Corinthians ficou no quase!

Fórum do Corinthians
Tópico Épico Entenda as regras

Deivid #197 @deivid.perez em 12/11/2016 às 09:54

Quase, quase podemos ver a mídia se rendendo ao poder do SCCP, já pensaram se Paulinho, Renato, Gil estivessem aqui, com Tite?

Chegamos tão alto, e não foram capazes de manter o padrão, quanta tristeza de ver que o Corinthians dá condição física a jogadores desacreditados, transforma jogadores de Bragantino em monstros da bola, dá estrutura e possibilidade de um treinador ser um dos maiores do mundo, e depois de tudo isso colocam nossas finanças no vermelho, o nome da instituição em destaque em esquemas de corrupção, lamentável!

Será que um dia tornaremos a ser o que o breve passado fomos?

1.752 visualizações e 48 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Últimas respostas

Anisio Molim #93 @amoamolim em 22/11/2016 às 12:51

Parafraseando o inútil Roberto Carlos (cantor); 'Foram muitas emoções'kkkkk

mauricio #28 @mx1972 em 20/11/2016 às 11:15

" "

https://www.youtube.com/watch?v=MJOgE-qg_N0 Craques do passado - Tião - Volante do Corínthians - Década de 70 - YouTube Craques do passado - Tião - Volante do Corínthians - Década de 70 - YouTube Perfil deste jogador que uniu técnica e garra com a camisa Corintiana. Imagens: TV Cultura. youtube.comyoutube.com

https://www.youtube.com/watch?v=sF-JJuF3KCk Corinthians 5 x 1 Santos - 16 / 08 / 1987 ( Semi-Final Paulista 1ºJogo ) - YouTube Corinthians 5 x 1 Santos - 16 / 08 / 1987 ( Semi-Final Paulista 1ºJogo ) - YouTube youtube.comyoutube.com

Publicidade

Anisio Molim #93 @amoamolim em 22/11/2016 às 12:48

Kkkkkkkkkkk, eu gostei mais do outro que esteve por aqui em 2009.kkkkkk

mauricio #28 @mx1972 em 20/11/2016 às 11:05

" "

https://www.youtube.com/watch?v=W2ZWIhtN3co Craques do passado - Ronaldo - Ponta direita do palmeiras - Década 70 - YouTube Craques do passado - Ronaldo - Ponta direita do palmeiras - Década 70 - YouTube Perfil do jogador mineiro que jogou no palmeiras, na Academia da década de 70. Primo de Tostão, ele era conhecido como um jogador de sorte, pois conseguiu se... youtube.comyoutube.com

Anisio Molim #93 @amoamolim em 22/11/2016 às 12:46

O Matheus tinha a ingenuidade do futebol honesto, com dirigentes honrados, em pleno futebol amador. Óbvio, que era uma grande utopia.

Os caras eram amadores, mas, com muita experiência em avançar nos cofres do clube, pois, como era uma entidade associativa, que paga poucos impostos, e são isentos de mais uns tantos, o controle contábil era muito ineficiente, e bem amador também. Se fazia a contabilidade em livros de entradas e saídas, como as empresas nos anos 40/50/60.

O Jornalismo, não entrava de sola nas informações de bastidores e principalmente não se tinha a real consciência das receitas do clube, que muitas delas vinham da área social, pois, até os anos 80 +ou-, o sócio patrimonial, vivia os seus fins de semana dentro do clube, por lá é que havia entretenimento para toda a família, principalmente as piscinas.

Ficava eminentemente impossível dar um mergulho nas piscinas de fins de semana ensolarado. Kkkkk

Uma época muito diferente com a de hoje. O parque São Jorge continua com os seus equipamentos de entretenimento esportivo, e não tem gente para utilizá-lo.

Se hoje existe 5 mil pagantes de manutenção do clube, deve ser muito. O clube Juventus na Moóca, também está as portas da falência em função disso. Foi o maior clube do continente, em torno de 150 mil sócios patrimoniais, e hoje não tem mais do que 5 mil pessoas aficionadas.

E isso não dá receita suficiente de sobrevida, pra nenhum clube com sócios patrimoniais. Essa é a realidade.

Esse confronto com o Flamengo no primeiro turno, foi o Flamengo que meteu 4x1 no Corinthians no Maracanã, e no Morumbi, o Corinthians deu o troco.

Nessa época houve vários confrontos entre eles e era assim; Flamengo no Maracanã e o Corinthians no Morumbi, por isso é que diziam que eram os dois melhores times brasileiros da época, só que o Flamengo ganhou mais título que o Corinthians, inclusive Brasileirão, uma Libertadores e uma copa do Jeep.

O Corinthians ficou somente em 3 paulistas na era Sócrates. Só que a melhor dupla de ataque, depois de Péle é Coutinho, foi Sócrates e Palhinha, não sou que quero assim, foi a imprensa na época que dizia isso.

mauricio #28 @mx1972 em 20/11/2016 às 11:01

" "

Essa questão de nostalgia é um negócio muito sério. Às vezes eu até chego a dizer que gostaria de ter vivido em outra época. Assim como você (importante você dizer isso) também não me identifico com os valores veiculados no mundo de hoje. Percebo que nos últimos 25 anos, principalmente (início dos anos 90 pra cá) o mundo mudou muito não somente no âmbito tecnológico, mas também no âmbito dos valores, conceitualizações. Eu entendo que tais mudanças foram para pior em muitos aspectos. Essas mudanças, na realidade, foram se depurando e se massificando mais e mais ao longo das últimas duas décadas.

Essa história de Vicente Matheus em 74 eu cheguei a ouvir. A diretoria do verde propôs ao Matheus tal acordo, etc. Vicente Matheus não teria aceitado. O Brito, zagueiro do Timão nessa final, disse que gostou muito de trabalhar com Vicente Matheus, mas que ele era um pouco ingênuo em algumas questões. Brito ainda diz que faltou alguma coisa 'extra campo' para o Corinthians. É interessante que, quando Brito dá essa entrevista, ele começa a falar e para num certo ponto. Talvez para não falar demais. Ele diz que sofreu muito com aquela derrota.

Você fechou os olhos no arremate de Ronaldo. Interessante que esse Ronaldo foi companheiro de Vaguinho e Buião no atlético MG. Ele, inclusive, menciona isso. Vaguinho e Buião vieram posteriormente para o Corinthians. Ronaldo poderia ter vindo para o corinhians também, assim não faria esse gol em cima do Timão kkkkkk. Mas fico imaginando você, meu pai e outros que conheci, saindo do morumbi após aquela derrota. Deve ter sido um horror!

Em 1982, quando o Corinthians ganhou o 1º turno, a exemplo do que ocorreu em 74, Zé Maria que participara das duas campanhas (74 e 82), disse na ocasião que dessa vez (1982), o Corinthians não deixaria o título escapar, pois tinha um grupo muito mais maduro e focado do que o grupo de 1974. Aliás, aquele foi o último do Zé Maria, ele era reserva do Alfinete, lembro-me bem. Em 83, Zé Maria chegou a dirigir o time num curto espaço de tempo. Nesse ano de 83, lembro que fizemos 4 a 1 no Flamengo, eu estava no morumbi com meu pai (02 gols de Sócrates e 02 gols de Zenon), o treinador nessa oportunidade era Zé Maria.

Mauricio Di Santi #28 @mx1972 em 20/11/2016 às 11:15

https://www.youtube.com/watch?v=MJOgE-qg_N0 Craques do passado - Tião - Volante do Corínthians - Década de 70 - YouTube Craques do passado - Tião - Volante do Corínthians - Década de 70 - YouTube Perfil deste jogador que uniu técnica e garra com a camisa Corintiana. Imagens: TV Cultura. youtube.comyoutube.com

https://www.youtube.com/watch?v=sF-JJuF3KCk Corinthians 5 x 1 Santos - 16 / 08 / 1987 ( Semi-Final Paulista 1ºJogo ) - YouTube Corinthians 5 x 1 Santos - 16 / 08 / 1987 ( Semi-Final Paulista 1ºJogo ) - YouTube youtube.comyoutube.com

anisio #93 @amoamolim em 19/11/2016 às 13:44

" "

Esse jogo deu um susto nos brasileiros. Acho que teve até umas coisas de irregularidades a favor do Brasil. Peruzaço do Waldir Perez, mas depois, dois golaços de Sócrates e Eder.

Esse Eder era um grande jogador, ponta esquerda que fazia o quarto homem de meio campo e armava e criava as jogadas, dava muitas assistências, marcavam muitos gols, batia muito bem falta, era completo, embora, fio desencapado, sempre pedia para o meus Santos que dessem um jeito de ele ir para o Corinthians, mas, foi para o nosso maior rival. Palmeiras.

Jogou no Internacional de Limeira (antes do Palmeiras) e deu trabalho aos times maiores.

Mauricio Di Santi #28 @mx1972 em 20/11/2016 às 11:05

https://www.youtube.com/watch?v=W2ZWIhtN3co Craques do passado - Ronaldo - Ponta direita do palmeiras - Década 70 - YouTube Craques do passado - Ronaldo - Ponta direita do palmeiras - Década 70 - YouTube Perfil do jogador mineiro que jogou no palmeiras, na Academia da década de 70. Primo de Tostão, ele era conhecido como um jogador de sorte, pois conseguiu se... youtube.comyoutube.com

anisio #93 @amoamolim em 19/11/2016 às 15:58

" "

Bem, são muitas coisas a se comentar. Em primeiro lugar, eu gosto das coisas de outrora, pois, foram os meus valores de formação educacional e de personalidade, não posso jogá-los ao lixo.

Eu tenho uma contrariedade muito grande com os valores de hoje, por isso, defendo muitas coisas da época, isso pode parecer nostalgia, não sei, mas preservo bastante essas coisas.

Que não quer dizer que não faço as minhas reciclagens. Faço e com convicção. Na área política principalmente, pois, fui de esquerda com direito a carteirinha e tudo. Hoje não mais. Embora, continuo achando que a produção da riqueza deveria ser dividida igualmente com todos que a produz, e não dessa forma com hoje e historicamente vem se dividindo, onde os homens se diferenciam em classes, porque poucos ficam com muito e muitos ficam com pouco.

Essa desigualdade sempre serei contra, até os meus últimos segundos de vida.

O Tião era um bom meio campista, ao contrário do que muitos pensam, nessa época o 'centro médio' era um jogador de bloqueio e de saída de bola para o ataque também. Tião fez gols bonitos pelo Corinthians.

Em 1974, o Palmeiras era sim mais time no papel, mas, o Corinthians tinha aquela mística que acabou não prevalecendo, mesmo com 75% (no mínimo) da torcida no Morumbi, num jogo para 110 mil pagantes.

Outro detalhe, o Palmeiras estava quebrado e precisava de grana para pagar os salários e 13º, e rolou na época, em vista disso, que o presidente do Palmeiras propôs um acordo ao Vicente Matheus, que se o Corinthians dispusesse da Bilheteria para o Palmeiras, o Corinthians poderia ficar com o título, pois o título, não era a preocupação do Palmeiras, já que o Corinthians não ganhava um, desde 1954.

Dizem que o Vicente não topou e disse que iria ficar com a bilheteria e mais o título. O final disso já sabemos. Eu estava sentado na superior bem de frente ao gol do Butice. Fechei os olhos na hora em que a bola sobra para o ronaldo, um jogador mediano, era reserva do Palmeiras e acabou acertando um chute que o Butice com os dedos, até raspou na bola, mas, não defendeu. Foi em seu canto esquerdo.

Em 82, o São Paulo também tinha um grande time, mas o Corinthians de Sócrates e Cia, era um time seguro, gelado, tinha consciência da vitória no momento certo. Era cirúrgico, além de brilhante.

Mauricio Di Santi #28 @mx1972 em 20/11/2016 às 11:01

Essa questão de nostalgia é um negócio muito sério. Às vezes eu até chego a dizer que gostaria de ter vivido em outra época. Assim como você (importante você dizer isso) também não me identifico com os valores veiculados no mundo de hoje. Percebo que nos últimos 25 anos, principalmente (início dos anos 90 pra cá) o mundo mudou muito não somente no âmbito tecnológico, mas também no âmbito dos valores, conceitualizações. Eu entendo que tais mudanças foram para pior em muitos aspectos. Essas mudanças, na realidade, foram se depurando e se massificando mais e mais ao longo das últimas duas décadas.

Essa história de Vicente Matheus em 74 eu cheguei a ouvir. A diretoria do verde propôs ao Matheus tal acordo, etc. Vicente Matheus não teria aceitado. O Brito, zagueiro do Timão nessa final, disse que gostou muito de trabalhar com Vicente Matheus, mas que ele era um pouco ingênuo em algumas questões. Brito ainda diz que faltou alguma coisa 'extra campo' para o Corinthians. É interessante que, quando Brito dá essa entrevista, ele começa a falar e para num certo ponto. Talvez para não falar demais. Ele diz que sofreu muito com aquela derrota.

Você fechou os olhos no arremate de Ronaldo. Interessante que esse Ronaldo foi companheiro de Vaguinho e Buião no atlético MG. Ele, inclusive, menciona isso. Vaguinho e Buião vieram posteriormente para o Corinthians. Ronaldo poderia ter vindo para o corinhians também, assim não faria esse gol em cima do Timão kkkkkk. Mas fico imaginando você, meu pai e outros que conheci, saindo do morumbi após aquela derrota. Deve ter sido um horror!

Em 1982, quando o Corinthians ganhou o 1º turno, a exemplo do que ocorreu em 74, Zé Maria que participara das duas campanhas (74 e 82), disse na ocasião que dessa vez (1982), o Corinthians não deixaria o título escapar, pois tinha um grupo muito mais maduro e focado do que o grupo de 1974. Aliás, aquele foi o último do Zé Maria, ele era reserva do Alfinete, lembro-me bem. Em 83, Zé Maria chegou a dirigir o time num curto espaço de tempo. Nesse ano de 83, lembro que fizemos 4 a 1 no Flamengo, eu estava no morumbi com meu pai (02 gols de Sócrates e 02 gols de Zenon), o treinador nessa oportunidade era Zé Maria.

anisio #93 @amoamolim em 19/11/2016 às 15:58

" "

Bem, são muitas coisas a se comentar. Em primeiro lugar, eu gosto das coisas de outrora, pois, foram os meus valores de formação educacional e de personalidade, não posso jogá-los ao lixo.

Eu tenho uma contrariedade muito grande com os valores de hoje, por isso, defendo muitas coisas da época, isso pode parecer nostalgia, não sei, mas preservo bastante essas coisas.

Que não quer dizer que não faço as minhas reciclagens. Faço e com convicção. Na área política principalmente, pois, fui de esquerda com direito a carteirinha e tudo. Hoje não mais. Embora, continuo achando que a produção da riqueza deveria ser dividida igualmente com todos que a produz, e não dessa forma com hoje e historicamente vem se dividindo, onde os homens se diferenciam em classes, porque poucos ficam com muito e muitos ficam com pouco.

Essa desigualdade sempre serei contra, até os meus últimos segundos de vida.

O Tião era um bom meio campista, ao contrário do que muitos pensam, nessa época o 'centro médio' era um jogador de bloqueio e de saída de bola para o ataque também. Tião fez gols bonitos pelo Corinthians.

Em 1974, o Palmeiras era sim mais time no papel, mas, o Corinthians tinha aquela mística que acabou não prevalecendo, mesmo com 75% (no mínimo) da torcida no Morumbi, num jogo para 110 mil pagantes.

Outro detalhe, o Palmeiras estava quebrado e precisava de grana para pagar os salários e 13º, e rolou na época, em vista disso, que o presidente do Palmeiras propôs um acordo ao Vicente Matheus, que se o Corinthians dispusesse da Bilheteria para o Palmeiras, o Corinthians poderia ficar com o título, pois o título, não era a preocupação do Palmeiras, já que o Corinthians não ganhava um, desde 1954.

Dizem que o Vicente não topou e disse que iria ficar com a bilheteria e mais o título. O final disso já sabemos. Eu estava sentado na superior bem de frente ao gol do Butice. Fechei os olhos na hora em que a bola sobra para o ronaldo, um jogador mediano, era reserva do Palmeiras e acabou acertando um chute que o Butice com os dedos, até raspou na bola, mas, não defendeu. Foi em seu canto esquerdo.

Em 82, o São Paulo também tinha um grande time, mas o Corinthians de Sócrates e Cia, era um time seguro, gelado, tinha consciência da vitória no momento certo. Era cirúrgico, além de brilhante.

Anisio Molim #93 @amoamolim em 19/11/2016 às 15:58

Bem, são muitas coisas a se comentar. Em primeiro lugar, eu gosto das coisas de outrora, pois, foram os meus valores de formação educacional e de personalidade, não posso jogá-los ao lixo.

Eu tenho uma contrariedade muito grande com os valores de hoje, por isso, defendo muitas coisas da época, isso pode parecer nostalgia, não sei, mas preservo bastante essas coisas.

Que não quer dizer que não faço as minhas reciclagens. Faço e com convicção. Na área política principalmente, pois, fui de esquerda com direito a carteirinha e tudo. Hoje não mais. Embora, continuo achando que a produção da riqueza deveria ser dividida igualmente com todos que a produz, e não dessa forma com hoje e historicamente vem se dividindo, onde os homens se diferenciam em classes, porque poucos ficam com muito e muitos ficam com pouco.

Essa desigualdade sempre serei contra, até os meus últimos segundos de vida.

O Tião era um bom meio campista, ao contrário do que muitos pensam, nessa época o 'centro médio' era um jogador de bloqueio e de saída de bola para o ataque também. Tião fez gols bonitos pelo Corinthians.

Em 1974, o Palmeiras era sim mais time no papel, mas, o Corinthians tinha aquela mística que acabou não prevalecendo, mesmo com 75% (no mínimo) da torcida no Morumbi, num jogo para 110 mil pagantes.

Outro detalhe, o Palmeiras estava quebrado e precisava de grana para pagar os salários e 13º, e rolou na época, em vista disso, que o presidente do Palmeiras propôs um acordo ao Vicente Matheus, que se o Corinthians dispusesse da Bilheteria para o Palmeiras, o Corinthians poderia ficar com o título, pois o título, não era a preocupação do Palmeiras, já que o Corinthians não ganhava um, desde 1954.

Dizem que o Vicente não topou e disse que iria ficar com a bilheteria e mais o título. O final disso já sabemos. Eu estava sentado na superior bem de frente ao gol do Butice. Fechei os olhos na hora em que a bola sobra para o ronaldo, um jogador mediano, era reserva do Palmeiras e acabou acertando um chute que o Butice com os dedos, até raspou na bola, mas, não defendeu. Foi em seu canto esquerdo.

Em 82, o São Paulo também tinha um grande time, mas o Corinthians de Sócrates e Cia, era um time seguro, gelado, tinha consciência da vitória no momento certo. Era cirúrgico, além de brilhante.

mauricio #28 @mx1972 em 19/11/2016 às 15:06

" "

Nessa final de 1974, pelo que percebo e ouço de quem viveu aquele momento, o Corinthians entrou muito amarrado. Não sei se por medo, não sei se sentiu o peso dos 20 anos. De repente, aquele time não estava preparado para aquela final, pois a atmosfera era totalmente favorável ao Corinthians. A fiel estava inflamada, a imprensa só falava do Corinthians. No acervo da Folha de S.Paulo, li edições daquela semana de dezembro de 74, e praticamente só se falava do Corinthians.

Meu pai mesmo afirma que foi para o morumbi certo do título. Tião, meio campista daquele time, afirma que um dia antes, ao voltar do interior, o grupo, percebendo o clima na cidade, sentiu o peso do jogo. Muito embora, o Palmeiras tivesse um time fortíssimo, entrosado e competente. Engraçado é que os jogadores daquele time do Palmeiras, dizem que não prepararam nada de especial para aquele jogo. Ronaldo, autor do gol, também fala que o clima no Palmeiras não era nem de longe parecido com o clima do Corinthians com vistas àquela decisão.

Triste mesmo foram aqueles 100 mil corintianos (para alguns até mais que isso) deixarem o estádio em clima de velório!

Relato forte esse que você descreveu sobre 82. Aliás, um relato trágico sobre seu amigo são paulino, que, inclusive, iria com você ao morumbi naquele 1º jogo da final. O Corinthians era pra ter sido campeão no domingo anterior, quando, no último jogo do returno, perdeu de 3 a 2 para o São Paulo. Se ganhasse, o título seria conquistado antecipadamente. Esse 1º jogo da final também foi transmitido ao vivo. Muitos falam que esse gol do Doutor foi de canela kkkkk.

Quanto às recordações, realmente eu gosto muito de relembrar o passado, de falar, inclusive, até do passado que não vivi. Sou um cara nostálgico, e vejo que você também é.

Mauricio Di Santi #28 @mx1972 em 19/11/2016 às 15:06

Nessa final de 1974, pelo que percebo e ouço de quem viveu aquele momento, o Corinthians entrou muito amarrado. Não sei se por medo, não sei se sentiu o peso dos 20 anos. De repente, aquele time não estava preparado para aquela final, pois a atmosfera era totalmente favorável ao Corinthians. A fiel estava inflamada, a imprensa só falava do Corinthians. No acervo da Folha de S.Paulo, li edições daquela semana de dezembro de 74, e praticamente só se falava do Corinthians.

Meu pai mesmo afirma que foi para o morumbi certo do título. Tião, meio campista daquele time, afirma que um dia antes, ao voltar do interior, o grupo, percebendo o clima na cidade, sentiu o peso do jogo. Muito embora, o Palmeiras tivesse um time fortíssimo, entrosado e competente. Engraçado é que os jogadores daquele time do Palmeiras, dizem que não prepararam nada de especial para aquele jogo. Ronaldo, autor do gol, também fala que o clima no Palmeiras não era nem de longe parecido com o clima do Corinthians com vistas àquela decisão.

Triste mesmo foram aqueles 100 mil corintianos (para alguns até mais que isso) deixarem o estádio em clima de velório!

Relato forte esse que você descreveu sobre 82. Aliás, um relato trágico sobre seu amigo são paulino, que, inclusive, iria com você ao morumbi naquele 1º jogo da final. O Corinthians era pra ter sido campeão no domingo anterior, quando, no último jogo do returno, perdeu de 3 a 2 para o São Paulo. Se ganhasse, o título seria conquistado antecipadamente. Esse 1º jogo da final também foi transmitido ao vivo. Muitos falam que esse gol do Doutor foi de canela kkkkk.

Quanto às recordações, realmente eu gosto muito de relembrar o passado, de falar, inclusive, até do passado que não vivi. Sou um cara nostálgico, e vejo que você também é.

anisio #93 @amoamolim em 19/11/2016 às 12:42

" "

Eu vi esse 5x1, logo depois fui para o sul Santa Catarina. Consegui ver a final com os bambis num hotel de Joinville em que estava hospedado. O Campeonato Paulista ainda tinha muita importância, era o maior campeonato regional do País, fazia rivalidade com o Brasileirão, pra você ver a importância que se tinha. Tinha 4/5 times do Interior de São Paulo que era fogo na jaca.

Guarani, Ponte Preta, Botafogo de Ribeirão, Ferroviária e sempre pintava mais 1/2 para desafiar os grandes da capital. Acho que nesse ano o Internacional de Limeira era a grande sensação por que havia conquistado em cima dos porcos, o paulista de 1986, se não me falha a memória.

Era futebol pra valer, competitivo e muito técnico.

1974 foi de fato muito decepcionante, eu via o Rivelino jogando como se fosse os volantes de hoje, preso no meio campo próximo da zaga, só fazia lançamentos (que não era pouco, mas, o seu futebol era de lançamentos, armação, criação e ataque, não sei o que aconteceu).

Por isso a torcida contestou a sua participação, e depois teve jornalistas que meteram lenha na fogueira, inventando coisas que denegriam a sua imagem.

Foi vendido para o Fluminense. Nessa época, era muito difícil um jogador do porte do Rivelino ser vendido para um rival, assim como Pelé, Zico que foi vendido para a Itália, não para um rival. O Rivelino depois foi para Arábia Saudita, numa transação descomunal, e o Fluminense é que se beneficiou disso.

São coisas do futebol.

Anisio Molim #93 @amoamolim em 19/11/2016 às 13:44

Esse jogo deu um susto nos brasileiros. Acho que teve até umas coisas de irregularidades a favor do Brasil. Peruzaço do Waldir Perez, mas depois, dois golaços de Sócrates e Eder.

Esse Eder era um grande jogador, ponta esquerda que fazia o quarto homem de meio campo e armava e criava as jogadas, dava muitas assistências, marcavam muitos gols, batia muito bem falta, era completo, embora, fio desencapado, sempre pedia para o meus Santos que dessem um jeito de ele ir para o Corinthians, mas, foi para o nosso maior rival. Palmeiras.

Jogou no Internacional de Limeira (antes do Palmeiras) e deu trabalho aos times maiores.

mauricio #28 @mx1972 em 19/11/2016 às 08:16

" "

https://www.youtube.com/watch?v=Ojypvgp1Wjg Brasil 2 x 1 União Soviética (Copa 82) - Fiori Gigliotti - YouTube Brasil 2 x 1 União Soviética (Copa 82) - Fiori Gigliotti - YouTube Gols da estreia do Brasil na Copa de 1982. Partida realizada em 14 de junho no Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilla/ESP. Imagens: TV Globo Áudio: Rádio ... youtube.comyoutube.com

Anisio Molim #93 @amoamolim em 19/11/2016 às 13:27

Ah! Esse eu assisti e depois fui ao enterro de um amigo que havia morrido na madrugada em acidente de automóvel. O corpo estava no IML, e foi liberado à noite para velar o corpo no cemitério 4ª Parada. Naquela época as famílias velavam noite a dentro os corpos de seus mortos.

Ele era torcedor bambino, e iria conosco assistir ao jogo, mas, a morte lhe tirou o dessabor da derrota (ainda bem), fomos levar os nossos pêsames à família e prestar as últimas homenagem.

mauricio #28 @mx1972 em 19/11/2016 às 07:47

" "

https://www.youtube.com/watch?v=rAwAgFrigKU Corinthians 1 x 0 São Paulo (Final, Paulista 1982) - Fiori Gigliotti - YouTube Corinthians 1 x 0 São Paulo (Final, Paulista 1982) - Fiori Gigliotti - YouTube Gol de Sócrates, que deu a vitória ao Corinthians na primeira partida da final do Campeonato Paulista de 1982. Jogo realizado em 8/12/1982 no Estádio do Moru... youtube.comyoutube.com