Marcelo Passos: "NR por 10 anos!"

Fórum do Corinthians
Tópico Épico Entenda as regras

Leonardo @leonardo.torres4 em 24/11/2015 às 07:03

Nação! Vejam, logo abaixo, a entrevista completa com o diretor de marketing do Corinthians, o Marcelo Passos, sobre o fechamento do NR no jornal 'Valor Econômico':

http://www.easycaptures.com/7759991253

O detalhe interessante, é que é citado na matéria que se trata de um fechamento do NR por 10 anos, e não por 20 anos...

2.475 visualizações e 25 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhor resposta

Felipe Paz #536 @fepaz em 24/11/2015 às 09:51

Um detalhe que considerei muito importante é quando ele diz que o dinheiro vai ser utilizado para quitar o bndes e liberar a bilheteria, ou seja, mais de 400 milhões e a vista? Será?

Porque pra quitar algo você precisa ter 100% do valor, concordam? Pelo menos aqui na minha terra é assim heheheheeh

Se for isso mesmo, essa notícia é muito melhor do que esperava.

Últimas respostas

Renato Magalhaes #14 @rmagalhaes em 24/11/2015 às 22:37

Ele amortiza o empréstimo do bndes, e consegue planejar o pagamento do saldo restante com parcelas menores ano/mes.

Como o SCCP demandará muita receita em anos posteriores, mantendo os pés no chao(sempre), de uma forma gradual e equilibrada, a bilheteria vai entrando como ativo direto(liquidez).

Fora outras receitas que entram como circular ativo - sem olhar pra atra.

Vamos junto Timão.

Publicidade

Heptasemfax O Primeiro #47 @anderson.kullowisky. em 24/11/2015 às 22:04

Pode-se quitar parcialmente!

FELIPE #536 @fepaz em 24/11/2015 às 09:51

" "

Um detalhe que considerei muito importante é quando ele diz que o dinheiro vai ser utilizado para quitar o bndes e liberar a bilheteria, ou seja, mais de 400 milhões e a vista? Será?

Porque pra quitar algo você precisa ter 100% do valor, concordam? Pelo menos aqui na minha terra é assim heheheheeh

Se for isso mesmo, essa notícia é muito melhor do que esperava.

Gabriel Martins #95 @gabriel.martins6 em 24/11/2015 às 21:57

Tomara que seja 10anos Não.. Pois achooo que 10 anos seria um menor valor.. Depois vender de novo pra outra empresa por mais 10anos uma arena que já tem um nome seria difícil

Marcelo Guedes Gonçalves #235 @polemikonoar em 24/11/2015 às 16:22

Se diminuir o tempo, vai diminuir o valor...

Fabinho Headbanger #202 @biozzy em 24/11/2015 às 16:22

Tudo bem mas revejam este contrato com a OMNI. Isso aí também é prioridade.

Antonio Godoi Junior #19 @junior.junior5 em 24/11/2015 às 16:07

Acho que é meu navegador aqui que tá zoado... Rs

Leonardo @leonardo.torres4 em 24/11/2015 às 15:23

" "

Oi Antonio.. Já no link, basta clicar em cima da imagem :)

Leonardo Torres @leonardo.torres4 em 24/11/2015 às 15:23

Oi Antonio.. Já no link, basta clicar em cima da imagem :)

Antonio #19 @junior.junior5 em 24/11/2015 às 13:21

" "

Não consigo abrir a imagem para ler aqui... O que ele disse?

Korujinha 1000° #44 @elaine.vitor1 em 24/11/2015 às 14:31

Se realmente for 10 anos, acredito que não será 400 milhões, 'SE FOR, O CARA É MONSTRO', mais acho que será 300 milhões.que será muito melhor de certa forma, porque se fosse 400 em 20 anos, seria 20 milhôes por ano, já sendo 300 em 10 anos, será 30 milhôes...

Gustavo Barbosa Silva #305 @gustavo.timo em 24/11/2015 às 13:38

Liberando 50% da bilheteria já seria um bom negócio.

FELIPE #536 @fepaz em 24/11/2015 às 09:51

" "

Um detalhe que considerei muito importante é quando ele diz que o dinheiro vai ser utilizado para quitar o bndes e liberar a bilheteria, ou seja, mais de 400 milhões e a vista? Será?

Porque pra quitar algo você precisa ter 100% do valor, concordam? Pelo menos aqui na minha terra é assim heheheheeh

Se for isso mesmo, essa notícia é muito melhor do que esperava.

Danilo Nogueira #171 @thedanilo27 em 24/11/2015 às 13:33

Cabe a nós torcedores, através das mídias sociais e no dia a dia, fazer o nome 'pegar'.

Gustavo #1208 @ovatsug em 24/11/2015 às 13:07

" "

Duvido muito que seja dessa forma. A venda do NR é o atual sonho de todos nós, entretanto como se trata de um negócio, também tem seus riscos: de o nome não pegar. E sabedora disso, a empresa que adquirir o direito de explorar o nome da Arena não irira 'comprar' algo em que não se pode mensurar o retorno. Com toda certeza é parcelado.