Fórum do Corinthians

Citadini quer voto dos FIÉIS TORCEDORES como solução para a corrupção no Corinthians

Tópico Épico Entenda as regras
Foto do perfil de JORGE

Ranking: 5.875º

Jorge 308 posts

Publicado no Fórum do Meu Timão em 25/06/2015 às 10:23
Por JORGE LUIZ DE SOUZA (@jorginho.corinthians)

Uma Nação de 40 milhões de torcedores e 4 mil eleitores.

Na reforma dos Estatutos do Corinthians, prometida para os próximos meses, um problema agudo do clube deve ser enfrentado. Embora possua milhões de fanáticos torcedores, espalhados por todo Brasil e que garantem uma grande audiência na TV, os destinos do clube no período das eleições fica nas mãos de poucos milhares de sócios eleitores. Nas últimas eleições -mesmo com todo esforço de mobilização- menos de 4 mil pessoas escolheram os dirigentes desta nação.

Trata-se de situação deplorável que precisa ser mudada. Exemplos não faltam em vários países, e até no Brasil.

O colégio eleitoral do Corinthians deve ser radicalmente alterado de forma a termos uma eleição que -verdadeiramente- represente os corinthianos.

No último pleito propusemos, em várias oportunidades, que fosse criado um sistema de integração entre os associados do clube e os membros do programa de Fiel Torcedor.

Inegavelmente o sistema do FT é um passo positivo para o Timão. E seus resultados mostram que foi um bom caminho.

Neste momento, parece adequado que os membros deste programa tenham direito de votar nas eleições para Diretoria e Conselho do Corinthians. Com isso, um importante contingente de corinthianos passariam a viver os problemas e soluções para as questões alvinegras.

Sei que há resistência por parte de sócios do clube. Dizem que com uma mudança desta o futebol tomaria toda a importância no Corinthians.

Mas afinal, o que é o Corinthians? É primeiro futebol, segundo futebol, terceiro futebol, quarto…

Ainda que seja relevante o clube social com seus departamentos (peteca, bocha, tamboréu, tênis, canindé etc) não podemos priorizá-lo em detrimento do futebol. No presente quadro, os interesses desses Departamentos é -na maioria das vezes- superior ao do torcedor do clube. Tanto é verdade que as diretorias investem até em exageros para manter os redutos eleitorais. É exemplo disso a distribuição de carterinhas de “assessores” dos muitos departamentos (segundo a própria diretoria por volta de 400) que cria uma casta com privilégios que vão de estacionamentos até cota de ingressos dos jogos.

Por outro lado, muitos dos sócios reclamam que os membros do Fiel Torcedor entrariam sem “comprar” o título. Não é bem assim. Primeiro porque os membros do FT pagam anuidades e segundo porque parte dos sócios do clube receberam o título por herança ou compraram em campanhas por preços reduzidíssimos.

Os membros do Fiel Torcedor seriam admitidos para votar e não para fazer parte do clube social. Seriam verdadeiros sócios do Futebol. E para votar teriam que ter o mesmo tempo de contribuição que têm os sócios patrimoniais. E estes poderiam migrar, também, para o sistema FT.

A hora dessa mudança é agora. O clube precisa de um colégio eleitoral que mobilize os corinthianos e não fique restrito aos Departamentos do clube social.

Uma mudança como essa seria uma revolução no futebol e -também- nos esportes olímpicos (natação, basquete, vôlei etc) que vivem esquecidos.

Uma alteração estatutária assim daria uma nova posição de destaque ao nosso Corinthians no mundo do futebol e dos esportes olímpicos.

Fonte: http://blogdocitadini.com.br/?p=5774

Curta a página do Movimento Fiel Torcedor com direito a voto no Facebook.

796 visualizações e 76 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

x