Alessandro: ídolo verdadeiro e herói em extinção. - Por Ricardo Taves

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Gabriel #385 @gabriel1709 em 20/05/2013 às 21:50

Em 17 de janeiro de 2008 quando o Corinthians estreou no Campeonato Paulista daquela temporada, Alessandro fez seu primeiro jogo no Timão. Diferente dos anos seguintes usou a camisa cinco. Cinco de volante, de quem iria compor o meio-de-campo, como fez naquela oportunidade junto a Perdigão, já que Eduardo Ratinho foi o titular pela lateral.

Bastaram dois jogos para Mano Menezes mudar a formação. Depois do revés contra o São Caetano na segunda rodada, Alessandro assumiu a lateral contra o Paulista na rodada seguinte e de lá nunca mais saiu. São 234 jogos e cinco temporadas completas. A sexta caminhando e importantes conquistas. No primeiro ano, além do vice da Copa do Brasil, esteve presente no título do acesso. Em 2009 foi campeão estadual e da Copa do Brasil, passou pelo perrengue do centenário, sobreviveu ao desastre do Tolima e ergueu o Brasileirão de 2011, a Libertadores e o Mundial de 2012, além do Paulistão de 2013. Um currículo de muito respeito.

Respeito que sempre teve com a nossa camisa. Foi de Alessandro o gol contra o Palmeiras, dias depois de o Timão cair na Colômbia, que deu a vitória e talvez sobrevida a Tite no comando da equipe. Foi ele que teve brio para empurrar a placa e mandar a torcida palmeirense para o inferno (para dizer de forma educada).

Futura Press

Em 2010, quando o Corinthians lançou a camisa roxa do “Espírito Guerreiro”, aquela com uma cruz, foi Alessandro o escolhido para simbolizar a frase da campanha. Não foi por acaso.

Muitos jogadores chegaram ao clube desde o rebaixamento. Precisamente 82. A maioria deles se foi, outros poucos permanecem, mas como titular apenas ele.

Muitos leitores e seguidores deste blog estão na adolescência. Tinham cinco, seis, sete ou oito anos quando Alessandro começou a trilhar seu caminho com a camisa corinthiana. São líderes da campanha para que perca a sua titularidade.

Os já adultos desde então, também não querem mais que o camisa dois permaneça na equipe. Pregam a coerência de Tite para o caso.

Em minha opinião o tempo de Alessandro no Corinthians não passou, mas a titularidade sim. O cara do grupo, aquele que tem a voz mais forte, que coloca no lugar um argentino que chega aqui falando pelos cotovelos e que segura às pontas nas horas mais difíceis, infelizmente está chegando ao final da sua carreira. Serão pouco mais de seis meses até o término do Brasileirão e a partir disso Alessandro será história.

Hoje, reconheço, gostaria de ver Edenílson atuando em seu lugar. Acho que o cara está melhor fisicamente, em melhor fase técnica e por merecimento deveria ser escalado.

O que não significa que quero Alessandro fora.

É hora de o guerreiro dar seu último suspiro. Se preparar para o último ato. Correr atrás do prejuízo, treinar mais se for preciso, se esforçar mais se assim for necessário e ajudar o Corinthians na busca por mais três taças que podemos conquistar em 2013.

Rala, guerreiro. O verdadeiro heroísmo consiste em persistir por mais um momento, quando tudo parece perdido.

Mas não importa o que aconteça. Para mim, você já é um verdadeiro ídolo. Um verdadeiro herói.

Daqueles que honram nossa camisa ao extremo, lutam até o final e quando alguém quer estragar esse final, atirando sinalizadores para dentro do campo, é ele que vai e manda a coisa parar.

Não se enganem pela falta de palavras de Alessandro nos microfones. No lugar que ele precisa usar sua voz, ele usa. E com propriedade.

E mesmo na hora que quiserem sua saída, peçam com o respeito que ele merece. Fez por merecer.

http://globoesporte.globo.com/sp/torcedor-corinthians/platb

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Gustavo Rodrigues #1.309 @gustavosccp em 20/05/2013 às 23:43

Absolon Soares Da Silva #1.018 @absolonsoares em 20/05/2013 às 22:13

Fato Alessandro fará seus últimos jogos como profissional e se Deus permitir levantará os trofeus do BR-13, da Copa-BR e da Recopa!

Últimas respostas

Fernando Garro #725 @espartanoalvinegro em 21/05/2013 às 12:19

Cara sensacional...Ja tive a oportunidade de encontrar o capitão no elevador do meu predio, e sempre foi um cara solicito, educado...como um líder de verdade deve ser...Parabens a cronica, perfeita, e é um orgulho ter um líder como este defendendo as cores do Timão...A tempo dele esta mesmo no fim, e o mínimo que podemos fazer, é respeita-lo...Parabens a cronica, perfeita!

Publicidade

Andre Souza De Jesus @andreassouza em 21/05/2013 às 12:18

ótimo post para um excelente profissional que já deixou sua história registrada no Timão de uma maneira honrosa e magnifica. Torço para que ele continue trabalhando no Timão assim que se aposentar, pois, Alessandro sabe honrar a camisa do Timão e toda a torcida. #obrigadoalessandro

Joás Maia #4.246 @joas.maia em 21/05/2013 às 12:03

Estou contigo em tudo! O Guerreiro tem que ser respeitado e dar a devida honra que ele merece! Porem como titular já passou o tempo dele.

Me lembra a situação de Paolo Maldini no Milan, o cara era o CAPITÃO OFICIAL estando na reserva por 2 anos! Sempre respeitado e sempre com voz ativa no elenco.

Quem sabe o Alessandro n se torna um dirigente?

Geison Sartore Fernandes #5.077 @gesartore em 21/05/2013 às 11:48

O Alessandro representa a luta e a garra da nossa nação! 'Eternamente dentro dos nossos corações'!
Vai Corinthians!

Ms3_marcelo Pereira #1.376 @marceloprudente em 21/05/2013 às 11:14

O Alessandro esta mesmo ao seu final de carreira como o próprio já admitiu, mas como líder dentro de campo, merece respeito de toda torcida, parabéns Alessandro, e vamos conquistar esses troféus desse ano, ou pelo menos vamos lutar pra que aconteça, pois desde já considero também um ídolo do Corinthians!

Iuri B Candido #469 @iuri.candido em 21/05/2013 às 10:58

Felizmente não são todos os torcedores que só sabem avaliar o último jogo e a cada rodada agridem pessoas honradas com palavras injustas. As mudanças tem ocorrido de maneira natural, como devem ser, não é preciso apressar nada.

Manoel De Jesus Silva Lima #9.410 @albe.louco em 21/05/2013 às 10:58

Alessandro, herói CORINTHIANO!

Danilo Ramos #4.801 @dancarapuca em 21/05/2013 às 10:30

Nossa torcida infelizmente tem memória curta...

Quando pediam a cabeça dele, ele sempre deu a volta por cima. Ano após ano as pessoas querem ver ele longe do time dizendo que 'já deu'... O cara sempre se doou, foi do fundo do abismo até o céu com o nosso time e tem gente que valoriza muito mais outros jogadores que na primeira oportunidade vão embora... Eu já o xinguei e muito mas sempre esperei ele dar a volta por cima, e sempre FOI ASSIM!

Jogadores vão, o time fica e os ídolos se eternizam e pra mim ele será um ídolo que esteve presente em grandes momentos de alegria da minha vida!

Maxwell Dutra #530 @maxdutra em 21/05/2013 às 10:26

ídolos são assim como o Alessandro, Chicão, Ralf, Paulinho, Jorge Henrique... Eternamente fodas!

Ana Paula Araújo #9 @anapaulaaraujo em 21/05/2013 às 10:17

Alessandro = Ídolo