Fórum do Corinthians

Análise do jogo Vasco e Corinthians: nó tático

Tópico Lendário Entenda as regras
Foto do perfil de Félix

Ranking: 6.657º

Félix 232 posts

Publicado no Fórum do Meu Timão em 22/10/2020 às 00:40
Por Félix Rodrigues de Lima (@felix.rodrigues.de.l)

Esse jogo pode ter sido um divisor de águas no âmbito estratégico. Mancini fez alterações bem específicas que mostraram um estilo muito específico. Dentro de uma abordagem ofensiva, vimos jogadores muito dispostos a esquecer o último jogo mostrando as suas qualidades.

O time veio bem modificado. Sem nenhum centroavante, vimos um time com muito mais mobilidade e presença de área, sufocando o adversário, mas ao mesmo tempo tomando sufoco também devido a descida dos laterais. Vamos ver os detalhes do jogo.

PRIMEIRO TEMPO

É preciso salientar o nível tático do time. Mancini, inteligentemente, colocou um 4-4-2 sem centroavante e gerando às vezes um 4-2-4 em ataque, com os volantes e meias com características extremamente polivalentes: Ramiro, que é volante, podia trocar de posição com Éderson; Vital podia trocar de posição com Mantuan e Cazares; Xavier também podia trocar com Éderson; Cazares, naturalmente, podia fazer a transição pelo meio. Nenhum volante e meia ficava fixo numa área do campo. Várias vezes Ramiro virou centroavante. E Xavier várias vezes tirou a bola da defesa.

Os primeiros minutos foram das duas equipes se estudando. Corinthians criou algumas chances com Mantuan e Ramiro. Vasco criou fortes perigos, uma delas quase Cássio falhou ao largar uma bola defensável. Mas foi no lance seguinte, após o escanteio, saiu o gol, de Gustavo Mantuan – o nosso representante da Seleção Sub-20 – que foi premiado com o primeiro gol pelo Corinthians, criado por ele próprio, num contra-ataque fulminante e com assistência de Cazares, aproveitando a falha defensiva.

Defensivamente, vimos algumas vezes a quebra de linha na nossa defesa, o que foi preocupante. Talles Magno e Ribamar quase fizeram gols devido a essas falhas.

O mapa de calor revela o quanto o Vasco jogou atrás e o Corinthians ocupou o meio-campo – embora houvesse a necessidade de puxar mais a linha de ataque com os volantes. Mas parte disso é explicado pela descida dos laterais que desguarneciam a defesa e consequentemente a linha do meio-campo. E no mapa com pontos, podemos ver que tanto o Corinthians quanto o Vasco foram agressivos: 7 chutes do Vasco e 8 do Corinthians, sendo que, no gol, foram 5 do Vasco e 2 do Corinthians – o outro chute foi do Cazares aos 32 do primeiro tempo num chute facilmente defendido. Esses 5 chutes do Vasco foram todas dessas quebras de linha de defesa que falei a pouco.

SEGUNDO TEMPO

No início houve chances dos dois lados, mas houve certo perigo quando o Vasco aproveitou a descida do Fábio Santos e contra-atacou pela direita e cruzando com perigo para Magno, que dividiu com Cássio. Noutro lance, deixaram Ribamar (se não me engano) com liberdade pra finalizar com perigo na trave, deixando Mancini muito irritado. Houve dois gols do Corinthians corretamente anulados, mas um pênalti questionável.

E a falta de preparo físico nos puniu: apesar de ainda sermos insinuantes na área, houve contra-ataques com frequência do Vasco. O gol do Ribamar, de letra, foi numa cobrança de escanteio com Ribamar se infiltrando ali.

As substituições de Mancini foram pensadas em contra-ataques efetivos. O tempo todo ele pedia pra adiantar as linhas mais à frente para tanto, mas Vasco se aproveitava de um Fagner cansado e atacava. Tanto que aos 37 do segundo tempo o Fagner demorou meio mundo pra voltar, deixando só Marllon, Gil e Fábio Santos pra defender. E num escanteio, numa falha de Gustavo Silva, o lado direito de Fagner ficou exposto, mas o próprio Gustavo corrigiu a falha. Mas no finalzinho, Everaldo corre sozinho e faz um golaço num desvio de Henrique, encobrindo o goleiro.

RESUMO DO JOGO

Olhem só nesse mapa com pontos o quanto o Vasco (laranja) nos agrediu. Mas o mais interessante é que o Corinthians finalizou muito na área – antes, com Coelho, essas finalizações mal existiam. Ressaltei no último artigo do jogo contra o Flamengo o quanto o time evoluiu no ataque – e nesse jogo ficou muito evidente isso.

E outro grande mérito está nas interceptações: o Corinthians interceptou 12 vezes – Éderson e Marllon 2 vezes, e tirando Luan, Gustavo Silva, Mantuan, Xavier e naturalmente Cássio, o resto da equipe interceptou uma vez. Vasco só interceptou 5 vezes.

Fagner, que passou 50 vezes a bola, concentrou a maioria de seus passes na defesa devido ao recuo no segundo tempo; Fábio Santos idem. Ramiro, Cazares e Xavier interagiram muito nos passes, gerando toda a blitz. Vital era o mais agraciado com isso, e ele novamente jogou muito bem.

Há um detalhe crucial a ser dito: Mantuan, que jogou quase todo o jogo, passou a bola apenas 13 vezes, Everaldo passou a mesma quantidade. Isso se deve ao fato de, novamente, terem explorado mais o Cazares e o Vital – isso deve ser corrigido, igualando o máximo possível o passe entre os jogadores, evitando a previsibilidade e consequentemente a perca de bola.

CONCLUSÃO

Pegamos um time em crise, com jogadores sentindo de última hora, mas com forte ataque e mobilidade na defesa. O trunfo do Mancini se deu ao não jogar com centroavantes – e não colocou nenhum deles no segundo tempo –, pondo jogadores que trocam de posição o tempo todo. Pessoalmente, queria que colocasse o Araos ao invés do Gustavo Silva, e Roni no lugar de Camacho, fortalecendo o contra-ataque. E Luan fez outra partida excelente, jogando na sua posição verdadeira. Marllon e Gil jogaram bem, apesar de alguns erros: fizeram o que deveria ser feito e foram seguros em lances capitais.

Com paciência e preparo físico, podemos ser uma equipe altamente competitiva. Ainda acredito em uma equipe aguerrida. Esse jogo provou que podemos jogar sem um centroavante, e também provou a polivalência de muitos jogadores. Por isso foi um nó tático: porque o inesperado fez a diferença, porque um time que armou com um 4-3-3 com boa recomposição defensiva não esperava essa polivalência dos jogadores. Que continuemos assim.

VAI, CORINTHIANS!

11.205 visualizações e 160 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Foto do perfil de Felipe Milaré

Ranking: 1.862º

Felipe 1287 posts

@felipe.milare em 22/10/2020 às 12:16

Marllon - não achei seguro, dois lances só assistiu o atacante

Ederson - não dá mano, na moral

Léo Natel - melhor jogador das partidas que fazia, cadê?

Centroavante - nosso jogo não é pra esse tipo de posição, melhor ficar sem

Publicidade

Foto do perfil de Renato Kimura

Ranking: 5.073º

Renato 366 posts

@renatokk em 22/10/2020 às 12:13

Só não concordo com o gol anulado. Pra mim o gol do Xavier foi legal. A mão do Marlon estava colada no peito, não estava aumentando a área de contato.

De resto, excelente análise!

Foto do perfil de Serginho Nardi

Ranking: 9.052º

Serginho 131 posts

@serginho.nardi em 22/10/2020 às 12:08

Respeito a opinião de todos, mas eu acho que Mancini demorou muito pra mexer no time, sabendo que sofremos na parte física e podendo fazer 5 alterações esperou o Vasco empatar pra mexer, se não fosse o lance de sorte (que desviou) teríamos empatado

Foto do perfil de Fabiano Lima

Ranking: 768º

Fabiano 2855 posts

@fabiano.lima7 em 22/10/2020 às 11:47

Foram três pontos que devem ser comemorados, mas uma vitória contra o vasco em crise mesmo no rio não deve ter empolgação

Cássio quase entrega um gol de novo, nosso sistema defensivo continua a casa da mae joana o vasco não fez mais por que seus atacantes são tão ruins quanto os nossos e com direito a gol de letra em cima do gil, resumindo o vasco atacou bastante se pegar um time bom vai acontecer o que aconteceu contra o Flamengo

Porem destaco que nosso ataque melhorou o vital tá jogando bem ainda precisa ser mais decisivo e chamar o jogo

Acredito que vamos melhorar bastante, mas ainda tem muito a ser feito

Foto do perfil de Giro Kataguire

Giro 43 posts

@giro.kataguire em 22/10/2020 às 11:44

Bela analise tatico, mas não podrmos iludir já estamos com 18 novos os demais estão 15 16 17 jogos. Temos que ganhar o último jogo do 1 turno.

Foto do perfil de Matheus Correa Valdastri

Ranking: 3.528º

Matheus 614 posts

@matheus.correa.valda em 22/10/2020 às 11:43

Bela análise. Mas ainda continuo achando que o Cantillo tem que ser titular esse time.

Foto do perfil de Roberto Ferreira De Souza

Ranking: 8.287º

Roberto 156 posts

@roberto.ferreira.de. em 22/10/2020 às 11:36

Agora uma semana de treino, descanso... Conversas... E com todo respeito ao América, o Corinthians tem que ganhar e convencer...

Foto do perfil de André Rodrigues

Ranking: 13.236º

André 57 posts

@andre.rodrigues41 em 22/10/2020 às 11:35

Muito bom a análise de calor dos jogadores avaliados. Mas discordo totalmente de você falar que o Luan jogou bem. Esse cara tem que sair bdo time. O cara não apareceu e na única oportunidade ele desperdiçou.

Não dá para insistir no Ramiro como opção, ele é muito ruim! Eu gostei de dois atacantes pelas pontas e a inversão para confundir o adversário, mas o risco também continua grande, porque nosso campo é uma avenida, os caras atacam toda hora e a marcação acompanha com os olhos.

Foto do perfil de Vlamir Bernardes

Ranking: 1.252º

Vlamir 1869 posts

@vlamir.bernardes em 22/10/2020 às 11:20

Esse é o olho do técnico que soube detectar onde cada atleta pode render.

Foto do perfil de Luis Henrique De Freitas Yamauti

Ranking: 7.236º

Luis 202 posts

@luis.henrique.13 em 22/10/2020 às 11:13

Salve! Sempre acompanho seus tópicos e acho bem legal. Parabéns pelo trabalho e dedicação.

Só uma correção se me permite, que o próprio Mancine confirmou na coletiva, o Corinthians quando atacava usava o 4-1-3-2, e para se defender usava o 4-4-2. Eu gostei da escalação, diferente de muitos que não gostaram, pra mim ele já achou 80% do time. A Linha de 4 vai ser essa mesmo, com um revezamento de F.Santos/Píton, não vai mudar...e do meio para frente, pra mim ficou claro que é: Xavier, Ramiro, Ederson, Vital (mesmos que começaram jogando contra o Atlético-PR), Cazares (esse não sai mais do time), e a toma vaga que está em aberto.

Agora é esperar o trabalho do novo preparador físico do Corinthians fazer efeito, para todos os atletas melhorarem o rendimento físico, que já é nítido que é o maior problema do Corinthians atualmente. E na minha opinião, eu acho que quando os atletas ainda não estão 100% fisicamente, ele deveria 4 peças logo no intervalo ou então no máximo até os 15m do segundo tempo, para 'reacender' a equipe, porque fica muito nítido a queda tática e técnica do time no segundo tempo, e não digo só por esse jogo, contra todos...os adversários voltam bem melhor, criando chances, com o Corinthians dando mais espaço, então na minha opinião, ele deveria mudar 4 peças (do meio para frente) já no intervalo ou então no máximo entre 10~15m do segundo tempo, justamente para não dar essas chances para o adversário.

Vai Corinthians!