Intensivão, Corinthians ainda tentando. Será uma última chance antes de um empréstimo?

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

Victor #1.281 @victordf em 13/02/2018 às 10:22

“intensivão” ministrado pelo auxiliar Osmar Loss e o preparador Mauri Lima para o atacante Carlinhos.'

'o centroavante recebeu atenção especial da dupla para melhorar suas finalizações. Separado do restante do grupo, que realizava uma movimentação em campo reduzido, ele passou cerca de 40 minutos treinando principalmente cabeçadas, fundamento considerado falho nas avaliações realizadas pela comissão técnica.'

'O desempenho, no entanto, deixou a desejar. Com muita dificuldade para fazer o gol mesmo sem marcação'

https://www.foxsports.com.br/news/343001-em-busca-de-novo-centroavante-corinthians-faz-treino-intensivo-com-joia-da-base Em busca de novo centroavante, Corinthians faz treino intensivo com joia da base | FOX Sports Em busca de novo centroavante, Corinthians faz treino intensivo com joia da base | FOX Sports Sem titulares, que ficaram no trabalho regenerativo na parte interna do CT, o jogador recebeu atenção especial do auxiliar Osmar Loss e do preparador Mauri... foxsports.com.br

https://www.terra.com.br/esportes/corinthians/corinthians-retoma-treinos-sem-titulares-e-com-atencao-a-carlinhos https://www.terra.com.br/esportes/corinthians/corinthians-retoma-treinos-sem-titulares-e-com-atencao-a-carlinhos terra.com.br , a11dfbbbade057a4106750dd42ff63936ckh0d5h.html

915 visualizações e 26 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhor resposta

Samu Zlsp #1 @samu.zlsp em 13/02/2018 às 10:49

Com aquele tamanho todo, não deve estar com vontade mesmo. Gol de cabeça é fácil de fazer, é só escorar, muitas vezes nem pular é necessário porque quem faz o cruzamento já sabe onde tem que colocar a bola para o centroavante tirar a marcação, difícil mesmo é fazer gol tendo que passar pela marcação, aí o rapaz vai ser reprovado mesmo.

Últimas respostas

Samu Zlsp #1 @samu.zlsp em 13/02/2018 às 14:56

Kkkkk verdade mano, lembro quando eu era garoto, fui driblar um zagueiro na várzea e ele me jogou para fora do campo kkkkk

Baltazar #10 @baltazar.1954 em 13/02/2018 às 14:39

" " Hoje em dia a geração leite com pêra se acha porque faz um gol jogando contra a avó.

Publicidade

Baltazar Oswaldo Silva #10 @baltazar.1954 em 13/02/2018 às 14:39

Hoje em dia a geração leite com pêra se acha porque faz um gol jogando contra a avó.

Samu #1 @samu.zlsp em 13/02/2018 às 12:29

" "

Verdade, lembra que quando eu jogava, se comece a fazer firula os caras já xingavam e os zagueiros sentavam a #[email protected]% da.

Diogo Fonseca #3.675 @diogo.fonseca1 em 13/02/2018 às 14:09

Vai ter o resultado esperado...

Antonio Carlos #398 @antonio.carlos12 em 13/02/2018 às 14:08

To achando que esse Carlinhos é mais uma enganação, ou tá querendo sair, empresario deve estar fazendo a cabeça dele.

Samu Zlsp #1 @samu.zlsp em 13/02/2018 às 12:32

Verdade, ninguém explica.

Samu Zlsp #1 @samu.zlsp em 13/02/2018 às 12:29

Verdade, lembra que quando eu jogava, se comece a fazer firula os caras já xingavam e os zagueiros sentavam a #[email protected]% da.

Baltazar #10 @baltazar.1954 em 13/02/2018 às 12:08

" "

Lembro que antigamente a molecava ia pros campinhos brincar de bola.

Depois de um tempo, com o fim dos campinhos, começaram a jogar em terrenos baldios.

Depois, foram para as ruas.

Mas pelo menos era jogo coletivo, tinha que fazer parte de um time e tentar vencer o outro.

Hoje em dia, é um monte de menino que no máximo brinca no prédio do apartamento ou na garagem da rua com os primos ou os pais, fazem um gol c4g4d0 e gritam como se fosse o Messi.

Baltazar Oswaldo Silva #10 @baltazar.1954 em 13/02/2018 às 12:08

Lembro que antigamente a molecava ia pros campinhos brincar de bola.

Depois de um tempo, com o fim dos campinhos, começaram a jogar em terrenos baldios.

Depois, foram para as ruas.

Mas pelo menos era jogo coletivo, tinha que fazer parte de um time e tentar vencer o outro.

Hoje em dia, é um monte de menino que no máximo brinca no prédio do apartamento ou na garagem da rua com os primos ou os pais, fazem um gol c4g4d0 e gritam como se fosse o Messi.

Samu #1 @samu.zlsp em 13/02/2018 às 11:08

" "

A gente jogava com aquelas bolas de capotão que quando chovia pareciam verdadeiros tijolos voadores quando batiam na cabeça, tinha que ter técnica para cabecear, um leve toque bastava, se errasse corria risco de torcer o pescoço kkkkkk então tinha que ter atenção. Hoje os moleques tem essas bolas especiais e não conseguem cabecear, chega dar vergonha.

Claudio Rissi #20 @migo.pr em 13/02/2018 às 11:58

Tá feia a coisa.

Mas duvido que o Kazim passe no teste também rs.

Samu Zlsp #1 @samu.zlsp em 13/02/2018 às 11:19

Os bambis gostam de quem mete gol nelas.

Baltazar #10 @baltazar.1954 em 13/02/2018 às 11:11

" "

Agora, nas tricoletes, acho que o treinador delas manda os centroavantes enfiarem o cabeção com força.

Samu Zlsp #1 @samu.zlsp em 13/02/2018 às 11:18

Kkkkkk Bem lembrado, essa geração não sabe o que a gente sofria. Eu só fui ter uma chuteira com 15 anos e mesmo assim era usada que eu ganhei de presente. Pobre tinha que comprar kichute. Gramado molhado tinha que ter habilidade para ficar em pé.

Hoje em dia os caras tem chuteira que só falta ter aparelho de ar condicionado kkkkkk

Paulo #4093 @paulo.galdino em 13/02/2018 às 11:12

" "

Sem falar que aquelas bolas arranhava quando estavam gastas, o pé ia para casa todo machucado kkkk