Hepta lá do céu

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Danilo #5.775 @danilo.carapuca em 22/11/2017 às 06:56

Hepta lá do céu.

Ela me deu minha primeira camisa do Corinthians e me influenciou desde cedo à amar esse time.

Me levou para assistir a final do Brasileiro de 1990 entre Corinthians e São Paulo. Eu tinha 5 anos. Não vi nada da arquibancada mas já comemorei meu primeiro título.

Estivemos juntos na final de 1998 contra o Cruzeiro no Morumbi e vi o bi comemorando com ela.

Madrinha do meu filho, lutava Contra o câncer de mama e seu último jogo foi sua estreia na Arena no dia 20 de novembro naquela última vitória do Corinthians contra o Inter. 1 a 0. Não tinha ingressos, tive que gastar 200 reais em cada ingresso com cambistas mas foram os 400 reais mais bem gastos da minha vida porque ali ela se despediu do Corinthians que tanto amou a vida toda. Tiramos fotos juntos, passamos um dia maravilhoso mas no fundo sabíamos que seria o último..

Veio a falecer em janeiro e o Corinthians a alegrou lá do céu com 2 títulos em um ano que parecia perdido.

Mulheres, se cuidem. Câncer de mama é coisa séria. A cada menor vestígio, procurem um médico. Essa maldição levou embora o anjo da minha vida. Minha tia que foi a minha segunda mãe a vida toda substituindo o meu pai após a sua morte.

Comemoravamos todos os títulos juntos, ligavamos um para o outro em cada gol e a cada fim de jogo para nos falarmos. Foi muito triste e difícil comemorar um título sem ela.

Mas sei que ela comemorou os dois sorrindo e se divertindo como sempre fez sendo a pessoa maravilhosa que sempre foi. Pena que não tem sinal do céu para ela me ligar aqui como faziamos antes.

Mas um dia a gente se encontra!

E o Corinthians nos uniu e fez nossa muito mais feliz.

Nunca foi só futebol.

Te amo, tia Inês. Onde estiver. E obrigado por tudo!

1.530 visualizações e 27 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Sandra Lima #1 @sandra.lima4 em 22/11/2017 às 07:29

Me emocionei com suas belas palavras.

É amigo vamos nos cuidar e viver a vida intensamente, pois no final todos morrem.

Danilo Carapuça #5.775 @danilo.carapuca em 22/11/2017 às 07:08

Ela nem ligou para o jogo falando com todo mundo que podia ao redor. Se encantou com o estádio, com a proximidade do campo e divertiu todo mundo a nossa volta durante os 90 minutos. Andamos por todo o canto da arena. Deixei ela em um lugar pra buscar o carro, quando voltei os policiais já tinham todos pegado amizade com ela...

Luiz Henrique #580 @luizhenrique em 22/11/2017 às 06:59

A vida passa tão rápido!

Felicidade, amor e saudade.

Que Deus a tenha e a todos os nossos amados que se foram.

21 a 26 de 26 respostas