A culpa não é do empresário

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Maria #148 @timaoparasempre em 28/11/2017 às 22:48

Tem muita gente responsabilizando o empresário do Pablo pelo não acerto do jogador com o Corinthians com base no fato dele sempre ter declarado o desejo de permanecer no clube. Diante da malograda negociação, a única conclusão possível é que o amor pelo dinheiro sobrepujou o declarado desejo de continuar defendendo o Timão. Convém lembrar que quem contrata o empresário é o jogador, e não o contrário, portanto, a última palavra é do contratante e não do contratado. Assim, Pablo é o único responsável pela sua decisão de não permanecer no Corinthians e passar tal responsabilidade para seu empresário seria destituí-lo de seu livre arbítrio e da condução de seu destino.

É óbvio que ele tem o direito de escolher o que acha ser melhor para ele. Mas não foi nada elegante permitir que seu empresário sondasse outros times, num verdadeiro leilão do jogador, enquanto declarava que queria permanecer, prolongando a negociação para ganhar tempo até aparecer uma proposta financeiramente melhor. Deveria ter sido honesto e aberto o jogo de quanto queria ganhar e em que condições e não ficar 'cozinhando o galo', à espera de uma proposta economicamente mais vantajosa. Em nenhum momento ele considerou o fato de que estava encostado no Bordeaux e que o Corinthians recuperou-o para o futebol, colocando-o na vitrina onde passou a ser cobiçado por outros times. Se, profissionalmente, ele tem o direito de escolher o que lhe parece ser melhor, o Corinthians tem o direito de dispensar seus préstimos e devolvê-lo ao time a que pertence, da mesma forma que o Marciel foi devolvido ao Corinthians antes do término da vigência do empréstimo.

Quanto ao veto à participação na festa da entrega da taça, considero que o mesmo serviu para preservá-lo de um vexame, pois, com certeza seria vaiado e xingado pela torcida. Se o clima era de festa, de celebração, de confraternização, não teria sentido possibilitar uma situação constrangedora para o jogador e para a própria festa. Se ele ajudou a conquistar o título, foi pago para isso e conforme declaração de seu empresário, o Corinthians não lhe deve nada, seus proventos estão em dia. Pablo supervalorizou-se ao pedir um salário muito acima ao teto do clube e condições especiais para o pagamento de luvas. Parece que pediu algo desproposital para poder ficar livre para fechar contrato com outro time. Está no seu direito, assim como o Corinthians está no direito de não relacioná-lo para os dois jogos que faltavam.

Sem clima para celebração e até para evitar tumultos, não participou da festa do Hepta, não porque saiu do Corinthians, mas pela forma como saiu. Se usou o Corinthians para se recuperar para o mundo da bola e para se valorizar, se simulou estar satisfeito no clube, manifestando o desejo de ficar ao mesmo tempo que permitiu que seu empresário o colocasse em leilão, se pediu um contrato fora dos padrões do clube para poder ficar livre para fechar com quem venceu o leilão, houve uma quebra de confiança. E com quebra de confiança não existe condições de participar com o grupo, no qual se inclui a diretoria com quem negociou, de uma celebração, que é também uma confraternização.

5.185 visualizações e 101 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Mateus Thiago Prudente #6.144 @mateus.thiago.pruden em 29/11/2017 às 09:15

Parabéns pelo texto! Há muito, muitos tentam clarear essa situação nebulosa. Você o fez com maestria, sem agressividade, nem parcialidade. A realidade nua e crua. Se há algo diferente nessa história, talvez nunca saberemos, porém esse resumo está muito coerente pra mim. Ele que seja feliz! Vai Corinthians!

Publicidade

Clóvis Hermógenes #6.478 @caioecarolina em 29/11/2017 às 09:15

Ele não ficou sem medalha meu amigo, só não participou da festa.

Se estivesse em campo seria xingado pela torcida, foi melhor para ele nem aparecer lá.

Joao @joao.zacharias em 29/11/2017 às 09:06

" "

Só não concordo com a diretoria de deixar ele de fora da festa do título!

Pois poderiam muito bem fazer ele jogar a partida e na outra semana avisar que o jogador não permaneceria no clube, não é justo ele ficar sem uma medalha, pois foi muito importante durante o ano.

O fato de ele querer mais dinheiro, tirou ele do clube e com razão, porque aqui é Corinthians e nenhum jogador é maior que o clube! Mas não podemos negar que ele foi importante durante o ano.

Jorge Tadeu Moreno @jorge.moreno em 29/11/2017 às 09:12

Bom dia Bando de loucos!

Maria, você falou tudo o que eu pensava, isso mesmo, o desgaste foi muito grande para ambos os lados, por isso achei correto por parte da diretoria, tira-lo da festa, porque, seria muito pior para o Pablo, acredito que ele não sabe o que é Corinthians.

Ado Dez #2.169 @ado.10 em 29/11/2017 às 09:12

No caso do Arana, Se o Corinthians fala não o Clube espanhol só o contrataria pagando a multa. Arana foi vendido em comum acordo. Caso o Arana não quisesse ir bastaria dizer não.

JURACY @juracyabondanza em 29/11/2017 às 08:59

" "

Apenas para traçar um paralelo vale lembrar que o Guilherme Arana também está saindo do Corinthians e participou da festa. A diferença é que o Arana esta saindo de cabeça erguida e pela porta da frente!

Wagner De Souza @wagner.wm em 29/11/2017 às 09:11

A única coisa que agente tem que ter é gratidão pelas coisas que as pessoas fazem ao nosso favor, mas o Pablo não o conhece tínhamos que apresentá-lo. GRATIDÃO

Joao Zacharias @joao.zacharias em 29/11/2017 às 09:06

Só não concordo com a diretoria de deixar ele de fora da festa do título!

Pois poderiam muito bem fazer ele jogar a partida e na outra semana avisar que o jogador não permaneceria no clube, não é justo ele ficar sem uma medalha, pois foi muito importante durante o ano.

O fato de ele querer mais dinheiro, tirou ele do clube e com razão, porque aqui é Corinthians e nenhum jogador é maior que o clube! Mas não podemos negar que ele foi importante durante o ano.

Raphão Ferreira #4.626 @raphao.ferreira em 29/11/2017 às 09:06

Excelente tópico, muito lucido e realista. Mas acho que assunto Pablo já deu. Todos nos sabemos que tanto o mercenário quanto o empresario estão mentindo a alguma tempo, então pra que ficar relembrando desses insetos?

O mercenário vai voltar a ficar esquecido na frança mais uma vez e o Corinthians vai continuar sendo o mesmo gigante de sempre!

Já perdemos ótimos jogadores, Renato Augusto, Gil, Paulinho, Castan, Fabio Santos, Ralf, Guerrero, Felipe e muitos outros infinitamente melhores que esse mercenário. Vamos parar de ficar dando importância pra um zagueirinho meia boca que acha que é um Chicão!

Nada contra o seu ótimo, alias parabéns por ele!

Juracy Abondanza @juracyabondanza em 29/11/2017 às 08:59

Apenas para traçar um paralelo vale lembrar que o Guilherme Arana também está saindo do Corinthians e participou da festa. A diferença é que o Arana esta saindo de cabeça erguida e pela porta da frente!

Luiz Santos #4.720 @luiz.santos26 em 29/11/2017 às 08:51

É um mercenário de marca maior.

Mas seu tiro saiu pela culatra ao esperar a conquista do título para tentar arrancar mais dinheiro do club.

Gabriel Martins #120 @gabriel.martins6 em 29/11/2017 às 08:50

Obvio. Empresario faz o que seu cliente pede, sem mais