ENQUETE: Qual o maior orgulho da história do Corinthians?

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Marco #10.775 @marco.antonio96 em 20/03/2017 às 15:52

Saudações Corinthianas a todos, criei essa enquete para saber a sua opinião, afinal, para você, qual o maior orgulho da história do Corinthians, vou tentar listar os maiores deles por ordem, vamos começar?

1910 a fundação

A começar pela sua fundação, às 20h30 do dia 1º de setembro, à luz de um lampião, na esquina das ruas José Paulino e Cônego Martins, no bairro do Bom Retiro, o grupo de operários formado por Anselmo Corrêa, Antônio Pereira, Carlos Silva, Joaquim Ambrósio e Raphael Perrone fundaram o Sport Club Corinthians Paulista. Com mais oito rapazes, foi formada a reunião dos primeiros integrantes e sócio-fundadores do Timão, que teve seu nome inspirado na equipe inglesa Corinthian-Casuals Football Club, que fazia excursão pelo Brasil. O presidente escolhido por eles foi o alfaiate Miguel Battaglia, que, já no primeiro momento, afirmou: 'O Corinthians vai ser o time do povo e o povo é quem vai fazer o time'. Um terreno alugado na Rua José Paulino foi aplainado, virou campo e foi lá que, já no dia 14 de setembro, o primeiro treino foi realizado diante de uma plateia entusiasmada, que garantiu: 'Este veio para ficar!'.

1940 Pacaembu


No dia 28 de abril, aos olhos de mais de 50.000 torcedores corinthianos, o Timão inaugurou o estádio do Pacaembu, vencendo o Atlético-MG por 4 a 2, mal sabia o clube e os torcedores que ali, seria o nosso palco de glórias até a construção da nossa moderna Arena.

1951 O ataque dos 100 gols


Após 10 anos, o Alvinegro foi campeão paulista novamente. O ataque formado por Cláudio, Luizinho, Baltazar, Carbone e Mário fez 103 gols em apenas 30 jogos. No mesmo ano, o Corinthians disputou sua primeira partida fora do Brasil. No Torneio Internacional/Quadrangular de Montevidéu, o clube derrotou o Combinado Uruguaio por 4 a 1 no estádio de Montevidéu.

1976 Invasão Corinthiana

Calcula-se que cerca de 80 mil corinthianos tenham viajado até o Rio de Janeiro para assistir ao jogo em que o Corinthians empatou com o Fluminense por 1 a 1, ganhou nos pênaltis (4 a 1) e classificou-se para a decisão do Campeonato Brasileiro de 1976 contra o Internacional. É, até hoje, um dos maiores deslocamentos pacíficos do homem no mundo.

1977 Fim do Jejum


Depois de 22 anos, oito meses e sete dias, o Corinthians era novamente campeão paulista. O gol foi marcado por Basílio na final do Campeonato Paulista na vitória por 1 a 0 sobre a Ponte Preta, realizada no Morumbi no dia 13 de outubro. Quatro dias antes, o estádio registrou seu maior público: 146.072 pessoas acompanharam um dos jogos da final entre as equipes. O Timão terminou a competição com 72 gols marcados em 48 partidas. No time do técnico Oswaldo Brandão, o artilheiro do torneio foi Geraldão, com 25 gols.

1982 Democracia Corinthiana


Embalado pelos ideais da Democracia Corinthiana, o Timão foi campeão paulista naquele ano. O movimento visava maior participação dos jogadores e demais empregados do clube nas decisões do Departamento de Futebol. Durou até 1985 e contou com um grupo de jogadores talentosos e únicos, como Sócrates, Casagrande, Zenon, Biro-Biro, Zé Maria e Wladimir, entre outros.

2000 O primeiro Mundial


O primeiro título mundial de clubes reconhecido pela Fifa veio com uma vitória nos pênaltis contra o Vasco depois do empate sem gols no tempo normal. A escalação da final foi: Dida, Índio, Adílson, Fábio Luciano e Kléber; Rincón, Vampeta, Ricardinho e Marcelinho; Edílson e Luizão. O Alvinegro fez seis gols em quatro jogos disputados. O segundo tento de Edílson no empate em 2 a 2 contra o Real Madrid é considerado um dos mais marcantes da história corinthiana.

2009 Ano fenomenal


Um dos maiores ídolos do futebol de todos os tempos foi o principal nome daquele ano no Corinthians. Ronaldo, o Fenômeno, marcou o gol mais bonito de sua carreira no primeiro jogo da final do Paulistão contra o Santos. Com a vitória por 3 a 1, bastou um empate em 1 a 1 na volta para o Alvinegro levar o caneco de forma invicta. Dois meses depois, em julho, o Timão venceu o Internacional em casa por 2 a 0 no primeiro duelo da final da Copa do Brasil. Em Porto Alegre, o resultado de 2 a 2 garantiu mais um título ao Coringão.

2012 O ano inesquecível!


Pela primeira vez na história, o Corinthians foi campeão da Libertadores. E, para ser perfeito, de forma invicta! Foram 22 gols marcados e apenas quatro sofridos em oito vitórias e seis empates. O atacante Emerson marcou os gols da vitória por 2 a 0 contra o Boca Juniors (ARG) no jogo de volta da grande final. A escalação da partida foi: Cássio, Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Jorge Henrique e Emerson. O gol de cabeça Paulinho contra o Vasco, que levou o Corinthians às semifinais da Libertadores, já é considerado por muitos o mais marcante da história do clube. Além disso, o Timão conquistou a Copinha também de forma invicta e teve um atleta medalhista olímpico em Londres. O nadador Thiago Pereira ficou com a prata nos 400m medley. Em dezembro, o Bando de Loucos invadiu o Japão e viu o Corinthians conquistar o Mundial de Clubes da Fifa pela segunda vez. Guerrero marcou de cabeça e garantiu o título contra o Chelsea no ano que se tornou inesquecível para a Fiel Torcida.


10 de maio de 2014

A Arena Corinthians finalmente foi inaugurada, depois de tanta espera, finalmente tínhamos o nosso tão sonhado estádio. Estádio esse que foi palco da abertura da Copa do Mundo e uma das mais modernas Arenas já construídas.

Fora da ordem, mas não menos importante, nossos maiores ídolos também merecem um destaque especial nessa gigante história do Corinthians!

Que história linda, eu amo ser Corinthians!

Vote no acontecimento que você ache mais importante.

Um abraço a toda nação!

Ver resultado
Participar

1.891 visualizações e 101 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Juliano Da Fiel #642 @ptlontramg em 20/03/2017 às 17:33

Parabéns pelo tópico.

Acrescentaria a ele a invasão ao Japão e o nosso primeiro Brasileiro em 1990.

Votei na fundação, por que foi o motivo de todos os outros acontecimentos históricos ter ocorrido.

Como eu amo esse Clube.

Como é bom ser Corintiano.

VAAAIIII CORINTHIAANSSS

Thiago Lucio Dantas De Freitas #6.239 @thiagodantaszica em 20/03/2017 às 17:45

O maior orgulho é a democracia corintiana, de longe.

Títulos pertencem só ao futebol, podem ser conquistados sem que, necessariamente, signifiquem alguma coisa.

Agora, um time, representando o povo que torce por ele, peitar um governo ditatorial, mostrar como a centralização de poder estava em toda a sociedade, mesmo nos clubes, com seus cartolas autoritários, e, assim, transcender o próprio futebol é algo que nunca se viu nesse país.

Últimas respostas

Tiago M #3.428 @tiago.meirelles em 21/03/2017 às 08:26

1977, não pelo título paulista depois de 23 anos sem ganhar esse mesmo campeonato, mas sim pelo que o jejum representou!

Times que jogavam muito, mas não ganhavam o campeonato! Crescente ENORME da fiel torcida durante o tempo do jejum! A invasão do maraca no ano anterior! A redenção contra a ponte preta e ali o Brasil parou!

Tudo isso fez com que eu escolhesse a data de 13/10 (de 2016) pra me casar! E também fez com que eu escolhesse 1977 como meu voto!

Publicidade

Rodolfo S #3.655 @rodolfo.cdp9 em 21/03/2017 às 08:19

Respeitem nossa história!

Welly Kwon #1.843 @welly.kwon em 21/03/2017 às 08:00

Votei em 2012 porque achei meio desleal colocar a ano da fundação do clube na enquete kkkk

Francisco Jr. Silva #140 @francisco.jr.silva em 21/03/2017 às 07:45

O maior orgulho sem dúvida é a formação de milhões de apaixonados por uma camisa branca ou preta, com um lindo distintivo ao lado do coração, nossa fiel é o maior orgulho nossa maior conquista.

Thiago Balzary #230 @thiago.silva133 em 21/03/2017 às 07:43

Uma coisa me deixou muito triste ao apreciar seu post...

Nossa Arena deveria ser motivo de mais orgulho pra nós, eu não sei como, mas deveria de alguma forma ter sido diferente, mais íntimo, mais nossa.

E realmente, a forma como a proporção dos votos se apresenta, mostra pra nós isso.

Espero que através de uma gestão mais seria isso mude com o tempo.

Danillo Calassio Soutto Mayor #1.443 @danillo.calassio.sou em 21/03/2017 às 07:33

Faltou um tópico muito importante: O maior orgulho do Corinthians é sua torcida!

Elias Henrique Marques #3.637 @eliash7 em 21/03/2017 às 07:32

Orgulho desse time, nada mais!

Bruno Ribeiro #7.418 @bruno.ribeiro18 em 21/03/2017 às 02:56

Votei na fundação, ela sem dúvidas foi a mais importante. Se ela não tivesse ocorrido nada posterior existiria.

Samuel Vieira #533 @samuel.vieira2 em 21/03/2017 às 01:29

Você pode estar certo mesmo

Remanowsky #160 @cassiano.eduardo.de. em 20/03/2017 às 20:09

" "

Vieram a Assembleia Constituinte em 1988 e as eleições diretas apenas em 1989, mas tudo começou com as manifestações populares no 1° de maio de 1984, que começaram por vários setores da sociedade, um deles (e o mais popular) a Democracia Corinthiana...a Ditadura NÃO teria acabado naquela época sem tudo isso, e sem o movimento corintiano...e agora a ditadura está de volta, e não há mais Sócrates, Calçagrande se vendeu pra mídia reacionária, e mesmo muitos corintianos hoje aplaudem a 'nova' ditadura rsrs

Wesley 88 #1.058 @wesley.luan.alvareng em 21/03/2017 às 01:03

Poxa você apelou! É difícil votar, como muitos votei pelo que eu vi e foi 2012, mas ressalto que por tudo que li admiro muito a democracia de 82! Acho a lá Corinthians e foda pa #$!@%