia e não me diga que é mão de obra pois temos muitos brasileiros se dando muito bem no 'silicon valley', no japão e em outras empresas na maioria situada na california