Este tópico não é uma defesa ao Carille e nem uma crítica ao Tite: 2013, ano pior que o atual

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Rafael #327 @rafael.amorim4 em 16/10/2019 às 11:11

Amigos, não sei se o pessoal é muito apegado apenas ao presente e esquece de algumas coisas passadas, mas quem falar que o Tite sempre foi mais ofensivo que o Carille ou não acompanhou ou se esqueceu.

Tite foi muito mais equilibrado em 2015, isso é indiscutível. Aquele ano foi maravilhoso em termos de desempenho.

Entre 2011 e 2013 sempre fomos mais defensivos e, especialmente, em 2013 foi MUITO mais retranqueiro que o presente ano de 2019.

Eu nem comparo, aquela campanha foi MUITO mais vergonhosa que atual. Seja na bola jogada, seja nos resultados.

Tínhamos o melhor elenco do Brasil, reforçadíssimo, e ainda assim brigamos para não cair, tomamos goleadas da Portuguesa etc. Aquele trabalho foi tão ruim, tão ruim, que nem o Tite conseguiu se manter.

E olha que era o Tite, campeão de tudo por nós.

Portanto, sejamos coerentes nas nossas críticas.

4.065 visualizações e 144 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Edgard Alan Souza #38 @edgard.alan.souza em 16/10/2019 às 11:14

Tite reconheceu que estava um passo atrás na carreira e foi se aprimorar em 2014, voltando muito melhor em 2015

Que Carille possa ter a mesma humildade e sabedoria.

Felipe Castelló Soares #3.860 @felipe.castello.soa1 em 17/10/2019 às 12:46

Seja específico, campeonato brasileiro de 2013.

O ano de 2013 foi de conquista da Recopa e do campeonato paulista. É só não avançamos na Libertadores, porque mataran um adolescente de 15 anos na arquibancada de um jogo na Bolívia e porque o Amarilla terminou de fazer o que a comenbol não teve coragem de fazer, que era eliminar o time da Libertadores pelo ato imprudente de um grupo de torcedores.

Últimas respostas

Gustavo Rodrigues #11.670 @gustavo.rodrigues63 em 18/10/2019 às 22:10

Kkkk
Tá 'serto'

PepCarille #75 @lucasmoura2015 em 18/10/2019 às 15:40

" "

Falamos que não sabemos exatamente como fomos campeões, e não que não merecíamos.

Publicidade

Pepcarille God #75 @lucasmoura2015 em 18/10/2019 às 15:40

Falamos que não sabemos exatamente como fomos campeões, e não que não merecíamos.

Gustavo #11670 @gustavo.rodrigues63 em 17/10/2019 às 18:26

" "

Kkkkk

Ué, você mesmo falou que o time não mereceu ganhar kkkkkk

Ricardo Augusto #972 @ricardo.augusto2 em 18/10/2019 às 13:11

Olha, tomara viu

Alan #669 @alan.cesar.gideao.fe em 18/10/2019 às 06:05

" "

Acredito que Carille tenha vindo nesta temporada para reformular o time, igual em 2014, com o Mano.

Pilo Romano #467 @pilo.romano em 18/10/2019 às 09:09

1o semestre de 2013 muito melhor que o de 2019. 2o semestre semelhante...talvez o de 2013 foi pior porque sofreu mais derrotas vexatórias, como o 4x0 contra a rebaixada Portuguesa.

Rodrigo Borges #514 @rodrigo.borges14 em 18/10/2019 às 08:35

Concordo, mas não 100%

As lembranças do jogo mal jogado em 2013 (Segundo turno brasileiro) era a insistência no Ibson após saída de Paulinho, contratação do Maldonado que estava se recuperando no Corinthians.

Lembro muito de um 2a1 do São Paulo no Pacaembu em que o Corinthians amassou nos 10 primeiros minutos, podendo matar o jogo logo no início por 2a0.

Assim... Concordo apenas em 70%. O Time na época tinha mais qualidade, só que jogava tão feio quanto o de agora

Márcio Ram @marcio.ram em 18/10/2019 às 08:15

Olha o que me incomoda no Carille são as entrevistas pós jogo. Acho que com esses jogadores, não há muito o que exigir. Com Cássio falhando deste jeito e esse Manoel...Quarto lugar é um milagre

Gustavo Giangiulio @gustavogiangiulio em 18/10/2019 às 08:10

Estamos falando do Brasileirão de 2013, certo?

Porque ganhamos o Paulista, a Recopa, e podem me xingar, mas se naquele fatídico 2013, o Carlos Amarilla não tivesse nos eliminado da Libertadores naquele jogo contra o Boca, e se o Alexandre Pato tivesse feito aquele gol embaixo da trave e num outro jogo, teríamos sido campeão da Libertadores daquele ano, teríamos chance de ganhar o Mundial (Bayern ganhou).

Se isso acontecesse, o ano de 2013 não teria sido um dos piores, mas um dos melhores. Teríamos levantado a tríplice coroa, e, de quebra, o Alexandre Pato não teria sido queimado pela torcida.

Allan Washington #6.625 @allan.washington em 18/10/2019 às 06:32

O Carille é arrogânte, reconhecer isso é demais p ele

Edgard Alan #38 @edgard.alan.souza em 16/10/2019 às 11:14

" "

Tite reconheceu que estava um passo atrás na carreira e foi se aprimorar em 2014, voltando muito melhor em 2015

Que Carille possa ter a mesma humildade e sabedoria.

Thiago Souto #3.035 @thiago.souto2 em 18/10/2019 às 06:09

Claro que sempre foi mais defensivo, isso não se discute, mas como falei, com a bola tinha variações de jogadas, esse time atual não.

E a pressão de 2013 se deu pelo fato de nem a defesa mais estar fazendo o papel que sempre fazia

Rafael #327 @rafael.amorim4 em 17/10/2019 às 22:04

" "

A comparação é com o time do brasileiro de 2013. Ainda assim todos esses times eram mais defensivos do que ofensivos.

Alan César Gideão Ferreira #669 @alan.cesar.gideao.fe em 18/10/2019 às 06:05

Acredito que Carille tenha vindo nesta temporada para reformular o time, igual em 2014, com o Mano.

Ricardo #972 @ricardo.augusto2 em 18/10/2019 às 00:51

" "

Algumas diferenças: Tite já tonha ganhado tudo e, por mais que tivéssemos um elenco reforçadíssimo, mais da metade dos jogadores ali estavam nas campanhas dos títulos recentes e pareciam não ter mais gana de vencer (curioso foi que essa nhaca começou depois de meter 4x0 na mulambada) e o próprio Tite reconheceu que precisava estudar pra mudar a postura e seu estilo de jogo (alguém vê o Carille reconhecer isso? ), tanto que tirou 2014 pra estudar e fazer estágios na Europa, o Mano veio e remontou o time tirando alguns jogadores e trazendo outros, subindo alguns base como Malcom e Arana, trouxe Fagner que está até hoje no time; Tite voltou e totalmente reformulado.

Os times de 2011 e 2012, embora fossem defensivos também, eram muito mais competentes. Aqueles times, por exemplo, não ficariam na roda contra Atlético PR e nem levariam uma virada vergonhosa como a contra o Goiás.