Renato Augusto cogita Europa, Elias não descarta Europa, Felipe sonha com Europa...pqp

Fórum do Corinthians
Tópico Épico Entenda as regras

Murilo #1.850 @murilo.pierre.gabrie em 07/12/2015 às 18:09

Esse bando de jogador mercenário pensa que joga em time pequeno...Será que eles não aprendem com as experiências dos outros não?

Elias já deixou o Corinthians uma vez e foi pra Europa, para ser um fiasco lá...

Paulinho saiu do Corinthians em grande fase, e foi pra Europa e também se deu mal...

Guerrero em grande fase no Corinthians, decide 'mudar de ares', e foi para o Flamerda...ta a quase 200 dias sem marcar gols, e vai passar desse número, pois só falta a jogar ano que vem...

Leandro Castán, em grande fase no Corinthians, foi pra Europa e nunca mais ouvi falar dele.

Cléber havia se firmado na zaga finalmente, quando saiu pra Alemanha na primeira proposta que apareceu, e agora é esquenta banco lá.

Paulo André, era titular da nossa zaga, e decidiu ir pra França...Foi mal, e voltou para o Brasil para ser reserva no Cruzeiro.

Esses cara tem que entender, que jogar no Corinthians é uma honra pra eles...Acabaram de ser campeões, jogam em um time de estrutura de primeiro mundo, ano que vem tem Libertadores, se alguém pergunta pra eles se vai sair, tem que falar um NÃO na hr, não é deixar pra porcaria de empresário.Esses empresários só querem dinheiro, e fazem de tudo para sempre vender o jogador, pois por menos que seja a venda, eles tem uma comissão.

Renato Augusto não era ninguém na Europa, mais se machucava do que jogava, o Corinthians recupera ele, e quando ele finalmente consegue render o esperado, diz que 'não descarta sair'...Quem era o Elias antes do Corinthians? Corinthians descobriu ele, e quando ele saiu, foi um fiasco na Europa, só voltou a jogar bem aqui, e diz que 'futebol é dinâmico, então nunca se sabe'.

O Felipe até outro dia era contestado, e não servia nem para ser terceiro reserva, e agora sai falando que o Mônaco é um 'gigante' e que ele não vai descarta...Cara na boa, quem é Mônaco?

Eu fico de saco cheio desses jogadores mal agradecidos.

1.487 visualizações e 100 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Gustavo Rebouças #72 @gustavo.reboucas em 07/12/2015 às 19:54

Você deu uma exagerada também...

Elias foi um fiasco na Europa porque tentaram escalar ele como meia armador, e quando jogava como volante não tinha muito espaço pra sair como tem no Brasil.

Paulinho se deu mal porque entrou numa fase ruim, esse aí eu vi testarem ele até de centroavante e ele foi mal.

Leandro Castán logo que saiu do Corinthians se firmou como titular absoluto na Roma e foi eleito um dos melhores zagueiros do campeonato naquele ano... Até que no começo da temporada passada descobriu um tumor no cérebro e teve que ser operado as pressas. Voltou a jogar futebol só agora, nos últimos meses. Como a Roma contratou outros zagueiros, ele vem disputando posição com eles.

O Cléber começou como titular no Hamburgo, perdeu espaço por ser muito 'firulento' na zaga. Mas na atual temporada ele voltou a ser titular e vem jogando bem.

Paulo André não foi pra França, e sim pra China. Até onde eu sei, ele vinha sendo titular do Cruzeiro desde a chegada do Mano.

Tirando tudo isso, olhe pra situação do Brasil atualmente... Todo mundo quer vazar daqui cara, o país tá se afundando. Lógico que se surgir oportunidade eles vão querer voltar. Europa é um lugar muito melhor pra se viver. O André Santos mesmo aceitou ir jogar na segunda divisão da Suíça só pela qualidade de vida que ele tem lá, por exemplo. Sem contar que lá eles vão ganhar muito mais dinheiro. Então é lógico que eles sempre terão vontade de jogar lá.

Heptasemfax O Primeiro #47 @anderson.kullowisky. em 08/12/2015 às 08:30

Até eu sonho com Europa, de preferência o mais longe da Dilma, KKKKK...

Últimas respostas

Gustavo Rebouças #72 @gustavo.reboucas em 08/12/2015 às 18:33

Portugal com toda a sua crise é um dos países mais seguros do mundo, por exemplo.

Espanha idem.

Irlanda? Sério? Você já deu uma pesquisada pra saber como é lá? A Irlanda tem só o 2o maior salário mínimo da Europa, por exemplo. E o futebol deles é tão fraco que o Renato seria o novo Pelé por lá.

Desculpa, mas nenhum desses países que você citou tá pior que o Brasil. MAS NEM DE LONGE.

Patricia #5 @patriciafalcao em 08/12/2015 às 05:22

" " Não falava desses países, falava de espanha, Portugal, irlanda, inglaterra, italia, etc etc etc... Os únicos bem e que estão ajudando outros países são Alemanha e França.

Publicidade

Gustavo Rebouças #72 @gustavo.reboucas em 08/12/2015 às 18:30

Não acho ingratidão dos caras. Ingratidão foi o que um certo Peruano fez.

O próprio Renato já deu a entender que se ele sair, vai renovar o contrato dele antes para o Corinthians ganhar algo na transação, ele sabe a situação do clube e não quer deixar o time de mãos abanando. Isso se ele sair né...

Cláudio #276 @cmrodrigues em 08/12/2015 às 08:53

" "

Concordo um pouco com o autor do tópico, mas também concordo com os fatos que você. Falando como torcedor, passional, acho uma p*ta de uma ingratidão dos caras. Mas falando como homem, que quer o melhor para mim e para família, eu também desejo e muito ir para Europa. Por qualquer 50 reais a mais do que ganho hoje. Pelo menos lá tem qualidade de vida, educação, segurança, saúde. E tudo isso, serviço público. Impostos caros, mas você tem retorno.

Deco 20 #142 @deco20 em 08/12/2015 às 12:42

Concordo em partes contigo. Certamente esses casos deveriam servir de exemplo pros jogadores que estão em alta, muito devido ao Coringão. Mas temos que entender que as oportunidades de ser profissional e jogar em grandes times é tão remota, que quando ela aparece, o cara quer e na maioria das vezes merece aproveitá-la. E outra, uma coisa é um cara já rodado, tipo o Elias, que já foi pra fora, jogou em grandes clubes e tem uma carreira estabilizada, outra é um Felipe da vida, que nunca teve essa chance. Temos que analisar cada caso e pensar no benefício de todos: jogador, clube e torcida...

Lucas Batista #134 @.maisquelouco em 08/12/2015 às 10:37

Analise perfeita. Concordo com cada palavra.

Gustavo #72 @gustavo.reboucas em 07/12/2015 às 19:54

" "

Você deu uma exagerada também...

Elias foi um fiasco na Europa porque tentaram escalar ele como meia armador, e quando jogava como volante não tinha muito espaço pra sair como tem no Brasil.

Paulinho se deu mal porque entrou numa fase ruim, esse aí eu vi testarem ele até de centroavante e ele foi mal.

Leandro Castán logo que saiu do Corinthians se firmou como titular absoluto na Roma e foi eleito um dos melhores zagueiros do campeonato naquele ano... Até que no começo da temporada passada descobriu um tumor no cérebro e teve que ser operado as pressas. Voltou a jogar futebol só agora, nos últimos meses. Como a Roma contratou outros zagueiros, ele vem disputando posição com eles.

O Cléber começou como titular no Hamburgo, perdeu espaço por ser muito 'firulento' na zaga. Mas na atual temporada ele voltou a ser titular e vem jogando bem.

Paulo André não foi pra França, e sim pra China. Até onde eu sei, ele vinha sendo titular do Cruzeiro desde a chegada do Mano.

Tirando tudo isso, olhe pra situação do Brasil atualmente... Todo mundo quer vazar daqui cara, o país tá se afundando. Lógico que se surgir oportunidade eles vão querer voltar. Europa é um lugar muito melhor pra se viver. O André Santos mesmo aceitou ir jogar na segunda divisão da Suíça só pela qualidade de vida que ele tem lá, por exemplo. Sem contar que lá eles vão ganhar muito mais dinheiro. Então é lógico que eles sempre terão vontade de jogar lá.

Andre Pereira Moreira #170 @deda11 em 08/12/2015 às 10:22

Elias e Renato não descordo desse próposito de Europa, chegaram no auge Seleção Brasileira

Mas o Felipe de contestado a um bom zagueiro até o momento, não se firmou ainda entre os melhores zagueiros do Mundo ou Brasil

Na Europa podera ser mais um esquecido

Felipe Rossetto #2.248 @rossetto47 em 08/12/2015 às 10:16

Europa né man, viver longe da Dilma e de todas essa corrupção e violência..

Flávio I. #55 @issao em 08/12/2015 às 10:14

O Gustavo falou tudo e mais um pouco no comentário dele. Mas só queria destacar a questão da qualidade de vida: a boleirada também pensa nas suas famílias e condições de viver melhor. E nisso infelizmente não estamos em muitas condições de competir com a Europa, onde vão ganhar em Euros e ter um custo de vida menor, mais segurança, mais tranquilidade para ir e vir, etc, etc...

E outra, eu não condeno jogador que esteja jogando em alto nível aqui e queira crescer na carreira. O cara vai para a Europa com o sonho de chegar lá, mostrar o que fez por aqui (ou melhor), chegar à seleção, chegar a uma Champions, quem sabe ganhar uma Champions...

Enfim, se for para saírem agora, que sejam felizes. O Corinthians vai continuar aqui, e isso é o que importa.

Oilson Amorim Dos Reis #5 @reyes em 08/12/2015 às 10:11

Tem que saber se a Europa vai querer eles, pois a maioria já esteve por lá e não deixou saudades.

Aislan Jair Pinapho #541 @aislan.babe em 08/12/2015 às 10:06

Acho que não dá pra ver com este radicalismo todo cara. Europa não é só uma questão de jogar em time grande ou ser titular ou reserva, tem a questão do conforto, da segurança, co aprendizado de uma nova cultura. Isso sem contar no fator financeiro, já que eles levam 15% do valor de cada transação.

Infelizmente não existe mais este negócio de amor a camisa. Mesmo nosso querido Marcelinho Carioca já nos deixou uma vez para ir para o Valência, onde nem relacionado era.

Amor a camisa só existe quando um jogador chega no clube, onde precisa dar uma entrevista para fazer média com a torcida, e 100% deles afirmam que querem fazer história com a camisa do time ou se aposentar ali. Passados uma ou duas temporadas, especialmente próximo ao vencimento de contratos, começam com esta história de Europa.

Por outro lado, penso também que os torcedores em geral também estão mal acostumados, justamente porque achamos que os caras não tem direito de melhorar seu contrato. Veja o caso do Ralf, penso que poucos torcedores tem informação privilegiada de quais realmente são os termos da negociação da renovação dele, mas grande parte dos integrantes aqui do fórum já chamam o cara de mercenário, com aquela conversinha fiada de 'quem era o Ralf'. A verdade é que amor a camisa não paga impostos e não bota comida na mesa. Todo trabalho deve ser remunerado. Além do mais, sempre colocamos a culpa nos jogadores, mas para o Clube vender jogador é super importante para manter as contas em dia.

Maria Das Graças #2 @gracinhado.timao em 08/12/2015 às 09:53

É agora todos querem deixar na mão o time.