Só não enxerga quem não quer ver...

Fórum do Corinthians
Tópico Épico Entenda as regras

Galvão #1.571 @galvaobueno em 04/11/2015 às 13:26

Pra quem não viu no redação SPORTV, Tostão, pra mim o melhor colunista de futebol.

Só não enxerga quem não quer ver

Em 2000, vi, pela primeira vez, o tal do “nó tático”, um chavão do futebol, tão falado na imprensa, dado por Tite, técnico do Grêmio, no grande estrategista Luxemburgo, treinador do Corinthians, na decisão da Copa do Brasil, no Pacaembu. Terminou 2 a 0 para o Grêmio. Poderia ter sido uma goleada. O Grêmio marcou por pressão, e o Corinthians não passou do meio-campo. Fiquei impressionado. Achei que Tite era o melhor técnico do mundo.


Anos depois, alguns torcedores do Atlético disseram que Tite foi o pior treinador da história do clube. Deve ser por causa do rebaixamento, em 2005.

Tite, em sua carreira, como todos os treinadores, teve sucessos e insucessos. Ele estudou, evoluiu. Como os técnicos são supervalorizados, nas vitórias e nas derrotas, ele, certamente, será ainda muito elogiado e criticado. Neste ano, o Corinthians foi eliminado da Libertadores (no momento em que o time era endeusado, como hoje), da Copa do Brasil, além de perder o Estadual.

Tite e Mano Menezes iniciaram, anos atrás, mudanças na maneira de jogar das equipes brasileiras. Antes, predominavam os chutões, os longos espaços entre os setores, a divisão no meio-campo entre os volantes que marcam e um único meia de ligação, o avanço dos laterais para jogar a bola na área, a marcação individual e muitas outras mediocridades. Paradoxalmente, foi a época dos supertécnicos. Falo disso há quase 20 anos. Não foi por causa dos 7 a 1.

O sistema tático com quatro defensores, dois volantes em linha, três meias e um centroavante (4-2-3-1), ainda chamado de “esquema da moda”, está ficando velho. Independentemente do desenho tático, o Corinthians e várias equipes da Europa jogam com apenas um volante, um centroavante e quatro jogadores entre eles, que marcam e atacam em bloco e que atuam de uma intermediária à outra. O Corinthians marca com cinco (Ralf e os quatro do meio) e avança com cinco (os mesmos quatro mais Vágner Love). Nessa formação, não há a chata e ineficiente troca de passes laterais entre os dois volantes.

O Corinthians e a maioria das equipes europeias não têm mais o clássico meia de ligação, único responsável pela armação das jogadas. Elias (ou Rodriguinho), Renato Augusto, Jádson e Malcom, pela esquerda, fazem essa função.

Outra qualidade do Corinthians é alterar, durante a partida, a marcação mais recuada para contra-atacar com a por pressão, como fez contra o Atlético. Isso evitou que o Galo pressionasse e tomasse conta do jogo.

Durante grande parte do campeonato, o Atlético era considerado o time mais encantador. Bastou perder o jogo e o título para acabar o encanto. O futebol brasileiro vive de rótulos. Agora, o time que joga bonito é o Santos, enquanto o do Corinthians continua sendo o pragmático.</CS>

O Corinthians, além e suas qualidades individuais e táticas, mostra, para quem sabe e quer enxergar, que jogar bem e bonito não é apenas usar de efeitos especiais. São bonitos também a aproximação dos jogadores, a troca de passes, a triangulação, a capacidade de defender e de atacar com vários jogadores e outros belos detalhes coletivos.

657 visualizações e 16 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Últimas respostas

Alcides Araújo #954 @cidao22 em 04/11/2015 às 22:53

Além de ser um cara que jogava muita, mais muita bola, é um cara que tem uma visão absurda sobre esquemas táticos e posicionamento. Infelizmente, uma pessoa séria e isenta, não possui tanto espaço na 'mídia' esportiva do Brasil pois, não a intenção de querer se aparecer.

Publicidade

Mauricio Di Santi #31 @mx1972 em 04/11/2015 às 18:24

Esse jogo que você falou foi a final da copa do Brasil de 2001, o jogo foi no morumbi e foi 3 a 1 para o grêmio.

Ali eu notei que um grande treinador poderia estar surgindo para o futebol, e surgiu mesmo.

Foi O Tite.

Fabinho Headbanger #191 @biozzy em 04/11/2015 às 17:48

Eu gostava do que o Tostão falava ou escrevia, mas confesso que faz algum tempo que não vejo ou leio mais nada do que ele faz.

Paulo Porsch #181 @paulo.porsch em 04/11/2015 às 17:44

Grande Tostão.

Faz falta na espn: poderia voltar lá pra ensinar os otários gagájano, todynho e kfuro a enxergarem futebol.

Daniel Ch Sccp #4.009 @danielch em 04/11/2015 às 17:38

Não entendi amigo! Vi que você postou a coluna do Tostão da fAlha de hoje.

Mas ele estava no redação? O que tem a ver o programa de TV com a coluna do Tostão?

Obs: O Tostão é disparado o melhor colunista de futebol do Brasil. Vale a pena ler tudo o que ele escreve!

Guilherme Oliveira De Castro #1.818 @guilherme.oliveira.d em 04/11/2015 às 17:22

Tite é um exemplo de humildade. Ganhou tudo pelo Corinthians, mas sabia que ainda podia crescer. Saiu para estudar e voltou chutando bundas. O 'empaTITE' e 'retranqueiro' esta ai de novo com encantando o pais. Não com um 'futebol arte', mas com um futebol técnico que vence e convence.

Espero mesmo que se o rendimento cair no futuro, não façam como em 2013. Pois naquele ano, o que vimos foi decepcionante. Mesmo ele já havendo faturado 2 títulos em 6 meses (paulista, recopa), teve sua competência contesta só por não estar tão vitorioso no brasileiro.

Importante ressaltar o apoio que o Tite tem do alto escalão. Pois sem isso, apos as derrotas no paulista e liberta, ele já estaria na rua. Isso também é o maior motivo do 7x1 na copa do mundo. Afinal todo mundo sabe que o Felipão era quase que fantoche da seleção...tudo bem que ele aceitou essa situação. Mas se ele pudesse agir mais livremente, não teríamos passado tanta vergonha.

Agora por favor, entregue logo a taça CBF

Arlindo Pereira Silva #404 @arlindo.pereira.silv em 04/11/2015 às 17:12

Lembrou bem, Gerson. Aquele derrota foi causada pela briga entre o Luxemburgo e o Marcelinho. O Corinthians perdeu a partida e a Copa do Brasil na noite anterior.

gerson #2022 @gneme em 04/11/2015 às 14:10

" "

O jogo citado foi na final da copa do Brasil de 2001 e acabou 3X1 para o Grêmio.

Lembro que aconteceu uma confusão durante a noite entre Luxemburgo e Marcelinho que dizem ter sido motivada por uma garota muito bonita.

Quanto ao restante do artigo do Tostão está perfeito como sempre.

Jonas Kamikaze #435 @jonaskamikaze em 04/11/2015 às 17:05

Tá aí o link:

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/tostao/2015/11/1701896-so-enxerga-quem-sabe-ver.shtml

Espero que os antis da ESPN (trajano, MCP, Juca, etc) que sempre pagam pau para o tostão... Tenham lido esse texto... E parem de desmerecer o Corinthians!

E reconheçam o nosso devido mérito!

José Pereira #21 @altaneiro em 04/11/2015 às 16:51

Simples e completo, em poucas palavras disse o que todos os outros não conseguem ou não querem enxergar!

Lucas Cortez #440 @lcortez em 04/11/2015 às 16:09

Esse texto soou como uma poesia para mim...

O fim dele resume perfeitamente isso...

1 a 10 de 15 respostas