Reconhecimento ao Danilo Augusto, ao site meu Timão e opinião sobre o novo Corinthians pós 2011

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

Gustavo #8.648 @gustavo.rodrigues.ma em 01/08/2017 às 07:01

Há algum tempo (há anos, na verdade) quero fazer esse importante registro e reconhecimento.

Queria agradecer o Danilo Augusto (criador do Meu Timão) e todos os integrantes do site Meu Timão que estão ou já passaram pelo site desde 2013.

Acompanho o trabalho desde o início. Desde que praticamente era apenas o fórum.

E venho trazer informações que muitas pessoas já sabem e outras não fazem ideia sobre a importância fundamental do site Meu Timão para a história do Sport Club Corinthians Paulista.

Sou corinthiano desde o finalzinho da década de 80. Portanto, peguei o auge das Torcidas Organizadas, depois o declínio, depois a proibição, depois a politicagem, e agora a tentativa de ressurgimento.

Lembro exatamente que quando iriamos falar sobre Corinthians, as Torcidas Organizadas tinham o Monopolio da informação. 'Tenho um amigo influente da Gaviões que disse que o Corinthians vai contratar tal jogador'. Era assim. Além disso apenas os meios de informação da imprensa. Isso foi antes do surgimento do Lance, por exemplo. As pessoas só tinham os jornais impressos, os jornais da TV (Globo Esporte, etc), e as Torcidas Organizadas para se informar sobre o clube. As coisas que a imprensa queria esconder, apenas as Organizadas tinham independência para falar.

Nisso, veio o fatídicos anos de 1994 (guerra no Pacaembu entre Mancha Verde e Independente) e 1995 (guerra em Ribeirão Preto entre Gaviões e Mancha Verde) e as Organizadas foram relegadas à marginalidade pelas autoridades.

Enquanto as Organizadas no final da década de 90 começaram a focar em Carnaval e influência dentro do Corinthians, a imprensa ganhou o advento da Internet e o acesso da população à televisão (aberta ou canais fechados).

Neste momento, as Organizadas perderam o Monopólio da informação e começaram a perder muita influência dentre da própria Fiel Torcida corinthiana.

Ninguém precisava mais do amigo da Gaviões, da Camisa 12, da Pavilhão 9, da Fiel Macabra, para saber os bastidores do Todo Poderoso. Como foi nos anos 1910,1920,1930,1940,1950,1960... Antes do nascimento das Torcidas Organizadas Corinthianas.

Na década dos anos 2000 até 2010 esse Monopólio foi destruido completamente. O site da Gaviões da Fiel que era o mais acessado depois do site oficial do Corinthians perdeu espaço para sites de corinthianos que não era de Torcidas Organizadas como o TimãoWeb, por exemplo.

Nesta década, houveram dois grandes acontecimentos que marcaram negativamente a nossa história: a batalha nas arquibancadas na partida entre Corinthians e River Plate pela Libertadores de 2006; e o rebaixamento no BR de 2007.

Ficando 15 anos completos - de 1995 (data da proibição) até 2010 - sem poder expressar visualmente sua identificação com bandeiras de mastro e outras formas de festa na arquibancada, e sendo resumidas à faixas e bandeirões, as Torcidas Organizadas do Corinthians, além de perder o Monopolio da informação, foram perdendo popularidade entre os novos e jovens torcedores.

Em 2010 no Centenário o Corinthians já estava consolidado como o Gigante à ser alcançado na próximo década (2010-2020). Em 2008 já havia retornado para a Serie A e conseguido com um Vice na Copa do BR; em 2009 venceu o Paulista invicto (aqui nasceu a zoeira na Internet, com o pioneirismo corinthiano com o 'CPF na nota? ' contra o SPFC) e a Copa do BR (onde nasceu o 'Põe no DVD'). Portanto, em 2010 estávamos consolidados como um clube que dificilmente seria batido na década que se iniciava. Era nosso Centenário, e na festa no Anhangabau para 200 mil torcedores, Ronaldo Fenômeno e Neto anunciaram nossa Arena Corinthians, que até ali não abriria a Copa do Mundo de 2014.

Em 2011 vencemos o BR e começava a Era Tite. E ali (2011) que começou o Novo Corinthians dentro de campo! O Corinthians de 1910 até 2010 (por exatos 100 anos) era um time que enfrentava o adversário jogando para frente e sem proteger muito sua zaga. Era um Corinthians quente e que jogava com o coração, ou seja, pouco racional e que se desestabilizava nas adversidades. O Novo Corinthians de 2011 era o Corinthians que jogava o futebol coletivo, e isso ficou cravado nos anos que seguiram. Era um Corinthians gelado, frio, racional. Parecido com o admirado e temido Boca Juniors da década de 90.

Lembro que na década de 90 todo brasileiro admirava quanto o Boca Juniors era frio jogando na Bombonera e principalmente na casa do adversário. Ganhou do Santos de Robinho e Diego no Morumbi e ganhou do Palmeiras de Marcos e Alex também no Morumbi, como se não precisava se esforçar. O Corinthians de 2011 em diante se tornou isso.

O sucesso do Novo Corinthians tem relação íntima também com a inauguração do Centro de Treinamento Dr. Joaquim Grava em setembro de 2010. Longe do dia a dia do Parque São Jorge, dos conselheiros dando palpite, e dos antigos torcedores exaltados pressionando, a comissão técnica e os jogadores puderam focar mais em seu trabalho, e os resultados vieram.

Em 2012, esse Novo Corinthians frio e calculista venceu a Libertadores de maneira invicta e venceu o Mundial de Clubes da FIFA de maneira invicta! Certamente o Antigo Corinthians (que se irritava com catimba) teria sucumbido na Bombonera ou em fases anteriores.

O corinthiano neste ano (2012) também aprendeu a ser frio e calculista em campo, e na arquibancada aprendeu à se defender da zoeira dos adversários, e jogou todos na mesma vala comum, criando o apelido 'Anti-corinthiano', que depois se tornou 'Anti'. Isso foi um momento marcante do retorno do respeito ao Corinthians e seus torcedores, pois ficou comprovado que haviam milhares de torcedores de outros clubes que preferiam torcer contra nosso clube do que assistir aos seus próprios times.

Naquele ano (2012), a zoeira corinthiana na pessoa do garoto Kelvin Thiago se personificou em um pioneiro perfil de Facebook que revolucionou o tema, o Corinthians Mil Graus. Depois dele, a zoeira futebolística se disseminou por vários grupos e hoje é o centro dos debates futebolísticos.

Mas foi em 2013 que surgiu o Site Meu Timão que homenageio agora. Um aglomerado de torcedores (a maioria não participante de Torcidas Organizadas) passavam horas e horas, sob a gestão do criador Danilo Augusto, discutindo cada detalhe do Corinthians. De sede social, passando por patrocínio de material esportivo, contratações, departamento médico, e qualquer assunto.

Lembro que antes do Meu Timão, o corinthiano tinha que acessar a internet e passar pelo site oficial do Corinthians, depois sites da Gaviões, do Uol, do Terra, da Globo, etc, para saber tudo sobre o clube. O Meu Timão então começou a pegar as matérias de todos (dando os créditos pela reportagem obviamente) estes sites e unia tudo no site, facilitando nossa vida. Isso foi fantástico e virou a marca registrada do Meu Timão até hoje. Dificilmente foge alguma reportagem do Corinthians de qualquer site, que o Meu Timão não nos disponibiliza.

O site Meu Timão nasceu em 2013 com o espírito do Novo Corinthians - científico, racional, pacifista.

Sim, pacifista, pois em momentos de 2011 para cá em que o time teve alguns deslizes em campo, foi o Meu Timão com sua coletividade de milhões de torcedores conectados que friamente preferiu apoiar o time do que, por exemplo, ir até o Centro de Treinamento desestabilizar o time e/ou o treinador.

E foi esse espírito pacifista que fez com que um Pacaembu lotado gritou o nome dos jogadores e bradou os cantos de arquibancada por 20 minutos após a eliminação (leia-se roubo histórico) para o Boca Juniors na Libertadores de 2013.

Não é coincidência que neste período (2010 até hoje 2017) que o Corinthians mais ganhou títulos em sua história é exatamente o período que o clube menos trocou de técnico. Não é coincidência que neste período (2010 até hoje 2017) que o Corinthians mais ganhou títulos em sua história é exatamente o período que menos tivemos crises no grupo de jogadores. E nisso o Meu Timão foi fundamental! Nos momentos de falhas em campo, quando poucos torcedores alimentavam a ideia de partir para a violência ou pressionar nossa comissão técnica ou nossos atletas, foi a maioria dos corinthianos do Meu Timão que freiou o ímpito e usou a razão (Novo Corinthians e Novo Corinthiano). Aliás, no site Meu Timão que vimos que agredir jogadores nunca deu resultado em nossa história, muito pelo contrário, isso só afastou nossos ídolos e queimou, através de pressão desnecessária e desproporcional, jogadores consagrados ou da base que poderiam ter feito história com nosso manto.

E quando eu falo que é este período (2010 até hoje 2017) que o Corinthians mais ganhou títulos em sua história, são os números que mostram como foi excelente essa mudança do Antigo Corinthians passional e emotivo demais para o Novo Corinthians frio e calculista. O Corinthians ganhou 7 Títulos de 2010 até 2017 - Ganhou 5 Campeonatos com mata-mata: Libertadores 2012, Mundial FIFA 2012, Recopa 2013, Paulista 2013 e Paulista 2017. E virou um Gigante no Brasileiro de pontos corridos - Ganhou 2 Campeonatos (2011 e 2015) e 5 Turnos do Campeonato Brasileiro de Futebol (pontos corridos) - Primeiro Turno: 2011,2015,2017. Ainda ficou em 2º lugar no Primeiro Turno do BR 2010 / Segundo Turno: 2014 e 2015. Ainda ficou em 2º lugar no Segundo Turno do BR 2011.

Antes do Meu Timão a torcida corinthiana “adorava” aceitar a mídia plantar crise em nosso elenco, aliás, nossa torcida aceitava tudo de ruim que falavam de nosso Corinthians. Com o Meu Timão a torcida se uniu para defender o Corinthians de crises, da mídia, e até mesmo dos próprios corinthianos (passionais) que não se adequavam com esse Novo Corinthians frio e calculista.

O Meu Timão apoiou a construção da Arena Corinthians e fez com que o torcedor corinthiano abraçasse a ideia de deixar o Pacaembu para ir torcer pelo Coringão na nossa casa, a nossa quebrada na Zona Leste. E não obstante todos os problemas gravíssimos que a questão financeira e política nos trouxeram com o pagamento da Arena (o que deverá ser esclarecido e resolvido), o fato é que a Arena Corinthians é um sucesso estrondoso desportivamente. No estádio municipal que fica na burguesa Higienópolis vários jogos ocorriam para 10,12,15 mil torcedores. A Arena Corinthians com metrô na porta dificilmente tem jogo para menos de 25 mil. Os últimos 5 jogos do BR 2015 tivemos média de público de 40 mil torcedores! Média! No Pacaembu 40 mil era só em final. Sem falar que dentro de campo é incomparável: até hoje são 110 jogos com 76 vitórias, 27 empates e apenas 7 derrotas! Só 7 derrotas em 110 jogos! O recorde de invencibilidade do Pacaembu foi quebrado 3 vezes desde a inauguração em 18 de maio de 2014, ou seja, em apenas 3 anos de estádio o clube conseguiu por 3 vezes mantem período de invencibilidade maior que nos 40 anos que jogamos no estádio municipal. Já levantamos a taça do BR 2015 e do Paulista 2017 no estádio, com chances de vencermos o BR 17 e a Sulamericana 17. Portanto, tirando a questão financeira e política que temos que cobrar, a escolha da região (nossa querida Zona Leste) e do bairro (Itaquera) foi acertada para a construção de nosso estádio. E o Meu Timão apoiou.

Assim como o Meu Timão desde 2013 apoiou o crescimento do Fiel Torcedor, que é sucesso em seus números, apesar do gravíssimo erro com a OMNI que estamos em vias de finalmente terminar o contrato.

E nesse Novo Corinthians gelado, frio, racional, que inspirou o Meu Timão teve espaço para algo que nos 100 anos anteriores não teve. A referência aos grandes momentos do clube. De 1990 até 2010 a maioria dos atletas do Corinthians saia pela porta dos fundos, chutado e sob ameaças. O Meu Timão trouxe o amor do corinthiano pelos seus grandes ídolos e seus grandes momentos.

Nesse trabalho fantástico, houve uma união com nosso pai inglês o Corinthian Casuals, que o Antigo Corinthians sequer tratava em seu dia-a-dia. O Corinthian Casuals ganhou seu devido espaço e seu devido reconhecimento.

Hoje o Meu Timão tem o ídolo eterno Wladimir entre seus colunistas (o que é uma honra incálculavel para nós torcedores corinthianos), tem o Celso Unzelte (maior historiador corinthiano), Walter falceta (que também ajudou na criação e na manutenção do Nucleo de Estudos do Corinthians - NECO, algo que não existia no Antigo Corinthians) e outros importantíssimos colunistas que tratam de todos os temas relacionados ao Corinthians.

É por esse motivo que grandes ídolos corinthianos do passado e jogadores do elenco atual lêem o Meu Timão diariamente! Eles acompanham nosso fórum! Isso já foi provado algumas vezes (notícias e informações que só tinham no fórum do Meu Timão e que vimos os jogadores comentando)!

A contribuição do Meu Timão foi essencial em vários aspectos. Para citar apenas 2 exemplos: foi no Meu Timão que muitos corinthianos “descobriram” que a Arena Corinthians não foi nosso primeiro estádio (que já tivemos a Ponte Grande e o Alfredo Schurig); foi no Meu Timão que muitos corinthianos se uniram contra a cultura anti do “apito amigo”, apontando inúmeros erros de arbitragem contra nosso Corinthians que a mídia propositalmente ignorava.

Hoje temos o desafio de nossa própria torcida manter sua identidade. Vemos nos Foruns do Meu Timão uma pressão contra os “modinhas” e os corinthianos que vão à Arena Corinthians apenas para tirar “selfies”. Infelizmente esse foi um efeito colateral do Futebol Moderno. São esses “modinhas” que mandam a torcida sentar em pleno jogo (ainda que eu respeite os lugares de idosos que simplesmente não podem se levantar com facilidade); são eles que não gritam “Corinthians” quando tomamos gol na Arena, conforme manda nossa tradição; são eles que ao invés de entoar os cantos para empurrar o time, só gritam “Bicha” no tiro de meta; são eles vaiam nossos atletas com o jogo rolando, coisa que a torcida corinthiana jamais fez e é conhecida entre boleiros justamente por nunca ter feito isso. Esse efeito colateral não simboliza o Novo Corinthiano, pois ele não é um corinthiano na essência. O Novo Corinthiano é aquele que vibra e apoia o time os 90 minutos (com era nas décadas de 60,70,80 e 90), mas quando as coisas estão erradas utiliza a razão. O Novo Corinthiano (pós 2012) apoia o Corinthians com o coração e vibra a vitória com o coração, mas usa a mente nas adversidades e até mesmo nas derrotas. O Novo Corinthiano se parece com o torcedor do Boca Juniors neste ponto. E é importante ressaltar que o “modinha”, o “torcedor da selfie”, não nasceu na Arena Corinthians, pois quem não tem memória fraca lembra que no Pacaembu em 2012 já víamos alguns deles. É um efeito colateral do Futebol Moderno e não da Arena Corinthians, do Novo Corinthians ou do Meu Timão. Se estivéssemos no Pacaembu certamente a situação seria a mesma. Portanto, há um grande desafio para que mantenhamos nossa identidade como torcida. Aliás, desafio das torcidas de todo o Brasil (não é exclusividade da torcida do Corinthians)

E nessa contribuição do Danilo Augusto (criador) e do Meu Timão para um Novo Corinthians pós Centenário (um Corinthians frio e calculista em campo) e para um Novo Corinthiano na arquibancada pós 2012 (um corinthiano informado sobre seu clube, sobre o que a mídia e os antis inventam sobre nossa história e nossos números), fica meu agradecimento e torcida para que se mantenham ativos por décadas e décadas!

Sempre haverão desafios para a coletividade corinthiana, que começou com operários em volta do lampião no Bom Retiro, e hoje se une nos Foruns e nos comentários das matérias do Meu Timão. Mas venceremos! Sempre vencemos!

AQUI É CORINTHIANS!

400 visualizações e 21 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Últimas respostas

Gustavo Rodrigues Marchiori #8.648 @gustavo.rodrigues.ma em 01/08/2017 às 19:44

Muito obrigado, Beatriz! Valeu pelo carinho! Aqui é Corinthians!

Beatriz #61 @beapierini em 01/08/2017 às 07:18

" "

Tópico fantástico e lúcido sobre a evolução do Corinthians dentro e fora dos gramados.

Publicidade

Gustavo Rodrigues Marchiori #8.648 @gustavo.rodrigues.ma em 01/08/2017 às 19:44

Sim. É importante o Meu Timão manter sempre a independência. Mas o fórum é um espaço democratico para criticar e elogiar a gestão do clube. Vai, Corinthians!

Paulo #732 @gajopaulo em 01/08/2017 às 08:21

" "

Só n gosto da proteção do site a diretoria e administração do clube quando são criticados e expostos problemas sérios.

Gustavo Rodrigues Marchiori #8.648 @gustavo.rodrigues.ma em 01/08/2017 às 19:42

Obrigado, Thiago!

Thiago #109 @thiago.silva133 em 01/08/2017 às 08:44

" "

Parabéns pelo tópico

Gustavo Rodrigues Marchiori #8.648 @gustavo.rodrigues.ma em 01/08/2017 às 19:42

Eu que agradeço, Danilo. Esse reconhecimento estava na minha cabeça há anos. Mas nessa correria de nosso cotidiano ficava difícil parar e elaborar. O site Meu Timão é a casa de todo corinthiano. Aqui a gente respira e discute Corinthians da hora que acorda até a hora que vai dormir. E o Corinthians merece isso. Merece toda nossa atenção, vigilância, fiscalização, torcida e paixão.

Parabéns novamente! Grande abraço! VAI, CORINTHIANS!

Danilo #3755 @maktuiu em 01/08/2017 às 10:01

" "

Li duas vezes e não sei como agradecer. O que posso falar é que desde 2009, fazemos isso com o maior carinho (no notícias do Corinthians, o Meu Timão surgiu em 2012). E veio de maneira independente, sou só mais um corinthiano e sei criar sites.

Fiz o Meu Timão aos poucos, sem nenhuma pretensão. Era um pouquinho por dia, depois de chegar do trabalho e isso acabou mudando minha vida.

Aproveito aqui o espaço para dividir os créditos com todos que trabalham ou trabalharam no site e aos 550 mil usuários cadastrados, o Meu Timão somos todos nós.

Parabéns pela análise da evolução do Corinthians, sensacional.

Gustavo Rodrigues Marchiori #8.648 @gustavo.rodrigues.ma em 01/08/2017 às 19:39

Olha só, Cesar! Bom demais!

Cesar #2512 @cesar123 em 01/08/2017 às 10:14

" "

Olha o mestre aqui

Gustavo Rodrigues Marchiori #8.648 @gustavo.rodrigues.ma em 01/08/2017 às 19:38

Aqui é Corinthians!

Bruno #8700 @bruno.barbosa26 em 01/08/2017 às 10:22

" "

Demais! Parabéns a todos os envolvidos!

Gustavo Rodrigues Marchiori #8.648 @gustavo.rodrigues.ma em 01/08/2017 às 19:38

Valeu, Pilo Romando. Na verdade, em nenhum momento a intenção foi colocar que o site foi responsável por títulos ou pelo estádio. O site foi fundamental em uma mudança de visão e na união de nossa torcida, já que ocorreu um enfraquecimento do elo com o declínio das Organizadas. Por favor, não interprete como plataforma de nada, pois o texto foi voluntário e sem qualquer intenção, exceto agradecer o trabalho dos caras. No tocante a parte gramatical, agradeço o apontamento. Escrevi esse texto razoavelmente grande e nem tive tempo de fazer um revisão apurada, e daí por uma vez passou um verbo haver (que é impessoal e não pode flexionar) conjugado de maneira equivocada. Grande abraço!

Pilo #752 @pilo.romano em 01/08/2017 às 10:25

" "

O Meu Timão facilitou muito a vida de quem busca informações do Timão mesmo, méritos, mas esse texto tá puxando muita sardinha hein? Tá querendo implicar que por causa do Meu Timão que ganhamos tantos títulos, que temos a Arena? Ahn? Menos, menos parece uma plataforma política esse texto... Obs: Haver no sentido do existir é sempre no singular...esse erro apareceu várias vezes, achei útil indicar.

Gustavo Rodrigues Marchiori #8.648 @gustavo.rodrigues.ma em 01/08/2017 às 19:29

Bem por aí, Rodolfo. O site dos caras ajudou muito nossa torcida!

Rodolfo #1925 @rodolfo.cdp9 em 01/08/2017 às 10:28

" "

Texto maravilhoso, li tudo essa coisa gigante.

Eu mesmo acesso o MeuTimão desde o começo 2014 pelo menos, ultimamente acesso todo dia, o tempo todo kk, o fórum mesmo comecei a usar não faz muito tempo, mas muito obrigado MeuTimão, a gente precisa de vocês de verdade!

Gustavo Rodrigues Marchiori #8.648 @gustavo.rodrigues.ma em 01/08/2017 às 19:28

Muito obrigado, Otavio! Foi sem fazer a cabeça! Rsss

Gustavo Rodrigues Marchiori #8.648 @gustavo.rodrigues.ma em 01/08/2017 às 19:28

Muito obrigado, Flavia! Que carinho nas palavras! Fico muito feliz! Concordo com seu posicionamento! AQUI É CORINTHIANS! Sempre!

Flávia #22 @fa.passos em 01/08/2017 às 11:25

" "

Belíssimo texto! É muito importante falar sobre a história da torcida do Corinthians. Informar a nova geração sobre fatos ocorridos em décadas passadas para entendermos a postura e comportamento desta torcida hoje, como tudo se reflete, e a importância de um site direcionado para os corithianos, com informações, entretenimento e valorização do patrimônio chamado CORINTHIANS. Textos como este é importante para não perdermos a nossa identidade e deixar morrer a nossa essência corinthiana. É de muita valia este site que tem a percepção e a capacidade de unir os torcedores espalhados Brasil a fora numa só NAÇÃO. Parabéns ao site Meu Timão e vida longa! Vai, Corinthians!

1 a 10 de 20 respostas