Neto é ídolo do Corinthians? Descubram nesse vídeo!

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

André #264 @andre.luis.santos.du em 02/01/2016 às 00:06

Sim, é um vídeo que eu fiz no meu canal, em um quadro onde eu vou homenagear todos os grandes ídolos da história do Timão!

721 visualizações e 23 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhor resposta

Samuel Souza Santos #1.947 @samuel.santos38 em 02/01/2016 às 00:19

Neto é ídolo sim e muito!

Últimas respostas

Luis Coryell #2.444 @coryell em 02/01/2016 às 20:57

Então André, como você mesmo disse, eu também não o conheço pessoalmente,

De repente, o cara é um sujeito legal, vai saber, né?

Mas, essa é percepção que eu tenho dele.

André #264 @andre.luis.santos.du em 02/01/2016 às 13:41

" "

A gente sempre tem que lembrar que o Neto comentarista é quase um personagem. Não o conheço pessoalmente, mas te digo que ele aparenta ser muito gente boa, ele fez muitos amigos no futebol e, muito pelo contrário, não aparenta ter esse sentimento de inveja que você tanto diz...

Publicidade

André Luis Santos Duarte #264 @andre.luis.santos.du em 02/01/2016 às 13:41

A gente sempre tem que lembrar que o Neto comentarista é quase um personagem. Não o conheço pessoalmente, mas te digo que ele aparenta ser muito gente boa, ele fez muitos amigos no futebol e, muito pelo contrário, não aparenta ter esse sentimento de inveja que você tanto diz...

Luis #2444 @coryell em 02/01/2016 às 11:05

" "

Para mim, é muito difícil separar criador e criatura, não consigo.

Não o considero meu ídolo, pode ser de outros corintianos, mas para mim, não.

Primeiro, porque o mau caratismo, o puxa-saquismo, a inveja falam mais forte e alto.

Cuspir na cara de outra pessoa, falar mal de pessoas e na frente das mesmas pessoas simplesmente arregar e a nitida inveja que sente de outros ídolos como Marcelinho Carioca e de potenciais ídolos do Timão como foi o caso do Tevez, afastam qualquer outro sinal ou resquicio de admiração que um ídolo despertaria em mim.

Pressupõe-se que um ídolo seja aquele cara admirado pelos seus colegas, respeitado pelos seus superiores e aquele formador de caráter e de cidadania em pessoinhas de menos idade.

Será que ele tem ou tinha esses requisitos à época?

Antes que digam que não o vi jogar...

Vi sim, acompanhei e muito o campeonato de 90.

E quer saber?

Exageram demais a participação dele.

Superdimensionam muito e para mim, quando me falam dele neste time de 90, tudo que me vem a cabeça é o Wilson Mano, Tupanzinho, Ronaldo e outros.

Foi importante sim, muito provavelmente o Timão não seria campeão sem ele, mas cada vez mais acredito que um cara sozinho não ganha campeonato.

Assim como Rivelino não foi o único culpado, se é que assim podemos dizer, em 1977, Neto não foi o único responsável em 90.

É muita injustiça com os demais jogadores de 90;

E até hoje, vive disso, e tem gente que bate palmas...

Falando um monte de besteiras e criando clima no Timão.

Então resumindo, foi importante em 90? Foi...mas ídolo?

Longe, muito longe disso.

Luis Coryell #2.444 @coryell em 02/01/2016 às 11:05

Para mim, é muito difícil separar criador e criatura, não consigo.

Não o considero meu ídolo, pode ser de outros corintianos, mas para mim, não.

Primeiro, porque o mau caratismo, o puxa-saquismo, a inveja falam mais forte e alto.

Cuspir na cara de outra pessoa, falar mal de pessoas e na frente das mesmas pessoas simplesmente arregar e a nitida inveja que sente de outros ídolos como Marcelinho Carioca e de potenciais ídolos do Timão como foi o caso do Tevez, afastam qualquer outro sinal ou resquicio de admiração que um ídolo despertaria em mim.

Pressupõe-se que um ídolo seja aquele cara admirado pelos seus colegas, respeitado pelos seus superiores e aquele formador de caráter e de cidadania em pessoinhas de menos idade.

Será que ele tem ou tinha esses requisitos à época?

Antes que digam que não o vi jogar...

Vi sim, acompanhei e muito o campeonato de 90.

E quer saber?

Exageram demais a participação dele.

Superdimensionam muito e para mim, quando me falam dele neste time de 90, tudo que me vem a cabeça é o Wilson Mano, Tupanzinho, Ronaldo e outros.

Foi importante sim, muito provavelmente o Timão não seria campeão sem ele, mas cada vez mais acredito que um cara sozinho não ganha campeonato.

Assim como Rivelino não foi o único culpado, se é que assim podemos dizer, em 1977, Neto não foi o único responsável em 90.

É muita injustiça com os demais jogadores de 90;

E até hoje, vive disso, e tem gente que bate palmas...

Falando um monte de besteiras e criando clima no Timão.

Então resumindo, foi importante em 90? Foi...mas ídolo?

Longe, muito longe disso.

Alex Bahu #20 @alexbahu em 02/01/2016 às 10:19

Vi muito o Neto jogar e vou ser sincero era um astro com a bola nos pés!

Injustiçado na seleção de 90.

Osvaldo #10 @osvaldoneto em 02/01/2016 às 09:57

Ele e o meu ídolo no esporte, e digo mais ele pra mim foi o melhor batedor de faltas de todos os tempos, e fico pensando por que os jogadores de hoje não consegue fazer o que ele fazia, será que e por falta de treino ou os goleiros estão melhores.

Felipe Lima Bezerra #1.047 @felipelouco em 02/01/2016 às 09:54

Nas bolas paradas o Neto foi gênio!

Adilson Avelino #1.770 @tatuado em 02/01/2016 às 09:18

Realmente ídolo vivi está época.. Inclusiva vi a cusparada dele no Juiz aparecido de Oliveira se não me engano..afffffffff o gênio indomável da #[email protected]%. Mas jogava de mais..

Renan Ferreira Da Silva #92 @fiel.renan em 02/01/2016 às 08:41

Neto é muito ídolo, um dos maiores de todos o camisa 10 do nosso primeiro brasileirão!

Neto Do Vale #929 @netozoio em 02/01/2016 às 08:31

Parabéns pelo vídeo

Ele é ídolo SIM!
Se fala besteira ou não na TV, é OUTRA história...
O que conta na minha visão / Opinião é que ele honrou nosso manto e nos ajudou e MUITO na conquista do primeiro Brasileiro.

Obrigado Neto!

José Pereira #37 @altaneiro em 02/01/2016 às 08:27

Eu vivi essa época, o Neto representou e muito com a camisa do Timão! Pra mim é um grande ídolo, e foi o grande responsável por ganharmos nosso primeiro brasileiro!