Cadê notícia sensacionalista sobre o Allianz Parque? - 1

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

Milena #270 @milena.navarro em 11/11/2016 às 10:53

Pesquisem sobre o estádio do Palmeiras, que não é do Palmeiras, só será daqui umas décadas, segundo alguns sites. É bem obscuro. Encontrei poucas materias, aqui vai a primeira.

------

Fornecedoras pressionam WTorre por valores não pagos no Allianz Parque
Allianz Parque - Novo estádio do Palmeiras

Moacyr Lopes Junior/Folhapress

JULIO WIZIACK
Guilherme SETO
DE São Paulo


28/08/2015 16h43

Em meio às dificuldades financeiras que vive a WTorre, empresa responsável pela reforma do Allianz Parque, estádio do Palmeiras, pagamentos que deveriam ter sido feitos anteriormente a fornecedores têm atrasado desde o final do ano passado –o estádio foi inaugurado em novembro de 2014.

Em diferentes instâncias, vigoram processos que pedem o reconhecimento de valores não pagos, que requerem a penhora de bens da empresa e até pedidos de falência.

A Nöra, empresa que forneceu 42.898 assentos ao estádio, entregou uma notificação extrajudicial à WTorre e ao Palmeiras em que cobra da construtora cerca de R$ 1,8 milhão que não foi pago desde a assinatura do contrato, em janeiro de 2014.

No documento obtido pela Folha, a Nöra afirma que 'esgotou todas as possibilidades de cobrança administrativa' e enfatiza a possibilidade de retirar as cadeiras do estádio devido à inadimplência.

Por meio de contato telefônico, a Nöra confirmou a notificação e o débito, mas amenizou o problema, que disse estar muito próximo da resolução.

Segundo a empresa, há duas semanas foi feito um acordo e cerca de 65% do valor devido foi pago.

Ainda de acordo com a empresa, que tem outros negócios em parceria com a WTorre, a relação entre as empresas é boa e a notificação foi um meio encontrado por ambas as partes para acelerar o processo de cobrança.
Reprodução
Notificação da Nöra sobre os assentos do Allianz Parque
Notificação da Nöra sobre os assentos do Allianz Parque

A Power Brasil, empresa de locação de geradores, cobra um dos valores mais altos dos processos na Justiça: R$ 560 mil.

Procurado pela Folha, o proprietário da empresa, Fábio Henrique Machado, desabafou.

'Eles pediram o orçamento em uma quarta-feira de novembro de 2014 e na sexta eles encomendaram o aluguel dos geradores para o primeiro jogo do Palmeiras no estádio. Em 48 horas, nós enviamos oito carretas de geradores. Foi uma operação muito grande e complexa', iniciou.

'Eles então aproveitaram os geradores para os dois shows do Paul McCartney. Depois, eles mantiveram os geradores para mais um jogo. Daí que vem esse valor de mais de meio milhão', continuou.

'Desde então, fizemos várias reuniões com a diretoria financeira da WTorre, eles assumiram que existe o débito, mas disseram que não têm como pagar. Assumiram a estratégia do 'devo, não nego, pago quando puder', disse Machado, que decidiu recorrer à Justiça após cobrar a construtora insistentemente ao ponto de achar que beirava a 'mendicância.'
Arquivo pessoal
Geradores instalados pela Power Brasil no Allianz Parque
Geradores instalados pela Power Brasil no Allianz Parque

A Kimberly-Clark, patrocinadora da arena, reclama que deixaram de comprar seus papéis (toalha e higiênico).

Em julho, a Tejofran, responsável pela limpeza pesada (retirada de entulho) pediu a falência da arena por uma dívida de R$ 500 mil. Chegaram a um acordo, mas o processo pode ser retomado caso haja atraso do pagamento das parcelas.

Nesta segunda (24), a R Cervellini, empresa de pisos e revestimentos, também entrou na Justiça com pedido de falência cobrando R$ 693 mil.

Procurada, a WTorre não quis comentar as pendências com os fornecedores.

Segundo apuração da Folha, a empresa reconhece os débitos e tem um plano de quitá-los nos próximos meses, com prazo máximo até o final do ano.

PROPOSTA

Diante do imbróglio, a AEG –multinacional americana que há um ano gerencia o estádio e cria novas fontes de receita– enviou uma proposta para assumir a arena em troca de quitar todas as dívidas.

O Palmeiras também se prepara para fazer um lance. A reportagem apurou que o presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, tenta reunir investidores para fechar uma oferta. Entre eles, está a financeira Crefisa, uma das patrocinadoras do clube.

Consultada, a WTorre negou ter recebido qualquer proposta pelo Allianz Parque e disse que não tem interesse em se desfazer do negócio.

'Em menos de um ano de operação, a arena recebeu mais de 1 milhão de pessoas, em shows, jogos de futebol e eventos corporativos, o que só reforça nossa convicção de que o trabalho que vem sendo desenvolvido está no caminho correto.

Em que pese um ambiente macroeconômico deteriorado, a escassez de crédito que limita o desenvolvimento e a expansão dos negócios no País, enfatizamos que não temos nenhuma intenção de nos desfazermos de um ativo no qual investimos mais do que R$ 670 milhões', disse a WTorre em nota à imprensa nesta sexta-feira (28).

830 visualizações e 15 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Últimas respostas

Pedro Silva @eusouvc em 12/11/2016 às 10:07

Cara, o que uma coisa tem a ver com a outra? Os modelos de negócios são diferentes. Lá o estádio é dos porcos e a concessão de 30 anos da WTorre, se ela falir eles saem ganhando porque possuem preferência na recompra da concessão e eles pagam a reforma cedendo o local para shows.

Nosso caso a Odebrecht enfiou a faca no Corinthians, superfaturando o estádio para os 'amigos dos amigos' e quem paga essa conta é o Corinthians com 100% da bilheteria. Sinceramente? Enquanto todo mundo está metendo o pau na mídia por falar mal do estádio, eu acredito que tem o dedo da diretoria do Corinthians estas matérias para rever o valor de pagamento!

Publicidade

Thiago Souto #102 @thiagosouto em 12/11/2016 às 09:35

Mas isso acontece desde o dia em que Jesus Cristo pisou nessa terra, não vai mudar nunca enquanto a humanidade existir

Milena #270 @milena.navarro em 11/11/2016 às 17:22

" "

Se não deixam o Corinthinas em paz, por que você quer deixar o Palmeiras 'pra lá'. Veja que o problema de fundo posto aqui, Thiago, não é o Palmeiras e seu estádio, a questão é: por que neste Brasil atual se usa dois pesos e duas medidas para avaliar as ações de seus políticos e cidadãos?

Querem investigar? Ótimo, então vamos investigar todo o mundo, incluído o estádio do Palmeiras, porque tem muito figurão por trás de sua construção.

O Maior Do Mundo #496 @julio.cesar48 em 11/11/2016 às 20:02

A diferença entre eu e você é só uma sou torcedor, 'mas não sou cego... Wtorre está sendo investigada sim, não disse que não esta, estou falando de modelo de negócio, o Corinthians fez um negócio burro que só ele perde. Agora falar que presidente não pode investir em clube, ae já demais. O Problema que geração 2012, não sabe de nada e Ainda quer chamar os outros de coxinha, deve ser porque é a palavras da moda afinal, só porque não concordo e acho que administração do Palmeiras está sendo boa para eles e a nossa só faz cagada eu sou coxinha. Mas assim antes de falar que sou infiltrado veja quem está preocupada em procurar coisas do Palmeiras, eu estou preocupado com meu clube que só está atolado em merda!

Milena #270 @milena.navarro em 11/11/2016 às 18:06

" "

Presidente de clube comprar jogador para sua agremiação não é nada comum, não, e o Vicente Mateus não é nenhum exemplo isenção ética, muito pelo contrário. Você está mesmo parecendo um infiltrado palmeirense. Ou um coxinha, pois a maioria dos frequentadores do estádio da Wtorre são coxinhas.

A propósito: a Wtorre, que v. Menciona com tanto respeito, está sendo investigada também pela Lava Jato. Veja :

...

DONA DO estádio DO PALEMIRAS, WTorre SE TORNA ALVO DA LAVA JATO

Por Rodrigo Tolotti Umpieres Em mercados 04 jul, 2016 17h13

A construtora é acusada de receber propina de R$ 18 milhões para abandonar a licitação do Centro de Pesquisas da Petrobras

São Paulo - O empresário Walter Torre Júnior, presidente da empreiteira WTorre - dona do Allianz Parque, estádio do Palmeiras -, teve a sua condução coercitiva determinada pelo juiz federal Sérgio Moro nesta segunda-feira (4). A decisão faz parte da Operação Abismo, a 31ª fase da Lava Jato.

A construtora é acusada de receber propina de R$ 18 milhões para abandonar a licitação do Cenpes (Centro de Pesquisas da Petrobras). Segundo os investigadores, a WTorre, que não havia participado de ajustes, resolveu ingressar no certame e apresentou proposta de preço, de R$ 858.366.444,14, cerca de R$ 40 milhões inferior ao da proposta apresentada pelo Consórcio Novo Cenpes (de R$ 897.980.421,13).

Com isso, Léo Pinheiro, da OAS, acertou com Walter Torre o valor de R$ 18 milhões para ele desistir de obra no Cenpes. 'As empresas que formavam o Consórcio Novo Cenpes ofereceram então vantagem indevida de R$ 18 milhões para que a WTorre não aceitasse reduzir seu preço junto à Petrobras, enquanto, concomitantemente, o Consórcio renegociaria e reduziria o preço para abaixo da proposta da WTorre', assinalam os investigadores.

'Alguma prova de corroboração da fraude na licitação e pagamento de propina a WTorre pode ser encontrada já nas circunstâncias da licitação e da contratação. Em especial, chamam a atenção especificamente atas de duas reuniões havidas na Petrobras, em 14 de setembro de 2007 e em 19 de setembro de 2007, acerca da negociação do contrato para a obra do Cenpes', afirma Moro no despacho.

Em nota oficial, o Grupo WTorre disse que a empresa não teve participação na obra de expansão do Centro de Pesquisas da Petrobras; que não recebeu ou pagou a agente público ou privado nenhum valor referente a esta ou a qualquer outra obra pública. O Grupo WTorre forneceu a documentação referente ao orçamento desta licitação que ainda se encontrava na empresa e segue à disposição das autoridades.

Fonte: http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/5273440/dona-estadio-palmeiras-wtorre-torna-alvo-lava-jato Dona de estádio do Palmeiras, WTorre se torna alvo da Lava Jato - InfoMoney Dona de estádio do Palmeiras, WTorre se torna alvo da Lava Jato - InfoMoney A construtora é acusada de receber propina de R$ 18 milhões para abandonar a licitação do Centro de Pesquisas da... infomoney.com.br

Milena Navarro #270 @milena.navarro em 11/11/2016 às 18:06

Presidente de clube comprar jogador para sua agremiação não é nada comum, não, e o Vicente Mateus não é nenhum exemplo isenção ética, muito pelo contrário. Você está mesmo parecendo um infiltrado palmeirense. Ou um coxinha, pois a maioria dos frequentadores do estádio da Wtorre são coxinhas.

A propósito: a Wtorre, que v. Menciona com tanto respeito, está sendo investigada também pela Lava Jato. Veja :

...

DONA DO estádio DO PALEMIRAS, WTorre SE TORNA ALVO DA LAVA JATO

Por Rodrigo Tolotti Umpieres Em mercados 04 jul, 2016 17h13

A construtora é acusada de receber propina de R$ 18 milhões para abandonar a licitação do Centro de Pesquisas da Petrobras

São Paulo - O empresário Walter Torre Júnior, presidente da empreiteira WTorre - dona do Allianz Parque, estádio do Palmeiras -, teve a sua condução coercitiva determinada pelo juiz federal Sérgio Moro nesta segunda-feira (4). A decisão faz parte da Operação Abismo, a 31ª fase da Lava Jato.

A construtora é acusada de receber propina de R$ 18 milhões para abandonar a licitação do Cenpes (Centro de Pesquisas da Petrobras). Segundo os investigadores, a WTorre, que não havia participado de ajustes, resolveu ingressar no certame e apresentou proposta de preço, de R$ 858.366.444,14, cerca de R$ 40 milhões inferior ao da proposta apresentada pelo Consórcio Novo Cenpes (de R$ 897.980.421,13).

Com isso, Léo Pinheiro, da OAS, acertou com Walter Torre o valor de R$ 18 milhões para ele desistir de obra no Cenpes. 'As empresas que formavam o Consórcio Novo Cenpes ofereceram então vantagem indevida de R$ 18 milhões para que a WTorre não aceitasse reduzir seu preço junto à Petrobras, enquanto, concomitantemente, o Consórcio renegociaria e reduziria o preço para abaixo da proposta da WTorre', assinalam os investigadores.

'Alguma prova de corroboração da fraude na licitação e pagamento de propina a WTorre pode ser encontrada já nas circunstâncias da licitação e da contratação. Em especial, chamam a atenção especificamente atas de duas reuniões havidas na Petrobras, em 14 de setembro de 2007 e em 19 de setembro de 2007, acerca da negociação do contrato para a obra do Cenpes', afirma Moro no despacho.

Em nota oficial, o Grupo WTorre disse que a empresa não teve participação na obra de expansão do Centro de Pesquisas da Petrobras; que não recebeu ou pagou a agente público ou privado nenhum valor referente a esta ou a qualquer outra obra pública. O Grupo WTorre forneceu a documentação referente ao orçamento desta licitação que ainda se encontrava na empresa e segue à disposição das autoridades.

Fonte: http://www.infomoney.com.br/mercados/politica/noticia/5273440/dona-estadio-palmeiras-wtorre-torna-alvo-lava-jato Dona de estádio do Palmeiras, WTorre se torna alvo da Lava Jato - InfoMoney Dona de estádio do Palmeiras, WTorre se torna alvo da Lava Jato - InfoMoney A construtora é acusada de receber propina de R$ 18 milhões para abandonar a licitação do Centro de Pesquisas da... infomoney.com.br

O #496 @julio.cesar48 em 11/11/2016 às 17:41

" "

Então, Paulo Nobre pode por jogador no Palmeiras, como qualquer outro presidente pode por em seu clube isso não é estranho, na verdade é até normal Vicente Matheus, fazia muito isso...O que acontece é que o Sr. Andrés ele sente meio que dono do Corinthians e está fazendo o que quer, colocou esse elefante de marmore para o Corinthians pagar, e o estádio está caindo aos pedaços, tanto que talves seja interditado, imagina se for o prejuízo que vai ser, o clube está quebrado e todo dia é escandalo atrás de escandalo, o mesmo contrato que WTORRE ofereceu ao Palmeiras foi oferecido ao Corinthians e não aceitaram, porque será?

Eu acho que a WTORRE não queria dar dinheiro para ninguém e não iria haver tanto corrupção como foi, só que só um lado se ferrou e foi o Corinthians.

O Maior Do Mundo #496 @julio.cesar48 em 11/11/2016 às 17:41

Então, Paulo Nobre pode por jogador no Palmeiras, como qualquer outro presidente pode por em seu clube isso não é estranho, na verdade é até normal Vicente Matheus, fazia muito isso...O que acontece é que o Sr. Andrés ele sente meio que dono do Corinthians e está fazendo o que quer, colocou esse elefante de marmore para o Corinthians pagar, e o estádio está caindo aos pedaços, tanto que talves seja interditado, imagina se for o prejuízo que vai ser, o clube está quebrado e todo dia é escandalo atrás de escandalo, o mesmo contrato que WTORRE ofereceu ao Palmeiras foi oferecido ao Corinthians e não aceitaram, porque será?

Eu acho que a WTORRE não queria dar dinheiro para ninguém e não iria haver tanto corrupção como foi, só que só um lado se ferrou e foi o Corinthians.

Milena #270 @milena.navarro em 11/11/2016 às 17:15

" "

Quem está comparando não sou eu, é você, com esse seu discurso palmeirense aqui neste site. O que eu aponto é que o estádio do Palmeiras também tem MUITO problema, e dos grandes, negociatas, calotes, dívidas etc, e pouco ou nada se fala disso.

E não esqueça que quem compra a maioria dos jogadores para o Palmeiras é o Nobre. Coisa estranha, não? Já viu isso?

Veja o que eu postei depois. Abraços

Milena Navarro #270 @milena.navarro em 11/11/2016 às 17:22

Se não deixam o Corinthinas em paz, por que você quer deixar o Palmeiras 'pra lá'. Veja que o problema de fundo posto aqui, Thiago, não é o Palmeiras e seu estádio, a questão é: por que neste Brasil atual se usa dois pesos e duas medidas para avaliar as ações de seus políticos e cidadãos?

Querem investigar? Ótimo, então vamos investigar todo o mundo, incluído o estádio do Palmeiras, porque tem muito figurão por trás de sua construção.

Thiago #102 @thiagosouto em 11/11/2016 às 12:46

" "

Deixa o Palmeiras pra lá fera, o Corinthians já tem problemas demais com a arena

Milena Navarro #270 @milena.navarro em 11/11/2016 às 17:15

Quem está comparando não sou eu, é você, com esse seu discurso palmeirense aqui neste site. O que eu aponto é que o estádio do Palmeiras também tem MUITO problema, e dos grandes, negociatas, calotes, dívidas etc, e pouco ou nada se fala disso.

E não esqueça que quem compra a maioria dos jogadores para o Palmeiras é o Nobre. Coisa estranha, não? Já viu isso?

Veja o que eu postei depois. Abraços

O #496 @julio.cesar48 em 11/11/2016 às 12:27

" "

Cara o problema não é o estádio do Palmeiras, não tem que fazer essa comparação.. Porque o negócio do estádio do Corinthians foi a maior burrice do mundo, que o principal a bilheteria o Corinthians abriu mão... Ele pagam 400 mil de alguel, e fatura quase 2,6 milhões por jogo, paga tudo o que tem que pagar... E ainda sobre uma grana para ajudar a pagar os jogadores, nós não lucramos nada na arena...põe isso na cabeça...Não compara o bom negócio que eles fizeram, com o péssimo que o Sr. Andrés Sanchez fez...

Thiago Souto #102 @thiagosouto em 11/11/2016 às 12:46

Deixa o Palmeiras pra lá fera, o Corinthians já tem problemas demais com a arena

O Maior Do Mundo #496 @julio.cesar48 em 11/11/2016 às 12:27

Cara o problema não é o estádio do Palmeiras, não tem que fazer essa comparação.. Porque o negócio do estádio do Corinthians foi a maior burrice do mundo, que o principal a bilheteria o Corinthians abriu mão... Ele pagam 400 mil de alguel, e fatura quase 2,6 milhões por jogo, paga tudo o que tem que pagar... E ainda sobre uma grana para ajudar a pagar os jogadores, nós não lucramos nada na arena...põe isso na cabeça...Não compara o bom negócio que eles fizeram, com o péssimo que o Sr. Andrés Sanchez fez...

Coringão Timão #224 @bregas em 11/11/2016 às 12:18

Isso não repercuti porque é com timinho. A mídia só sabe falar de Corinthians.

1 a 10 de 14 respostas