Foi só um primeiro jogo...

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

Cirio #11 @tibas em 14/01/2019 às 11:11

E quem diria que depois de um tempo ser ver o Corinthians em campo, iriamos logo ver o retorno com gritos de GOLLL.

Bastou poucos minutos para que dois estreantes fizessem a fiel novamente se empolgar.

Nosso treinador foi ligeiro, e mandou a campo logo os novos contratos, só para os malucos irem sentindo o que é Corinthians.

Eu sempre pego e levo a sério a primeira impressão de alguns fatos, e ontem vi que todos estão a fim de jogo e que o lombo suportará o peso da nossa camisa.

No ataque Gustavo pode sim ser a grande surpresa, para quem nos últimos meses clamava por ter um centroavante.

Ali pelas beiradas do campo, mesmo eu achando que se não se cuidar a balança derruba, vejo no potencial técnico no André Luis para em breve tornar apenas lembrança um certo paraguaio.

Vi muitos analisando Sornoza de forma de forma semelhante a mim, acho que não jogo na dele, e ficou meio desconfortável tendo que fazer a função de ajudante de lateral, a meu ver seria o substituto imediato do Jadson. Eu ia de Pedrinho e André Luis.

No meio, vimos Ramiro e Richard, o primeiro solto, afoito é verdade mas daqui a uns dois jogos podem comentar que parece que ele veste a camisa desde sempre.

O segundo não comprometeu, perdido ainda no esquema, mas mostrou bom passe e aumentou a altura do meio campo, ainda vejo Ralf pela liderança e conhecimento do clube como o titular, e Gabriel ali mordendo a canela dele pela vaga.

Dito isso, vamos aos que já conhecemos, nada de novo no front. Avelar sendo Avelar(segura essa bucha aí Carille), PH buscando se esforçar e sendo punido como sempre pela falta de sorte.

Fagner sendo perseguido pelas imagens, Jadson inteligente como sempre e perna pesada nas cobranças de escanteios(Olha o Sornoza aí). Cássio em forma, Henrique sendo Henrique.

No segundo tempo, bom aí foi um catadão, não deu para ver individualmente muita coisa, a não ser que o Douglas errou menos na lateral que o cara da posição.

E Souza o reclamão, e Waltão grande goleiro, mas chama gol, mesmo que tenha sido invalidado e corretamente uma bola sempre entra, é uma coisa que já nota a um certo tempo.

O que deu pra notar mesmo e o que interessa, foi que em um único jogo, o time já tem um padrão definido, e que quem já trabalhou com Carille não esqueceu esse padrão, e os que acabam de chegar, viram muito bem o que era o Corinthians com ele como treinador.

E vai ser assim, acertando a defesa, passando para o meio e por fim quando menos esperar estamos ali nas cabeças das competições.

Mas para isso o bando de mal acabados, vamos ter um pouco de paciência, outro dia fiz um tópico aí sobre isso, que o grande reforço seria a paciência, o povo não gostou muito, tá culpo os VG da era moderna por isso.

Mas ontem, meu amigo o que tinha de gente com boca na corneta, era uma coisa impressionante, não que eu ache que não se deva ter cornetadas, mas no primeiro jogo, com um time cheio de novidades, o pessoal cobrar exibição de gala.

Olha tem que tomar cuidado para não passar recibo de bobão depois hein.

Quanto ao PH, gente o gol foi contra por que ele simplesmente estava na bola, estava na marcação, faltou sorte, só isso.

Agora para muitos aí, foi como se ele tivesse acordado e pensando 'hoje eu faço caghada, vou logo é marcar um gol contra só pra irritar a torcida'.

Menos né galera.

Pra mim valeu para matar a saudades, por ver que o time em poucos dias tem o que não conseguiu no semestre passado todinho, PADRÃO DE JOGO. Se não é o mais bonito, já se mostrou o mais eficiente.

Valeu por ver que os reforços estão ali na pilha como nós em busca do triunfo, muito coisa ainda estar por vir, e que elas venham para nos fazer cada vez mais loucos pelo Corinthians e felizes com boas atuações.

VAI CORINTHIANS...

365 visualizações e 27 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhor resposta

Elton Gomes #859 @hellton em 14/01/2019 às 11:32

Acredito que encontrar uma maneira de deixar o Sornoza mais a vontade em campo será o grande desafio neste começo de temporada, visivelmente ali não é dele.

Últimas respostas

D Guerra #305 @diogo.souza8 em 17/01/2019 às 18:52

Acabou a tempos, a seleção mostra isso nas Copas.

Na Inglaterra e time metendo 9, outro 6, outro 5.

Aqui é um 1x0 chorado.

Ah, mas lá tem jogadores de qualidade. Sim, mas tem postura e vontade dos jogadores também. Aqui nem no gol chutam, olha o jogo de ontem do sub 20, aquilo é futebol. Clube superior mostrando sua superioridade, não se contentando com 1x0 feito a cinco minutos de jogo.

Se as equipes profissionais tivessem a visão de ganhar e bem de adversários inferiores, muitos não passariam vergonha.

O 'pais do futebol', perdeu a realeza a muito tempo.

Cirio #11 @tibas em 17/01/2019 às 10:32

" "

O futebol não acabou, ele se adaptou ao que é tendência.

Todo mundo quer ver sim um time goleador, mas veja a qualidade dos atletas, e com tanto dinheiro envolvido, as vezes é melhor jogar pra não dar vexame e segurar o emprego como der.

Em 2015 os resultados fora o fruto do que tivemos em 2014, remontagem e de novo começar a arrumar de trás pra frente.

O mesmo deve acontecer agora, e arrisco a dizer que talvez os resultados venham até mais rápido.

Publicidade

Cirio Castre #11 @tibas em 17/01/2019 às 10:32

O futebol não acabou, ele se adaptou ao que é tendência.

Todo mundo quer ver sim um time goleador, mas veja a qualidade dos atletas, e com tanto dinheiro envolvido, as vezes é melhor jogar pra não dar vexame e segurar o emprego como der.

Em 2015 os resultados fora o fruto do que tivemos em 2014, remontagem e de novo começar a arrumar de trás pra frente.

O mesmo deve acontecer agora, e arrisco a dizer que talvez os resultados venham até mais rápido.

D #305 @diogo.souza8 em 17/01/2019 às 02:14

" "

2015 vários jogos de 3x0, e os que não eram, o time fazia mais como aquela 4x1 na arena da baixada, assim como fazia menos também, mas criava o suficiente para poder ganhar de 3.

Tudo questão do pensamento do técnico, qualidade dos jogadores, e postura do time.

Que o sistema defensivo solido se tornou vitorioso, concordo plenamente assim como o futebol brasileiro num geral acabou.

D Guerra #305 @diogo.souza8 em 17/01/2019 às 02:14

2015 vários jogos de 3x0, e os que não eram, o time fazia mais como aquela 4x1 na arena da baixada, assim como fazia menos também, mas criava o suficiente para poder ganhar de 3.

Tudo questão do pensamento do técnico, qualidade dos jogadores, e postura do time.

Que o sistema defensivo solido se tornou vitorioso, concordo plenamente assim como o futebol brasileiro num geral acabou.

Cirio #11 @tibas em 16/01/2019 às 10:27

" "

Na verdade você está querendo é ver o time jogando e fazendo mais de três gol por jogo, isso só aconteceu no final da década de 90 com aquele timaço que seria campeão mundial em 2000.

Depois do rebaixamento o SCCP adotou fortemente a filosofia Italiana de jogo, segurança defensiva e ataque mortal.

Em algumas temporadas tivemos atacantes fora da curva, e outras uns mais tortos que a própria curva.

Eu acredito que em médio prazo mais gols aconteceram, mas o SCCP será como nos últimos anos um time mais defensivo, e venhamos tem dado mais certo que errado.

Cirio Castre #11 @tibas em 16/01/2019 às 10:27

Na verdade você está querendo é ver o time jogando e fazendo mais de três gol por jogo, isso só aconteceu no final da década de 90 com aquele timaço que seria campeão mundial em 2000.

Depois do rebaixamento o SCCP adotou fortemente a filosofia Italiana de jogo, segurança defensiva e ataque mortal.

Em algumas temporadas tivemos atacantes fora da curva, e outras uns mais tortos que a própria curva.

Eu acredito que em médio prazo mais gols aconteceram, mas o SCCP será como nos últimos anos um time mais defensivo, e venhamos tem dado mais certo que errado.

D #305 @diogo.souza8 em 15/01/2019 às 19:22

" "

Acelerado e realista de quem vê a mesma história a anos, raras exceções

D Guerra #305 @diogo.souza8 em 15/01/2019 às 19:22

Acelerado e realista de quem vê a mesma história a anos, raras exceções

Cirio #11 @tibas em 15/01/2019 às 09:36

" "

Então, de novo falo foi o primeiro jogo.

Acho que você está acelerado demais.

Cirio Castre #11 @tibas em 15/01/2019 às 09:36

Então, de novo falo foi o primeiro jogo.

Acho que você está acelerado demais.

D #305 @diogo.souza8 em 14/01/2019 às 18:31

" " Time que não cria, que não chuta, tem chance de ganhar de 1 x 0 com a zaga falhando?

D Guerra #305 @diogo.souza8 em 14/01/2019 às 18:31

Time que não cria, que não chuta, tem chance de ganhar de 1 x 0 com a zaga falhando?

Cirio #11 @tibas em 14/01/2019 às 18:21

" "

Calma, 1 X 0 ainda vale três pontos.

E o trabalho apenas começou.

Cirio Castre #11 @tibas em 14/01/2019 às 18:21

Calma, 1 X 0 ainda vale três pontos.

E o trabalho apenas começou.

D #305 @diogo.souza8 em 14/01/2019 às 14:31

" "

Isso se der títulos.

Pois times que não fazem gols, dificilmente ganham algo

D Guerra #305 @diogo.souza8 em 14/01/2019 às 14:31

Isso se der títulos.

Pois times que não fazem gols, dificilmente ganham algo

Cirio #11 @tibas em 14/01/2019 às 11:26

" "

Se acostume, pois durante um tempo será isso. Mas o que importa é que no final esse tipo de retranca acaba terminado em título.

D Guerra #305 @diogo.souza8 em 14/01/2019 às 14:08

Esse é o ponto:

'Grandes times nos últimos anos jogavam no contra-ataque, como o Real Madrid de Ancelotti, que se defendia bem, mas não deixava de atacar.'

'que se defendia bem, mas não deixava de atacar.'

Coisa que o Corinthians faz o contrario, deixa de atacar e se defende mal.

Pois defesa boa o Carille tem no meio de 2017, quando tu via as duas linhas de 4 bem compactas, depois, vishi... 2018 bola aeria então..

Márcio #943 @marcio.rodrigo.costa em 14/01/2019 às 13:07

" "

Exato. Concordamos neste ponto. Fico extremamente incomodado quando o time não consegue dar estocadas no adversário. Até porque, se o time não faz isso, o adversário vai se sentindo cada vez mais à vontade no jogo.

Grandes times nos últimos anos jogavam no contra-ataque, como o Real Madrid de Ancelotti, que se defendia bem, mas não deixava de atacar.