Ainda vejo uma luz no fim do túnel para 2017, pode dar certo!

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Ciro #61 @ciro.hey em 23/12/2016 às 03:28

Todos sabem que sou um dos críticos mais ferrenhos dessa diretoria aqui no fórum, tem muita coisa errada lá na diretoria, muitas falcatruas, mas precisamos ver as coisas por outro ângulo agora. Pensar no Corinthians.

Pela primeira vez Andrade saiu do circuito e deixou na mão do Alessandro a autonomia de se virar com esse pepino que ele deixou para trás, e resolver o problema de ter um time mediano, sem planejamento e sem técnico, além de poucos recursos para 2017 (após gastar muito mal em 2016).

No meu ver Alessandro deu a primeira bola dentro ao anunciar uma solução caseira.

Motivos:

- Como disse acima, não existia nenhum planejamento para 2017, e enquanto os rivais já estão colocando os seus em pratica nos ainda iriamos contratar um treinador para resolver isso.

- Temos um elenco mediano, pouco dinheiro para investir e ainda é capaz de perdermos alguns jogadores para temporada.

- A chegada de outro treinador necessitaria de tempo para ele conhecer o elenco e planejar a temporada, Carille conhece o elenco melhor que qualquer um, Loss sabe quem da base pode ser aproveitado e sabe como aproveitar para suprir algumas carências.

- Loss está no clube desde 2013 e Carille desde 2009.

- Loss por 04 anos aplica os mesmos esquemas táticos do time profissional na base, Carille trabalhou com treinadores que aplicaram o esquema tático no time de cima.

- Loss tem experiência em trabalhar com CIFUT e já trouxe atletas para base assim, enquanto Carille está acostumado a atuar com Fernando Lázaro (coordenador do CIFUT) que foi inclusive seu assistente enquanto era interino.

- Loss vem fazendo ótimas campanhas na base, sempre com títulos e finais e mesmo nesse ano com 04 desmanches na base graças a falta de planejamento no time profissional, chegou a finais e revelou atletas.

- Não existe boas opções no mercado (as boas opções são estrangeiras e demorariam ainda mais para se integrar ao elenco)

- Não vamos precisar gastar uma fortuna em comissão técnica (costumam custar de 500 mil a 1 milhão por mês até as mais modestas) sem nenhuma garantia que a que viesse daria conta do recado.

- Vão querer mostrar trabalho ao ter sua grande oportunidade.

- Não temos Libertadores na temporada, o que da tempo em torneios mais fáceis para ajustar esse time para o Brasileiro.

Histórico:

- Loss como interino foi campeão da Recopa pelo time profissional do Inter em 2011. No Bragantino esteve emprestado para o clube e vinha com boa campanha mesmo com muitos atletas novos até ser devolvido após 03 derrotas seguidas em 03 meses de trabalho. Além dessas experiências já foi treinador do profissional do Juventude, base do Fluminense e dos times B e Sub-20 do Inter. Começou sua carreira em 2004 e ainda é jovem.

- Carille além de ser auxiliar aqui, já trabalhou na base e como auxiliar do time profissional do Grêmio Barueri antes de vir como auxiliar de Mano em 2009. Foi interino do Corinthians 3x (uma em 2010 após ida de Mano para seleção e 2 esse ano). Começou sua carreira em 2007 e também é jovem.

Já que é para arriscar, porque não arriscar com o que temos aqui?

Elenco:

Abaixo em campo os jogadores que temos do elenco por posição.

Como temos pouco dinheiro em caixa eu buscaria urgentemente repor as? Colocadas para iniciar a temporada, e se alguém desse elenco sair suprir à altura imediatamente com o recurso que entrar, e ao longo do ano podemos fazer contratações pontuais.

Não adianta inflar o elenco como fizeram na última debandada, com pouco dinheiro o investimento precisa ser certeiro, então não precisamos pensar agora em 10 reforços (por mais que pareça que precisemos rs).

Sei que cada um tem sua opinião pessoal para titulares e reservas, não vem ao caso. A ideia aqui é mostrar as lacunas e o que temos:



Ainda temos jogadores da base que podem fazer parte desse grupo e mais alguns que não estão aí como Luidy e Gustavo Vieira.

Antes que alguém pergunte, não coloquei Romero porque o Corinthians precisa vender e se gastar o dinheiro que tem para ficar com ele não faz as contratações que precisa.

Cristian é um atleta caro para ficar no elenco, temos outras necessidades.

Acho que 03 contratações para começar o ano já ajudaria muito, jogadores que venham para ser titulares sem muita marra.

Eu obviamente tenho minhas preferências nessas funções: Thiago Neves e Cáceres sem contratos e Fernando Gago do Boca para primeiro volante.

Depois, aos poucos podemos nos reforçar durante o ano.

Acho que é possível se bem organizado disputar títulos esse ano..

Abraço a todos!

6.689 visualizações e 341 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Ciro Hey #61 @ciro.hey em 09/07/2017 às 00:44

E acertamos.. Ainda bem hehe
Melhor que a encomenda

RAFAEL #675 @c.rafa07 em 23/12/2016 às 11:54

" "

Também compartilho da sua opinião, essa foi a melhor decisão, torcer para que de certo.

Publicidade

Ciro Hey #61 @ciro.hey em 09/07/2017 às 00:43

Mesmo com presidente atrapalhando, Carille/Alessandro estão fazendo um grande trabalho

Nelson #1619 @nelson.ferreira.juni em 23/12/2016 às 11:58

" "

Concordo com tudo o que você disse!

Também não tenho absolutamente nada contra o Carille, pelo contrário, tanto que, pra mim, ele era o nome ideal para assumir o comando desde a saída do Tite. Se 2016 já estava perdido, ao menos ele teria uma boa bagagem e mostraria nosso planejamento e visão já para o ano que se inicia... Infelizmente nosso presidente acha que o Corinthians é sua casa e faz e desfaz o que bem entender, a hora que quiser. Tivesse o Carille no comando desde o ano passado acredito que não o time não teria perdido sua identidade e, seguramente, estaríamos na Libertadores.

Uma pena que nosso presidente conseguiu destruir tudo o que o Corinthians construiu nos últimos 5,10 anos, no quesito planejamento.

Ciro Hey #61 @ciro.hey em 09/07/2017 às 00:43

Ainda bem que estávamos certos e não éramos da turma com a corneta

Carlos @carlos.alberto127 em 23/12/2016 às 12:00

" "

Concordo com você e também acho que o Carille e o loss foi a melhor escolha pois com alguns meninos da base e alguns jogadores experientes podemos montar um time forte se olhar tem times fortes que trabalham assim e da muito certo que e o caso do Santos por ex que tem pouco recurso

Ciro Hey #61 @ciro.hey em 09/07/2017 às 00:42

Eu sempre acreditei nos dois..
Dia que Carille sair, Loss é o próximo

Ciro Hey #61 @ciro.hey em 09/07/2017 às 00:40

Alessandro e Adalto estão melhores que Edu Ferreira

@nder&on #486 @boltimao em 23/12/2016 às 12:28

" "

Concordo em partes ciro! Sobre a base, eu tenho certeza que o Carole não vai barrar Lucca, Cristian, Vilson, Romero, pra colocar garoto dá base. Ele não fez isso, porque fazeria agora. O Carille não tem peito pra barrar ninguém. Sobre Adauto e Alessandro no planejamento estamos ferrados, já mostraram que são fracos para o cargo que exerce. Eu não vejo esse otimismo não.

Ciro Hey #61 @ciro.hey em 09/07/2017 às 00:40

E felizmente estava correta

Jonathas #8786 @jonathasjts em 23/12/2016 às 12:39

" "

Uma das melhores análises que eu já vi até hoje!

Muito bom, parabéns :)

Ciro Hey #61 @ciro.hey em 09/07/2017 às 00:39

Foi o primeiro ano de Alessandro na montagem de um elenco. E no meu ver a dupla Alessandro-Carille está mais afinada que a antiga Edu-Tite pelo menos no que se trata de contratação de jogadores

Claudio #22 @migo.pr em 23/12/2016 às 12:44

" "

Luz no fim do túnel com entrega nas mãos do Alessandro é complicado.

Temos de ter profissionais e executivos, com experiência.

Chega de amadorismo.

Ciro Hey #61 @ciro.hey em 09/07/2017 às 00:38

Fala sério...
Espero que não pense mais assim rs

Ciro Hey #61 @ciro.hey em 09/07/2017 às 00:37

E agora Samu...? Mudou de opinião?

Samu #1 @samu.zlsp em 23/12/2016 às 13:41

" "

Técnico amador, vai cair logo e perderemos um ano.

Ciro Hey #61 @ciro.hey em 09/07/2017 às 00:36

Foi um risco necessário

Regis #1274 @naldao em 23/12/2016 às 14:25

" "

Só acho que o Corinthians não pode ter técnico de testes, apostas, etc.

E um risco grande.