Corinthians Gigante Europeu?

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

Math #1.133 @mathlhp1910 em 02/08/2017 às 11:38

Sinceramente não sei qual é desses caras que trocam o Corinthians por clubes europeus que são inferiores que até o próprio Corinthians, exemplo do Malcom, Matheus Cassini, entre outros, e agora essa merd4 de empresário do Pablo fica fazendo c* doce, fala sério, Corinthians tem que ser comparado a Gigantes da Europa, temos um dos melhores CT, temos um estádio (arena) que não fica atrás de estádios da Europa, temos a maior torcida do Brasil, e pelo mundo chegamos a marca de mais de 30 milhões de loucos, na frente de muitos gigantes europeus na questão de sócio torcedor, o que não temos é uma diretoria competente, compatível a grandeza do nosso Corinthians, portanto não entendo qual é desses caras que trocam Corinthians por Shakhtar, Palermo, Bordeaux... Times muito interiores ao Sport Club Corinthians Paulista.

1.015 visualizações e 22 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhor resposta

Gustavo Rodriguez #1.019 @gustavo.rodriguez1 em 02/08/2017 às 12:19

Simples:

1.Ganha lá o triplo do que ganharia aqui.

2.A torcida lá não cobra como aqui.

3.Foge do risco de assalto, sequestro, que tem no Brasil.

4.Vai aprender uma língua nova, uma nova cultura.

É um crescimento humano, porque a vida de jogador dura 15/20 anos no máximo.

Últimas respostas

Ciro Hey #55 @ciro.hey em 03/08/2017 às 04:47

Concordo com tudo.

Mas para alguns jogadores como Cassini, Malcom e Jaba por exemplo, pensando em longo prazo compensava ficar! Seria mais benéfico para sua carreira ficar e depois ir para clubes maiores jogando mais. Indo para pequenos jovens, correm o risco de sumir.

Coincidência desses 03 atletas: todos eles são empresariados ou tiveram suas negociações tratadas pelo Garcia.

Só ver o que o Cassini falou, o empresário mentiu para ele.. Não falou que tinha contra proposta do Corinthians porque tinha percentual do passe dele! Pegou a grana dele e largou ele na Itália e se mandou.

E infelizmente assim é o futebol, um dos motivos para esses caras trocarem o Corinthians por pequenos europeus é que o empresário não se dá ao trabalho de pensar no melhor para o jogador, quer dinheiro rápido e é mais fácil pra esses merdas fazerem dinheiro com clubes pequenos que vão ter interesses em promessas menos conhecidas e negócios fáceis do que com times grandes.

Arana só não saiu porque ele não quis! Teve cabeça de não querer ir para time pequeno e sabe do potencial e de onde pode chegar.

Gustavo #1019 @gustavo.rodriguez1 em 02/08/2017 às 12:19

" "

Simples:

1.Ganha lá o triplo do que ganharia aqui.

2.A torcida lá não cobra como aqui.

3.Foge do risco de assalto, sequestro, que tem no Brasil.

4.Vai aprender uma língua nova, uma nova cultura.

É um crescimento humano, porque a vida de jogador dura 15/20 anos no máximo.

Publicidade

Renan Leal #2.404 @renan.leal em 03/08/2017 às 00:36

O problema do Corinthians é estar situado na América do sul, no Brasil..

Mario Ayres #196 @marioayres em 02/08/2017 às 16:06

Somos o único Bi Mundial com sede nas Américas.

Christian Faria #1.324 @christian.faria em 02/08/2017 às 15:48

Você ganha R$ 150.000,00. Não sabe o dia de amanhã, então, um clube qualquer te oferece um contrato de 3 anos ganhando R$ 400.000,00 a R$ 500.000,00 mensais?

É por isso que eles vão, simples!

Lucas 023 #326 @lucas.schoba em 02/08/2017 às 15:33

Qualidade de vida, dar a independencia financeira a família, o que um grande time daqui tem de estrutura aqui qualquer mediano lá tem.

Agora a torcida é outros 500

Gustavo #1019 @gustavo.rodriguez1 em 02/08/2017 às 12:19

" "

Simples:

1.Ganha lá o triplo do que ganharia aqui.

2.A torcida lá não cobra como aqui.

3.Foge do risco de assalto, sequestro, que tem no Brasil.

4.Vai aprender uma língua nova, uma nova cultura.

É um crescimento humano, porque a vida de jogador dura 15/20 anos no máximo.

Focus Hocus Pocus #5.774 @focus.hocus.pocus2 em 02/08/2017 às 14:58

A rigor

Gustavo #1019 @gustavo.rodriguez1 em 02/08/2017 às 12:19

" "

Simples:

1.Ganha lá o triplo do que ganharia aqui.

2.A torcida lá não cobra como aqui.

3.Foge do risco de assalto, sequestro, que tem no Brasil.

4.Vai aprender uma língua nova, uma nova cultura.

É um crescimento humano, porque a vida de jogador dura 15/20 anos no máximo.

Maria Das Graças #2 @gracinhado.timao em 02/08/2017 às 13:03

É amigo mais dinheiro é a mola que move o mundo e os caras preferem isso.

Bruno Bernos #852 @bruno.bernos em 02/08/2017 às 12:46

O mundo mudou muito nos últimos anos...a economia e condições brasileira não se equipara mais dos países de 1 mundo.

Para os mais espertos, não basta ser só o maior salário e ser o maior clube...existe vários outros pontos.

Eu, colocando na pele de um jogador mesmo sendo corinthiano roxo, fanático. Se eu recebesse uma oferta de algum time de país de 1 mundo, como Inglaterra, França, Alemanha e até USA, não pensaria 2x e picaria a mula.

Pra mim, grana não seria problema. Só o fato de ir pra um país com melhores condições de vida, só exigiria um contrato de 5 anos pra não sair nem fufu do clube e pegar a cidadania do país. Só veria o Brasil por fotos, porque nem pra passar férias eu me atreveria.

Fiquei triste com o Malcom e vou ficar com o Arana, mas eles estão certos.

Pra esse cenário mudar, não basta só o Timão ficar podre de rico, mas precisa também muda a questão economia e social do Brasil.

Ricardo Shiro #3.817 @ricardo.kanashiro em 02/08/2017 às 12:37

O futebol, é uma questão de fase... Se o cara está bem e surge uma oportunidade de ir para Europa, é claro que ele vai... Além do salário muito maior, tem as questões extra-campo que já citaram, como a qualidade de vida por exemplo.

Temos que ser realistas também... Sabemos que se o cara entrar numa fase ruim, pode ser quase expulso do time, e aí já era... O Cássio é um exemplo, que muitos queriam longe do PSJ...

Jeferson Souza #82 @jefferson.rulez em 02/08/2017 às 12:21

Creio que não tem nada haver com clube e sim com dinheiro e qualidade de vida.

Na Europa você tem uma qualidade de vida muito melhor.