Nasceu nos meados dos anos 90? Então você tem que conhecer melhor o EEEEEE ZE QUIEEEEEELLLLLL

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Mohamad #443 @mohamad em 12/02/2018 às 13:59

Era assim que a fiel o chamava, um dos jogadores mais queridos pela torcida e pouco badalado pela imprensa.

Ezequiel foi contratado no segundo semestre de 90 pelo Corinthians junto ao Ituano, para a disputa do brasileiro daquele ano, o qual se sagrou campeão.

Volante, baixinho era um guerreiro em campo, não foi titular em 90 mas foi uma espécie de 12º jogador, Nelsinho o usava com frequência para segurar o placar.

Ezequiel era o típico ídolo corinthiano, negro, baixinho, raçudo, do jeito que o Corinthiano gosta, nada de olhos verdes e a beleza anglo saxônica, ezequiel veio da favela, era nossa cara.

Em campo era uma formiga, deixava a alma se preciso fosse dentro das 4 linhas, na minha opinião, muito melhor que o Amaral, mas não tinha mídia da imprensa.

Ezequiel, quando garoto deberia ser daquels moleques que chgavam para disputar uma pelada com calção rasgado, sem camisa e descalço, deveria ter os dedos e a sola do pé grossa de tanto jogar golzinho na rua com as pedras delimitando o gol.

No paulista de 93, após a fase de classificação, caímos num grupo com SPFC, Santos e novorizontino, só o campeão se classificava para grande final.

Num dos jogos decisivos, estávamos perdendo para o Santos por 1x0, eram 30 do segundo tempo, marcelinho Paulista pegou um rebote na linha de fundo e cruzou, baixinho Ezequiel empatou de cabeça, depois o Neto virou.

Foi um Prazer ver esse cara jogar, tinha a alma corinthiana.

Ese tópico é uma homenagem a você, Grande Ezequiel.

2.670 visualizações e 74 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Últimas respostas

Douglas Fernando Silva #48 @dougnando em 14/02/2018 às 14:17

Eu o chamava de MOTORZINHO do Timão

Publicidade

Coluna Corinthia #142 @zizzo.bettega em 13/02/2018 às 19:07

Motorzinho do time. Daqueles ídolos anônimos. Surpreendentemente tem corinthianos que nunca deram o valor que ele merecia. Lembro que matou umas 10 avós porque chegava atrasado nos treinos e coisas do tipo, mas dentro de campo honrava o manto. Mas sabe como é aquele que ficava no meio do campo com a mão na cintura e depois decidia acabava levando todos os méritos porque punha a bola pra dentro.

Sandra Lima #1 @sandra.lima4 em 13/02/2018 às 19:06

Excelente tópico.

Gus Ortiz #185 @gus.ortiz em 13/02/2018 às 18:11

Ídolo

L. Bergamo #1.655 @l.bergamo em 13/02/2018 às 17:31

Ezequiel, o incansável

Gustavo Igor Fifres Soares #202 @gustavo.igor.fifres. em 13/02/2018 às 17:20

Pra conhecer o Ezequiel o cara tem que ter nascido em meados dos anos 80...rs

Ronnie Brow #11.990 @ronnie.brow em 13/02/2018 às 16:29

Bela homenagem, não podemos esquecer destes ícones, seria legal se alguém dissesse por onde ele anda hoje em dia...

Andelino Batista #313 @delino em 13/02/2018 às 16:14

Palmas! Honrava nossa camisa! Hoje em dia seria chamado de grosso.

Fabiano Lima #972 @fabiano.lima7 em 13/02/2018 às 16:12

Como você falou ótimo jogador mas com pouca mídia então quase ninguém lembra, lembro bem dele inclusive foi jogar no fim da carreira na ponte preta e num jogo contra nos arrebentou, outro exemplo igual o zagueiro Henrique

Fabricio Lima #1.857 @fabricio.lima4 em 13/02/2018 às 15:40

Operário corinthiano...Belo tópico!