Carta para o Sr. Paulo André! (FODASTICA)

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Rafael #241 @rafilskisccp em 03/02/2014 às 23:18

Paulo André,

Venho através desta, tentar um diálogo por escrito, como o senhor gosta. Cheguei a pouco no trabalho, vindo em um ônibus lotado, enfrentando um calor infernal, trânsito, e um preço de passagem que ainda considero abusivo.

Portanto, pra começo de conversa, deixe de lado essa balela sobre suas “condições de trabalho”, ok? Já de início me ofereço pra trocar de condições, caso seja de seu agrado.

Agora vamos ao que interessa.

Poucos dias atrás, vi uma declaração sua na qual afirmava que, na condição de torcedor, não estaria indo aos estádios por considerar que o espetáculo apresentado não valia o investimento. Concordo!

Concordo, inclusive, com grande parte das causas abraçadas pelo Sr, em especial aquelas que sejam de encontro direto com a CBF e seus mandatários. Nessa, estamos juntos!

Mas, como diria um sábio popular, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa!

Milhares de trabalhadores que, assim como eu, enfrentam a labuta diária em troca de um reconhecimento financeiro questionável, dedicam parte de sua renda mensal para o tal espetáculo mencionado pelo Sr.

É por mim e por esses que falo!

O espetáculo em sua forma, uma tentativa burra da CBF para diminuir o calendário, já não nos agrada. Mas não há descontentamento maior com o que vemos em campo. Ou melhor, o que não vemos em campo!

Chega a me parecer cômico ver ameaças dos jogadores, liderados pelo Sr, dizendo que não iriam entrar em campo. Tenho ido aos jogos, como costumeiramente faço, e não os tenho visto em campo desde 2013.

Aliás, chega me bater um certo saudosismo da Copinha. Ali valeu o espetáculo, mesmo com a derrota na final.

De certo que a fase recente vivida pelo Corinthians, com os maiores títulos de sua história, criou ao redor de nós uma névoa de comodidade. Tanto jogadores, quanto diretoria e torcedores, não estavam acostumados com tempos tão tranquilos e de tantas felicidades seguidas.

Esses últimos anos, talvez tenham sido os de maiores glórias de toda nossa história.

E muitos de vocês, jogadores, chegaram justamente nesta fase.

A diferença entre nós, torcedores, e vocês, jogadores, é que nós sabemos as raízes de nosso clube e, consequentemente, de nossa torcida.

Nos lembramos de outros episódios onde apenas a expulsão, pelo bem ou mal, tenha sido solução para renovação. Quando a diretoria batia o pé por algo que a torcida discordava, no fim prevalecia o desejo da Fiel.

E isso não está ligado a torcidas organizadas, antes que me aplique outra balela. Miguel Bataglia, fundador e primeiro presidente do Sport Club Corinthians Paulista, cravou ainda em 1910 que o time seria do povo e o povo que faria o time.

Desde então é assim!

Não há novidade para nós, torcedores, mas há para vocês. Talvez estejamos sim mal acostumados com tantos títulos seguidos, e não reclamamos, mas não esquecemos do nosso papel além-arquibancada.

Não admitimos, caso o senhor não saiba, falta de dedicação com o distintivo que carregam no peito. Não admitimos, para salientar, má gestão por parte dos dirigentes. Não admitimos, pra deixar claro, desvios de conduta por parte de quem quer que seja.

O que é emprego e fonte de renda para os Srs, para nós é razão. Razão motivada pelo sentimento. E quando se une razão e sentimento, não há barreiras.

O Sr, paladino da justiça, dos fracos e oprimidos (? ), tentou organizar uma greve. Greve é um direito do trabalhista, e direito que defendo. Mas abuso de greve gera justa causa, é quebra contratual, rua, tchau!

Não fazemos questão de ter em nosso time, quem não tenha orgulho de estar em nosso time. Usando a infantil provocação, os incomodados que se mudem. Temos uma molecada da base sedenta por oportunidade e destilando orgulho da camisa que vestem.

Não me importaria se fossemos até mesmo rebaixados no Paulista com a molecada da base, de coração. Mas com vocês, suas péssimas condições de trabalhos, seus salários baixos, a falta de estrutura que lhes é proporcionada, o péssimo acompanhamento profissional? Não, aí o papo é outro.

Não queremos atacante que dê carretilhas, queremos um que olhe firme no olho do zagueiro adversário, na hora da bola e na hora da briga. Não pedimos zagueiro que desarme e saia driblando, queremos o que dê um bico na bola e bata no peito enquanto urra. Não queremos volante que pedale, queremos o que coma a grama em campo. Não queremos goleiro que dê pontes ornamentais, mas aquele que pule com o joelho no peito do atacante adversário, enquanto soca a bola para longe.

Não exigimos o título (embora queiramos), mas exigimos raça.

Sempre foi assim. Sempre será! Quer você queira, ou não queira.

O Corinthians não é do Bom Senso, o Corinthians é da Fiel torcida. E cabe unicamente a ela dizer o que lhe agrada e o que lhe descontenta.

Chega de pinceladas, de textos bem escritos, de discursos afiados e ideologias revolucionárias. Respeito e, de certa forma, concordo com isso. Mas de nada vale se, dentro de campo, não estiver suando a camisa do Corinthians.

Antes de falar, olhe para si mesmo, para o grupo ao seu redor. Façam uma auto critica. Pense no tal do espetáculo.

Mas, acima de tudo, tenha ciência de que o espetáculo de maior satisfação para nós, torcedores, é ver o Corinthians jogar. Repare, não falei vencer, falei jogar!

Honre a camisa e não se importe se o futebol de vocês estiver justificando o investimento (seja o nosso, no ingresso, ou o da diretoria, no salários). Importe-se em fazer valer o privilégio que os Srs. Estão tendo em vestir esse manto alvinegro.

Não sei aí, mas aqui é Corinthians. E por ele fazemos tudo o que for preciso, da maneira que considerarmos correta.

Quarta-feira estaremos lá no Pacaembu, como sempre. E vocês?

Gustavo Tampa,

Coringão louco e, se necessário, inconsequente!

3.158 visualizações e 147 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Fabio Francisco Barbosa Dos Prazeres Das Chagas #11 @caachorrodoido em 03/02/2014 às 23:58

Já falei

Que o filho do picasso

Deveria abandonar o futebol

E ir pintar seus quadros longe do Corinthians

Gustavo Bologna #124 @gustavo.bologna em 04/02/2014 às 03:49

Gustavo Tampa mostrando que membro de Organizada também sabe escrever, já que muitos ignorantes daqui dizem que lá é a casa dos marginais, analfabetos e vagabundos...

Texto perfeito!

Últimas respostas

Rafael Oliveira #241 @rafilskisccp em 06/02/2014 às 22:58

Gil e cleber (y)

Antonio #1108 @antoniopr em 05/02/2014 às 23:47

" "

Conclusão sabidão. Bom é o Cléber e o Felipe.

Publicidade

Antonio Pr #1.108 @antoniopr em 05/02/2014 às 23:47

Conclusão sabidão. Bom é o Cléber e o Felipe.

Rafael De Azevedo #3.416 @rafael.de.azevedo em 05/02/2014 às 23:35

Não foi nada, quem não perde o rumo numa situação dessa

maria @.malufiel em 05/02/2014 às 23:32

" "

Ok Rafael, peço desculpa mas essa situação do Corinthians tá acabando com meus nervos é tanta coisa que se fala que agente até perde o rumo. Abrç

Maria Luiza De Carvalho Oliveira @.malufiel em 05/02/2014 às 23:32

Ok Rafael, peço desculpa mas essa situação do Corinthians tá acabando com meus nervos é tanta coisa que se fala que agente até perde o rumo. Abrç

Rafael #3416 @rafael.de.azevedo em 04/02/2014 às 01:35

" "

Acho que você não leu o texto direito, em momento nenhum ele apoio a violência

Renan Costa Da Silva Teodoro #2.381 @renan7teo em 04/02/2014 às 23:55

Venho por meio desde, parabenizar a hipocrisia, a burrice, a alienação, a população que mesmo sofrida, e ainda cega, torna esse país o que ele é hoje.

O país do futebol, motivo de orgulho para nós não é mesmo? O país que fará a copa das copas não é mesmo?

Quando será o país que fará os hospitais dos hospitais, a educação de primeiro mundo?

Tenho sim muita vergonha de ser brasileiro, em um país onde a população é manipulada e tratada como cavalos que usam rédeas, manipulados descaradamente, e mesmo assim, o povo, a escória de torcedores fanáticos, não mexem as nádegas para melhorar o que de fato interessa a um povo de um país que já se tornou uma potência, mas o povo simplesmente não vê diferença alguma, principalmente aqueles que vivem em favelas, sendo atendidos com um sistema de saúde de esgoto, sendo educados em escolas públicas e municipais por pessoas que amam o que fazem mas detestam de como é feito, essa educação 4ª, e a forma que são desvalorizados pelo estado.

Mediante tudo isso, ainda vemos tais situações, como a está invasão ao CT do Corinthians, brigas esculumelentes em estádios, por simples brasões, brasões que por trás dela existe, milhões e milhões em dinheiro, pessoas riquíssimas, jogadores e dirigentes milionários, que fazem o que bem entendem da vida, com uma vida de rei, com casas exuberantes, carros importados e mais e mais propriedades. E os torcedores? E esses idiotas anencéfalos? Estão lá, idolatrando um ser que não faz nada mais que chutar uma bola, pra ganhar meio milhão de reais todos os meses, esses anencéfalos estão lá dia após dia, pagando avalores por vezes absurdos em ingressos, para criar brisas, insultar um jogador, assustar pais de famílias, crianças, praticar crimes e afins.

Ainda mais, protegem um bem privado, um estádio construído com dinheiro privado e incentivos fiscais do município, contra o que? Contra protestos que reivindicam por valores da constituição, valores à vida, por uma vida melhor, protestos contra o mal e exuberantes gastos com bens privados/públicos de extrema insignificância para a população. Talvez de fato, bairros com os palcos dos jogos como Itaquera, devem estar melhorando de alguma forma, mas eu duvido que tenha sido em pró a população, que mora lá e as que foram despejadas. Tudo para gringo ver...

Eu quero continuar vendo futebol, eu como corinthiano sempre quis ver essa instituição levantando seu próprio estádio. Mas hoje, há ha, mas hoje eu quero que esse país, que seus representantes (por que político algum me representa), passem o maior vexame da história, eu quero que torcedores acordem e vejam que nossa vida não é futebol. Nossa vida é alimento, nossa vida é educação, conhecimento, nossa vida é saúde, bairros e estados bem estruturados.

Espero que um dia acordem e vejam o grande erro que cometeram, de deixar de lutar por algo que mudaria nossas vidas de verdade. Sinto muito, mas tenho vergonha de vermes como vocês.

Janio Batista Alves #8.833 @janio.batista.alves em 04/02/2014 às 22:58

O Paulo André poderia ficar na dele e não mover nenhuma palha pra ajudar a melhorar o futebol brasileiro. Mas ele resolveu correr o risco de ser criticado muito mais do que os outros por se posicionar ou mesmo de ser alvo dos poderosos que comandam o futebol brasileiro. É importante não sermos imediatistas e entendermos que a melhora do futebol brasileiro é boa também para o Corinthians. Penso que nós torcedores deveriamos apoiar essas ações pois o nosso interesse é apenas o futebol, e não em ganhar dinheiro com isso. Paulo André está sujeito a cometer os seus erros, mas é corajoso e um verdadeiro cidadão. Temos que separar a atuação dele em campo da postura política que ele tem.

Matheus Grobe #780 @matheus.grobe em 04/02/2014 às 22:09

Perfeito mano

Vai Corinthians

Antonio #1108 @antoniopr em 04/02/2014 às 21:33

" "

O dia que os clubes se aliarem ao Bom Senso e observarem que a CBF e as federações regionais roubam mais de 300 milhões em taxas dos clubea da série a, b, c, d e os sem séries, irá renascer o futebol brasileiro. Futebol era entretenimento para o povo, hoje, virou um negócio lucrativo para um bando de cartolas, empresários e torcidas organizadas que faturam muito explorando a marca do clube de graça.

Antonio Pr #1.108 @antoniopr em 04/02/2014 às 21:33

O dia que os clubes se aliarem ao Bom Senso e observarem que a CBF e as federações regionais roubam mais de 300 milhões em taxas dos clubea da série a, b, c, d e os sem séries, irá renascer o futebol brasileiro. Futebol era entretenimento para o povo, hoje, virou um negócio lucrativo para um bando de cartolas, empresários e torcidas organizadas que faturam muito explorando a marca do clube de graça.

Matheus #780 @matheus.grobe em 04/02/2014 às 21:21

" "

Discordo, é uma classe trabalhadora comim sim. Não é o salário que muda a natureza jurídica da classe. Bem pago ou mal pago, é uma classe trabalhadora com um sindicato. Simples assim. Eu não entendo, todos admiram o futebol jogado e a organização dos campeonatos europeus. A receita lá é mais alta justmente pela organização de primeira linha. Isso se estende a qualidade do jogo, do estádio, do atendimento, do preço...enfim, de tudo. E quando um grupo de jogadores decide se organizar pra bater de frente com essa roubalheira e desordem no futebol, nós torcedores nos voltamos contra eles só porque ganham mais do que a gente.

Beleza amigo, fica com a turma do Marin que eu fico com a turma do Paulo André.

Gustavo Bologna #124 @gustavo.bologna em 04/02/2014 às 21:26

Eu não apoio os jogadores, muito menos a CBF, eu acho que algumas reivindicações do Bom Senso são muito válidas, mas pra realmente ser o Bom Senso eles precisam abrir mão de algumas coisas.

Matheus #780 @matheus.grobe em 04/02/2014 às 21:21

" "

Discordo, é uma classe trabalhadora comim sim. Não é o salário que muda a natureza jurídica da classe. Bem pago ou mal pago, é uma classe trabalhadora com um sindicato. Simples assim. Eu não entendo, todos admiram o futebol jogado e a organização dos campeonatos europeus. A receita lá é mais alta justmente pela organização de primeira linha. Isso se estende a qualidade do jogo, do estádio, do atendimento, do preço...enfim, de tudo. E quando um grupo de jogadores decide se organizar pra bater de frente com essa roubalheira e desordem no futebol, nós torcedores nos voltamos contra eles só porque ganham mais do que a gente.

Beleza amigo, fica com a turma do Marin que eu fico com a turma do Paulo André.

Matheus Grobe #780 @matheus.grobe em 04/02/2014 às 21:21

Discordo, é uma classe trabalhadora comim sim. Não é o salário que muda a natureza jurídica da classe. Bem pago ou mal pago, é uma classe trabalhadora com um sindicato. Simples assim. Eu não entendo, todos admiram o futebol jogado e a organização dos campeonatos europeus. A receita lá é mais alta justmente pela organização de primeira linha. Isso se estende a qualidade do jogo, do estádio, do atendimento, do preço...enfim, de tudo. E quando um grupo de jogadores decide se organizar pra bater de frente com essa roubalheira e desordem no futebol, nós torcedores nos voltamos contra eles só porque ganham mais do que a gente.

Beleza amigo, fica com a turma do Marin que eu fico com a turma do Paulo André.

Gustavo #124 @gustavo.bologna em 04/02/2014 às 20:25

" "

A diferença é que eles não são uma classe trabalhadora comum, os jogadores da Série A recebem muito mais que os trabalhadores comum.

Se eles aceitassem reduzir os seus salários, fazendo contratos por produtividade por exemplo, eu apoiaria a causa deles. Hoje não me parece 'Bom Senso' e sim 'Bem Bão' pros jogadores.

O Clube é refém do jogador, se quiser manter time competitivo tem que pagar muito. Se eles diminuissem a pedida salarial, os clubes poderiam investir melhor na infraestrutura e diminuir as dividas, ai eu apoiaria o movimento.