O segredo do Corinthians que nos torna vencedores sempre

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Mir #827 @pepe.dafiel em 17/03/2018 às 15:53

Tem 4 técnicos hoje que somente eles se encaixam no estilo de jogo que a gente ganha muito, as vezes perde lógico mais ainda sim quando perde é muito menos que os rivais e isso já me deixa tranquilo.

Tite

Carille

Mano menezes

Osmar loss

O Corinthuans mas tem que se revezar entre esses 4 treinadores dami pra frente.

Se precisar sair um entra o outro e do a nesse ciclo.

Esses 4 são o segredo pra gente dificilmente tomar goleadas e ficar sem títulos.

Quando um deles está no comando se o Corinthians perde dificilmente toma goleada que e muito vergonhoso...os três rivais acumulam desde 2008 quando adotamos nosso estilo de jogo muitas goleadas humilhantes e a gente dificilmente de lá pra cá tomou, ou seja estou anos poucas.

E dominamos o Brasil por causa do estilo de jogo desses técnicos que as vezes com jogadores fracos tecnicamente conseguem manter o Timão competitivo.

Por isso tem que continuar nesse rumo porque fora eles eu não confio em técnico nenhum no Brasil.

3.270 visualizações e 38 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Nassy Corinthiano #1.544 @nassy.corinthiano em 17/03/2018 às 18:37

Comprovadamente..no momento o ciclo está girando entre..Mano/Tite/Carille... Tomara que o Loss algum dia assuma e feche este ciclo com este quarteto... Não vai ter pra ninguém.

Oilson Amorim Dos Reis #2 @reyes em 17/03/2018 às 15:55

Esse é o espírito! Que continuem nessa toada! Vai Corinthians!

Últimas respostas

Flávia Passos #21 @fa.passos em 18/03/2018 às 19:29

Também penso que o time pode e deve melhorar, mas não acha que pode estar cobrando a pessoa errada?

Precisamos de reforços e isto é de responsabilidade da diretoria.

São eles que temos que cobrar.

Valeu pelo troca de ideias, ótima semana.

Abraços

Vanderglaibson #6151 @maopesada em 18/03/2018 às 19:25

" " Para encerrar, respeito sua opinião, mas sou daqueles que não se contenta com pouco, acho que sempre se pode melhorar e o Corinthians sempre será o time grande, portanto não pode pensar pequeno. Valeu o papo, abraço.

Publicidade

Vanderglaibson Silva #6.151 @maopesada em 18/03/2018 às 19:25

Para encerrar, respeito sua opinião, mas sou daqueles que não se contenta com pouco, acho que sempre se pode melhorar e o Corinthians sempre será o time grande, portanto não pode pensar pequeno. Valeu o papo, abraço.

Flávia #21 @fa.passos em 18/03/2018 às 19:19

" "

Primeiro que eu não acho nenhum ser humano 'burro'.

O que pode existir são pessoas despreparadas para desempenhar tal função, o que pra mim não se aplica ao Carille, pois o considero um excelente técnico de futebol podendo evoluir ainda mais. Tenho consciência que como todo profissional ele também tem defeitos como a teimosia e excesso de cautela em fazer substituições e por vezes empurrar o time para o ataque.

É fácil repetir o discurso da imprensa e colocar a culpa no técnico, mas se for um pouco mais profundo na análise perceberá o óbvio. Esse time é tecnicamente bem mediano e enfraqueceu ainda mais com a saída de peças importantes como Jô, Arana e Pablo (este nem tanto).

É muito nítido a falta de um centroavante, dois laterais (direito e esquerdo), um pra vaga de Arana e outro pra reserva de Fagner e um meia armador no mesmo nível de Jadson para não ficar dependente dele.

Mas são questões de competência e responsabilidade da diretoria que mais late do que morde. Ou seja, não resolve a situação. Então, você quer pôr a culpa na competência de Carille que vem tirando leite de pedra, se desdobrando com variações táticas pra encontrar um equilíbrio pra esse time com jogadores medianos?

Menos, né...

Na coletiva, o próprio técnico respondeu um repórter dizendo 'trabalho com o que temos (jogadores), é o que temos'.

Hoje Carille errou realmente ao não substituir logo no intervalo apostando nas entradas de Pedrinho e Vital, e sacando Romero do Jogo. Eu mesma que tinha considerado a substituição de Clayson errado, assisti a coletiva onde o técnico justificou que o jogador passou mal. Este é um exemplo de que temos que realmente acompanhar até as coletivas para ter melhor embasamento nas críticas.

A dica é para todos.

Mas se ainda o considera um 'burro', que tal mandar chamar, Cristóvão, Oswaldo, Cuca, Dorival, Felipão (cuidado com o 7x1), ou Dunga?

É o que temos no mercado, mas depois não lamente quando ver Carille em outro clube ganhando títulos.

Minha opinião...

Flávia Passos #21 @fa.passos em 18/03/2018 às 19:19

Primeiro que eu não acho nenhum ser humano 'burro'.

O que pode existir são pessoas despreparadas para desempenhar tal função, o que pra mim não se aplica ao Carille, pois o considero um excelente técnico de futebol podendo evoluir ainda mais. Tenho consciência que como todo profissional ele também tem defeitos como a teimosia e excesso de cautela em fazer substituições e por vezes empurrar o time para o ataque.

É fácil repetir o discurso da imprensa e colocar a culpa no técnico, mas se for um pouco mais profundo na análise perceberá o óbvio. Esse time é tecnicamente bem mediano e enfraqueceu ainda mais com a saída de peças importantes como Jô, Arana e Pablo (este nem tanto).

É muito nítido a falta de um centroavante, dois laterais (direito e esquerdo), um pra vaga de Arana e outro pra reserva de Fagner e um meia armador no mesmo nível de Jadson para não ficar dependente dele.

Mas são questões de competência e responsabilidade da diretoria que mais late do que morde. Ou seja, não resolve a situação. Então, você quer pôr a culpa na competência de Carille que vem tirando leite de pedra, se desdobrando com variações táticas pra encontrar um equilíbrio pra esse time com jogadores medianos?

Menos, né...

Na coletiva, o próprio técnico respondeu um repórter dizendo 'trabalho com o que temos (jogadores), é o que temos'.

Hoje Carille errou realmente ao não substituir logo no intervalo apostando nas entradas de Pedrinho e Vital, e sacando Romero do Jogo. Eu mesma que tinha considerado a substituição de Clayson errado, assisti a coletiva onde o técnico justificou que o jogador passou mal. Este é um exemplo de que temos que realmente acompanhar até as coletivas para ter melhor embasamento nas críticas.

A dica é para todos.

Mas se ainda o considera um 'burro', que tal mandar chamar, Cristóvão, Oswaldo, Cuca, Dorival, Felipão (cuidado com o 7x1), ou Dunga?

É o que temos no mercado, mas depois não lamente quando ver Carille em outro clube ganhando títulos.

Minha opinião...

Vanderglaibson #6151 @maopesada em 18/03/2018 às 18:45

" " você tem razão, contra o Real Madrid sim, mas contra o todo poderoso Braga no Pacaembu não né.
Você se lembra do começo do Carille no ano passado? Estávamos jogando nada, Kazin de centroavante e temiamos uma goleada do Palmeiras em nossa arena. Fato. De repente o Jô entrou, fez um gol improvável e ganhamos o jogo. A partir daquele momento o esquema passou a ser bola no Jô. Vou ser bem sincero, acho o Carille fraquíssimo, burro e teimoso, aliás como dizia Osvaldo Montenegro: 'nunca ví um imbecíl hesitar'. Quem fez o Carille foi o Jô e jogando com este estilo covarde, não temos chance na Libertadores, quer apostar?

Vanderglaibson Silva #6.151 @maopesada em 18/03/2018 às 18:45

você tem razão, contra o Real Madrid sim, mas contra o todo poderoso Braga no Pacaembu não né.
Você se lembra do começo do Carille no ano passado? Estávamos jogando nada, Kazin de centroavante e temiamos uma goleada do Palmeiras em nossa arena. Fato. De repente o Jô entrou, fez um gol improvável e ganhamos o jogo. A partir daquele momento o esquema passou a ser bola no Jô. Vou ser bem sincero, acho o Carille fraquíssimo, burro e teimoso, aliás como dizia Osvaldo Montenegro: 'nunca ví um imbecíl hesitar'. Quem fez o Carille foi o Jô e jogando com este estilo covarde, não temos chance na Libertadores, quer apostar?

Flávia #21 @fa.passos em 18/03/2018 às 18:38

" "

Contra o Real Madrid o que eu vi foi um Grêmio totalmente acovardado e muito mais preocupado em não tomar goleada, abdicando de ir ao ataque desde o primeiro minuto do jogo.

Então, Renato Gaúcho e Carille estão nivelados.

Flávia Passos #21 @fa.passos em 18/03/2018 às 18:38

Contra o Real Madrid o que eu vi foi um Grêmio totalmente acovardado e muito mais preocupado em não tomar goleada, abdicando de ir ao ataque desde o primeiro minuto do jogo.

Então, Renato Gaúcho e Carille estão nivelados.

Vanderglaibson #6151 @maopesada em 18/03/2018 às 18:30

" "

Eu prefiro técnicos sem medo, basta ver os resultados do Renato.

Bruno Lélis #862 @bruno.lelis1 em 18/03/2018 às 18:35

Concordo. O problema é que em algumas derrotas, como hoje, o treinador mostra uma falta de repertório e o time demonstra uma apatia que chega a dar raiva.

Vanderglaibson Silva #6.151 @maopesada em 18/03/2018 às 18:30

Eu prefiro técnicos sem medo, basta ver os resultados do Renato.

Flávia #21 @fa.passos em 18/03/2018 às 15:43

" "

No momento, a CBF e a imprensa tem preferência por Renato Gaúcho pelo esquema de jogo mais ofensivo e por ter sido jogador da seleção coisa e tal...

É o queridinho do momento.

Necozinho Mil Grau #3.034 @necozinho em 18/03/2018 às 15:48

No Corinthians poderia ser que nem no Barça, mudam-se os técnicos, mudam-se os jogadores mas a filosofia é a mesma

Flávia Passos #21 @fa.passos em 18/03/2018 às 15:43

No momento, a CBF e a imprensa tem preferência por Renato Gaúcho pelo esquema de jogo mais ofensivo e por ter sido jogador da seleção coisa e tal...

É o queridinho do momento.

EJKS #1792 @ever.almeida.silva.j em 18/03/2018 às 14:33

" "

Kkkkk sinceramente espero que o Tite num vá para o PSG tão já, senão vão querer tirar o Carille da gente

Flávia Passos #21 @fa.passos em 18/03/2018 às 15:39

2015 foi o 4-14-1 e fomos campeão brasileiro.

Noel #5576 @nombers em 18/03/2018 às 14:47

" "

Dentre os quatro sou mais o loss e o mano, o esquema tatico vencedor eo do mano 442 que o Tite usou pra ser campeão da liberta e mundial quando quiz implntar o 4141foi só derrota do Timão o Carille tentou viu a furada e voltou para o esqurma do mano. 442 e isso loss e mano tudo a ver.