Analise do Rodriguinho - pelo Dassler Marques Do UOL, em São Paulo

Fórum do Corinthians
Tópico Épico Entenda as regras

Mikael #4.861 @mikael.freitas em 29/02/2016 às 11:23

Sei que a galera aqui não gosta do Rodriguinho, pelo futebol que ele apresentava (vem evoluindo e no meu ponto de vista, ao longo do ano vai evoluir mais), achei essa matéria sobre ele no Bol Esporte e achei interessante compartilhar com a galera, é um pouco extensão mais vale a pena ler.

Segue...

No Corinthians que se desenha para toda a temporada 2016, o toque de bola consciente de Rodriguinho é uma das novidades. Autor do gol da vitória sobre o Oeste no último sábado, o meia ratificou o que os primeiros jogos do ano indicaram: ele está entre aqueles em quem Tite confia para a reformulação do campeão brasileiro.

Rodriguinho está entre os três jogadores mais utilizados em 2016. Dos oito jogos da equipe, ele atuou em 90 minutos por seis e veio do banco no intervalo em outro. Foi preservado apenas uma vez. É neste momento, na avaliação de Tite, capaz de executar as três funções centrais do meio no sistema 4-1-4-1.

'Eu era um armador (ao longo da carreira). Agora, pelo esquema, é um pouco diferente', conta. 'Os meias fazem de área a área, eu tive que me adaptar um pouco e pelo esquema competitivo que o Tite tem, a gente tem que marcar um pouco mais. Tenho conseguido me adaptar bem', explicou.

Dados do Footstats mostram que, em média, Rodriguinho é o segundo melhor corintiano em fundamentos importantes. Ele é o vice-líder em finalizações, em dribles, em faltas sofridas e, principalmente, em passes certos. São 46,2 por jogo, o que mostra ser, ao lado do líder Bruno Henrique, quem dá o ritmo à equipe em vários momentos.

'Me sinto feliz de poder estar sendo importante no começo de temporada. Espero manter o nível para que possa jogar o ano inteiro. Nas outras passagens, eu não tive tantas oportunidades como agora. Fico feliz de ter ganhado a confiança do Tite e estar ajudando a equipe', contou o jogador contratado em 2013 e que havia saído do Corinthians já no início do ano seguinte sem marcar nenhum gol.

Hoje, a adaptação feita com ele é uma das inspirações para Tite tentar repetir a dose com Guilherme. O meia ex-Atlético-MG é quem se imagina possa fazer a função de Renato Augusto no meio-campo que mantém a configuração de 2015. Se adaptar a jogar mais distante da área e a recompor mais rápido sem a bola são papéis que Rodriguinho, desde a reta final do ano passado, mostra ter concebido bem.

Reserva no Brasileirão, ele atuou como substituto de Elias em jogos emblemáticos da campanha do título, como as vitórias por 6 a 1 sobre o São Paulo e 3 a 0 sobre o Atlético-MG em Belo Horizonte. Hoje, cada vez mais consolidado, também pode atuar pelo lado esquerdo, como fazia Renato Augusto, ou até em momentos pontuais ser o volante mais recuado. Foi assim que Tite apostou em Rodriguinho nos minutos finais do empate contra o São Bento na quarta passada.

Fonte: //zip.net/bcsXV6

1.234 visualizações e 43 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Silvio Serrano #2.402 @silvio.serrano em 29/02/2016 às 11:34

Matéria muito boa, tenho visto o Rodriguinho jogar e não acho que seja tão ruim quanto muitos no fórum tem falado. Vamos deixá-lo crescer naturalmente e com certeza ele responderá aos descontentes com belas atuações e com vitórias.

Rodrigo Silveira #2.795 @rodrigo.silveira1 em 29/02/2016 às 11:31

Jogou bem e foi muito útil o ano passado no brasileiro, e está muito bem no paulista também, somente acho ele muito fraco fisicamente, não consegue proteger a bola com o corpo, qualquer trombada ele acaba perdendo a bola, acho que por isso ele rende muito mais jogando mais recuado.

Últimas respostas

Arthur Tonon #123 @arthurcorinthiano em 29/02/2016 às 16:13

Muito interessante a matéria, na minha definição o Rodriguinho é um jogador mediano, que tem um ou outro lance que se destaca

Publicidade

Luiz Henrique #7.600 @luizinhoh11 em 29/02/2016 às 16:09

Tocando pra tráse pros lados fica fácil... Esse cara não serve pra ser titular do Corinthians

Alexander Dugan #272 @alexdugan em 29/02/2016 às 16:02

Boa analise

Ademir Infante Filho #212 @infante em 29/02/2016 às 15:27

Rodriguinho é bom jogador. Oscila em um jogo ou outro, mas no geral, colabora bem com o time. Não o vejo como titular ideal pra toda a temporada, mas, no momento, tem que ser titular, sim.

Wildson Gomes #306 @wildson.gomes.pinto em 29/02/2016 às 15:25

Pra tocar a bola pra trás em 95% das vezes fica fácil pra dá passes certos, cadê as enfiadas de bola, os cruzamento perfeitos e os chutes de meia distância... Dificilmente acerta o gol. Mais fazer o que se não tem outro vai ele mesmo.

Daniel Ciglione #4.953 @daniel.ciglione em 29/02/2016 às 15:19

Cara, eu não entendo essa perseguição ao Rodriguinho no Fórum, tenho achado ele um dos melhores jogadores desde o fim do ano passado, e diferente do Lucca, manteve o nível o nesse início em praticamente todas partidas.

Já vi muita gente falando que ele toca pra trás demais, mas cara, ele num é o Renato Augusto nem o Jadson, num vai ficar dando caneta e batendo falta no ângulo, na proposta de jogo do Tite, que é posse de bola no campo adversário, até surgir uma brecha, ele e o BH tem sido jogadores essenciais, ambos raramente perdem a bola... E se pra mim, o Luciano hoje é o melhor finalizador do elenco, Rodriguinho é o segundo melhor... Entre ele, Romero, Danilo e Lucca, que teoricamente substituíram os que foram embora, ele na minha escalação hoje é o único que continuaria... Romero perdeu para o G. Augusto, Danilo para o André, eu colocaria Luciano na direita e G. Augusto na esquerda, Rodriguinho e Elias armando o meio e André na frente... Tchau Lucca, obrigado por tudo e vá com deus

Ragnar Maloqueiro #73 @fielbsb em 29/02/2016 às 14:56

Rodriguinho tem muita dificuldade de receber a bola de costas e criar a jogada como um meia clássico...Não é um meia de condução, porque não tem força e técnica pra isso...

Acho que ele rende mais jogando como segundo volante, onde ele pega a bola de frente e tem um passe razoável pra executar as jogadas...preenche bem os espaços ajudando na marcação também.

Mikael #4861 @mikael.freitas em 29/02/2016 às 14:38

" "

Na minha opinião, nesse esquema ele ainda joga como meia, mas não um meia de criação, como era o renato e o Jadson. Ele e o Elias pra mim são meias mas sem tanta responsabilidade de 'criar as jogadas'. O que o Tite vê muito nele hoje é a versatilidade dele de jogar nessa posição (que ele tem um rendimento melhor) e nas outras que Jadson e Renato ocupavam, mas nessa também acho que ele não tem cacife pra jogar...

Daniel Moraes #2.234 @daniel.moraes4 em 29/02/2016 às 14:39

E você acha que se ele errar de novo este ano, vão perdoar? Não vão não, inclusive eu.

J. #937 @palencia em 29/02/2016 às 13:37

" "

Eu também gosto e é justamento do que estou falando, a torcida cria antipatia por 1 ou 2 jogos que o cara tenha falhado, ou mesmo pela falta de oportunidades (O Romero, até este ano não tinha tido nenhuma sequencia de mais de 2 jogos) e estigmatiza o jogador.

O Felipe demorou 2 anos para perder a fama de grosso e mesmo assim quando falhou contra o Guarani no ano passado teve muita gente que voltou a pedir a cabeça dele.

Mikael Freitas #4.861 @mikael.freitas em 29/02/2016 às 14:38

Na minha opinião, nesse esquema ele ainda joga como meia, mas não um meia de criação, como era o renato e o Jadson. Ele e o Elias pra mim são meias mas sem tanta responsabilidade de 'criar as jogadas'. O que o Tite vê muito nele hoje é a versatilidade dele de jogar nessa posição (que ele tem um rendimento melhor) e nas outras que Jadson e Renato ocupavam, mas nessa também acho que ele não tem cacife pra jogar...

Ragnar #73 @fielbsb em 29/02/2016 às 14:22

" "

O Rodriguinho tem que agradecer muito o treinador, fez ele sair de um meia fraco e inoperante, pra se tornar um bom e util segundo volante.

Daniel Moraes #2.234 @daniel.moraes4 em 29/02/2016 às 14:37

Não sei quem é pior esse dassler ou o Rodriguinho.