A proibição do empréstimo do Fiel torcedor

Fórum do Corinthians
Tópico Épico Entenda as regras

Artur #3.077 @arturgomes78 em 02/03/2016 às 15:15

Fieis,

Fiquei revoltado com essa notícia de que não se pode mais emprestar o Fiel Torcedor. A administração do estádio parece que escolheu um ÚNICO caminho para arrecadar mais: extorquir os fanáticos e apaixonados pelo time. Corinthiano paga mensalidade, paga caro pra entrar e ainda não pode ir com os amigos?

Essa restrição ABSURDA não leva em conta que temos a maior média de público do Brasil e só não é maior porque os preços do setor oeste são incompatíveis com o perfil do público que frequenta a Arena. As organizadas cobram ingressos mais baratos e esses incompetentes querem impedir mais corinthianos de ir ao estádio.

Se a preocupação desta administração é aumentar a arrecadação, por que eles não tomam uma dessas medidas:

– Reduzir as despesas do estádio. Que custo operacional é esse de R$ 1 milhão? Para quem vai esse dinheiro? Que palhaçada é essa?

– Cadê as outras atividades da arena? Onde estão as feiras empresariais, os eventos? Que empresa do mercado foi contratada para fazer isso? Ou são nossos 'competentes' cartolas que estão responsáveis por isso?

– Parece piada, mas... Cadê os Naming Rights?

– O estádio não vai lotar hoje porque os preços do Oeste Inferior são um absurdo. Por que não reduzir os preços e atrair mais gente para o estádio?

Infelizmente, quem está no comando da Arena parece estar comprometido com o erro e a injustiça. Sejamos profissionais, valorizem quem são os frequentadores do estádio. Ingressos mais baratos já! A fiel não é trouxa.

774 visualizações e 87 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Últimas respostas

Patric Breda #849 @patric em 03/03/2016 às 10:00

Basta limitar o número de empréstimos por ano. Basta Cadastrar pra quem será emprestado. É tão simples resolver. Ninguém sairia no prejuízo, inclusive o clube que é o mais importante.

Tadeu #3130 @tmdavid1978 em 03/03/2016 às 08:45

" "

Velho concordo em partes! A questão do empréstimo do cartão é praxe em todos os programas de clubes semelhantes, isso inibe uma possível clonagem e claro incentiva a adesão de novos sócios ao programa, levando em consideração o sistema de liberação de ingressos para venda não é justo com todos os demais associados o empréstimo que pode carregar uma pontuação alta face a rotatividade. De fato, ainda existe muito a se fazer em relação a Arena, falta a melhor exploração do espaço com restaurantes, visitação do público, migrar o memorial para lá e por ai vai! Sem contar que o contrato com a administradora do cartão é um tanto quanto desvantajoso!

Publicidade

Marcio Humberto @marciohum em 03/03/2016 às 09:05

Se não pode emprestar então não deveriam fazer venda de ingressos com tanta antecedência. Comprei dois jogos do paulista ano passado, e por um imprevisto na empresa tive que viajar por um mês. E ai como fica? E se tenho um imprevisto, um problema de saúde, perco o dinheiro? Não posso emprestar pra um irmão, parente? Já que querem impor essa regra, então deveriam pensar também no torcedor, não apenas impor uma regra unilateral que favorece apenas um lado.

Thiago #1534 @thiago1982 em 03/03/2016 às 08:50

" "

Concordo: Que a administração do estádio está péssima, não trazem novas fontes de receita, camarotes vazios e o tal NR com 05 anos de atraso...

Discordo: você emprestaria sua mulher para seu amigo? O cartão do FT é pessoal e intransferível. Infelizmente, o futebol moderno minou muita gente de ir juntos aos jogos e a tendência em jogos de Libertadores sobretudo nas fases de mata mata, só irem FT e com alta pontuação nos lugares mais baratos. A intensão é ser o maior sócio torcedor do mundo e por isso dessa restrição e claro, mina o tal 'jeitinho brasileiro'

José Pereira #36 @altaneiro em 03/03/2016 às 08:55

Quem recebe o cartão emprestado de certa forma está lesando o programa do FT e os seus associados, não é justo uma pessoa que não é sócia usufruir de privilégios que os que não são sócios não podem usufruir, pois a pessoa que é sócia e empresta o cartão se vale de seus pontos ganhos dessa forma injusta pra estar na frente de outras que contribuem com o programa. Esse tema é muito controverso, mas não acho totalmente errada a proibição, são necessários alguns ajustes ainda!

Tadeu Marcel David #3.130 @tmdavid1978 em 03/03/2016 às 08:51

Então aqui também é um ponto de melhoria, demoram muito para disponibilizar as reservas não confirmadas a outros usuários, essa é origem desses 'achados', via de regra o que sobre para bilheteria é o lado OESTE. Essa questão da distância também é algo a se pensar, uma ideia seria a do valor que é pago mensalmente (por exemplo R$ 10) ser carregado como crédito e pode ser utilizado na compra do ingresso, assim, aqueles que quiserem ajudar mesmo estando longe podem porque não programar um jogo especifico e conhecer a Arena.

Rodrigo #1850 @rodrigaviao em 02/03/2016 às 17:26

" "

Tinha por 50 no norte, desculpe, na bilheteria da Arena no dia do jogo, com direito a meia por 25

http://www.corinthians.com.br/noticias/ver/58747#.VtdMPvkrLIU

Thiago Sanchez #1.534 @thiago1982 em 03/03/2016 às 08:50

Concordo: Que a administração do estádio está péssima, não trazem novas fontes de receita, camarotes vazios e o tal NR com 05 anos de atraso...

Discordo: você emprestaria sua mulher para seu amigo? O cartão do FT é pessoal e intransferível. Infelizmente, o futebol moderno minou muita gente de ir juntos aos jogos e a tendência em jogos de Libertadores sobretudo nas fases de mata mata, só irem FT e com alta pontuação nos lugares mais baratos. A intensão é ser o maior sócio torcedor do mundo e por isso dessa restrição e claro, mina o tal 'jeitinho brasileiro'

Tadeu Marcel David #3.130 @tmdavid1978 em 03/03/2016 às 08:45

Velho concordo em partes! A questão do empréstimo do cartão é praxe em todos os programas de clubes semelhantes, isso inibe uma possível clonagem e claro incentiva a adesão de novos sócios ao programa, levando em consideração o sistema de liberação de ingressos para venda não é justo com todos os demais associados o empréstimo que pode carregar uma pontuação alta face a rotatividade. De fato, ainda existe muito a se fazer em relação a Arena, falta a melhor exploração do espaço com restaurantes, visitação do público, migrar o memorial para lá e por ai vai! Sem contar que o contrato com a administradora do cartão é um tanto quanto desvantajoso!

Gustavo Alexandre #951 @gustavo.alx em 03/03/2016 às 08:41

Em um show, cinema, teatro etc você pode repassar seu ingresso para algum amigo desde que não seja meia entrada.

A diretoria está proibindo porque o fiel torcedor tem desconto na compra e por isso não é justo compartilhar o cartão que só rende uma anuidade.

Porém é necessário que se crie uma forma de repassar esse ingresso de forma que ninguém saia prejudicado.

Silvio Takahata #677 @saboten em 03/03/2016 às 08:33

Aqui no Japão eles vendem ingressos em lojas de conveniencia.Sao milhares espalhadas pelo Japão, todos os precos possiveis, setores, etc...quem quer mais luxo e lugar melhor e tem bufunfa, compra a qualquer hora.Se nw puder ir, passa pra alguém e isso, paga o preço quem quer!Ou seja, paga mais quem for idiota..ta certo que no Brasil o esquema é outro, mas existem os cambistas porque tem os compradores.Sou a favor de acabar com o ft e encontrar solucoes para vendas comuns, nw favorecendo ninguém.Iria ao jogo quem nw dormisse no ponto e pagasse o valor, simples assim!

Olhem só, no mundial, qd abriram a venda online, eu garanti meus ingressos sem maiores problemas ou burocracia.Passado o tempo necessário, era necessário ir a alguma loja e apresentar o protocolo...bem simples, nw tiraram meus rins, quem tinha que ganhar ganhou($$$)torcedores ficaram felizes e campeões hehehehe

Paulo Sergio Gomes #157 @paulogol em 03/03/2016 às 08:24

É disso que estamos falando, achar uma maneira de não perder o dinheiro do ingresso. Mas passar sem qualquer identificação de quem vai no lugar de quem comprou ai não pode mesmo.

Artur #3077 @arturgomes78 em 02/03/2016 às 16:56

" "

Uai, se então fosse esse o objetivo, por que o clube não oficializa uma maneira de repassar o ingresso para um familiar ou um amigo? Ou mesmo que centralize essa 'comercialização'? Sabe quem faz isso? O Barcelona, amigo.

Paulo Sergio Gomes #157 @paulogol em 03/03/2016 às 08:23

Boa alternativa também.

ODaniL #907 @daniellima em 02/03/2016 às 17:16

" "

Sim, você tem razão, mas essa transferência abre margem ao cambismo. Quem garante que essa transferência se deu pela boa fé ou não? Quem garante que a pessoa que esta transferindo não esta ganhando um dinheiro adicional ao preço do ingresso? Como não existem garantias o correto nesses casos é que o cliente que comprou e não puder ir consiga liberar (abrir mão) o ingresso e ter credito para um próximo jogo e que o ingresso volte a ser disponibilizado para compra via FT ou bilheteria.